Hot Iat Seng, novo chefe Executivo de Macau, está “em sintonia” com o Governo chinês

Carmo Correia / Lusa

O ex-presidente da Assembleia Legislativa (AL) de Macau, Hot Iat Seng, em conferência de imprensa após ter sido eleito o chefe do Executivo do território, tomando posse no dia 20 de dezembro e substituindo Fernando Chui Sai On

O Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado chinês considerou no domingo que o chefe do Executivo eleito de Macau, Ho Iat Seng, “está em sintonia com o Governo central”.

Em comunicado, o porta-voz do Gabinete, Yang Guang, enalteceu o “amor à pátria e a Macau” do futuro chefe do Executivo e a sua confiança no Governo de Pequim, noticiou a agência Lusa esta segunda-feira.

“Ho Iat Seng tem boas capacidades de governação e o apoio das gentes de Macau”, afirmou, acrescentando que “o resultado eleitoral mostra que é reconhecido por todos os setores da sociedade”.

O ex-presidente da Assembleia Legislativa (AL) de Macau Ho Iat Seng, de 62 anos, foi no domingo eleito o chefe do Executivo do território e vai tomar posse no dia 20 de dezembro, substituindo Fernando Chui Sai On, há uma década no cargo. Depois de ter cumprido dois mandatos, cada um de cinco anos, este último não pôde recandidatar-se.

Ho Iat Seng, o único candidato ao cargo de chefe do Executivo após ter recebido o aval de Pequim, foi eleito com 392 votos a favor, sete em branco e um nulo de uma comissão eleitoral composta por 400 membros, representativos dos quatro setores da sociedade.

Yang Guang considerou igualmente que a eleição do novo chefe do Executivo decorreu “de acordo com a Lei Básica [a miniconstituição] de Macau” e com os princípios de “abertura, justiça e equidade”.

O porta-voz disse que o governo central vai concluir o processo de nomeação do chefe de Executivo, de acordo com a lei, após receber o relatório oficial do Governo da Região Administrativa Especial de Macau sobre a eleição.

A Lei Básica de Macau (mini constituição) define os quatro setores da sociedade como: industrial, comercial e financeiro; cultural, educacional, profissional; do trabalho, serviços sociais, religião; representantes dos deputados à Assembleia Legislativa e dos membros dos órgãos municipais, deputados de Macau à Assembleia Popular Nacional chinesa e representantes dos membros de Macau no Comité Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês.

O futuro chefe do Governo estreou-se como deputado em 2009, ano em que foi eleito para o cargo de vice-presidente da AL. Quatro anos depois, passou a presidir aquele órgão. Até abril deste ano foi um dos 175 membros do Comité Permanente da Assembleia Nacional Popular chinesa, o órgão máximo legislativo da China.

Ex-membro do 13.º Comité Permanente da APN, apresenta ainda no seu currículo os cargos de vice-presidente da Associação Comercial de Macau e presidente vitalício da Associação Industrial de Macau.

Ho Iat Seng foi membro dos 9.º, 10.º, 11.º e 12.º Comités Permanentes da APN, de 2000 a 2018, e membro do Conselho Executivo da Região Administrativa Especial de Macau, de 2004 a 2009.

Recebeu a medalha de Mérito Industrial e Comercial, entregue pelo último governador de Macau (1999), Rocha Vieira, a medalha de Mérito Industrial e Comercial (2001) e a medalha de Honra Lótus de Ouro (2009), ambas atribuídas pelo Governo da RAEM.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Relatório revela envolvimento da Igreja Católica em 100 casos de pedofilia na Polónia

Uma comissão estatal que analisou as denúncias de crimes de pedofilia registadas na Polónia entre 2017 e 2020 denunciou na terça-feira que quase um terço dos casos estudados, num total superior a 300 processos, envolvem …

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …

Investigadores suecos pagam 23 dólares a quem se vacinar contra a covid-19

Recompensa surge no âmbito de uma pesquisa que pretende avaliar o nível de eficácia de diferentes incentivos à vacinação contra a Covid-19. O estudo conta com a participação de 8.200 voluntários com menos de 60 …

Costa diz que Estado se curva "perante a memória" de Otelo. Mas BE condena ausência de luto nacional

O primeiro ministro, António Costa, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decidiram não declarar luto nacional pela morte de Otelo Saraiva de Carvalho, Capitão de Abril. A líder do BE e o …

Catarina Martins volta a bater o pé e Jerónimo sublinha: "Ainda não há Orçamento"

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta terça-feira, o Bloco de Esquerda, o PCP e o CDS, em mais uma ronda de reuniões com os partidos com assento parlamentar. Se o objetivo do Presidente da República era …

Simone Biles, Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Simone Biles. O ouro olímpico não é sinónimo de paz, muito menos interior

Na sequência do escândalo Nassar, a opinião pública dos EUA concordou que não valia tudo no caminho até ao ouro olímpico — principalmente quando está em causa a dignidade humana. Com a sua principal estrela …

"Sinto que desci ao inferno". Polícias recordam ataque ao Capitólio

"É assim que vou morrer", "sinto que desci ao inferno" e "corri o risco de ser morto" são alguns dos relatos de polícias que presenciaram a invasão ao Capitólio. Começaram as audiências na comissão da Câmara …

Pandemia aumentou o preço dos carros usados. Venda de veículos novos caiu a pique

A procura por usados aumentou com a pandemia. Com menos carros novos a saírem dos concessionários, também por causa da crise dos chips, a oferta de usados é escassa, levando os preços a subirem. Um choque …

Jogos Olímpicos: três polémicas de arbitragem em 24 horas

Depois da pontuação controversa no surf, uma decisão que quase ninguém entendeu, no basquetebol, e uma revisão discutível no judo. A arbitragem não é, ou não é suposto ser, o foco de qualquer edição dos Jogos …