Novo Banco. Gestor de crédito malparado nega conhecimento prévio da carteira

António Cotrim / Lusa

O administrador da Finsolutia Nuno Espírito Santo garantiu que desconhecia previamente a carteira de imóveis adquirida ao Novo Banco e gerida pela sua empresa, e que não se relaciona com o primo Ricardo Salgado “desde 2013 ou 2014”.

Questionado pelo deputado único da Iniciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo, na comissão de inquérito ao Novo Banco, sobre se tinha algum tipo de “conhecimento prévio” quanto ao conteúdo das carteiras de crédito que a Finsolutia viria a administrar, Nuno Espírito Santo rejeitou.

“De todo. Para terem consciência, as carteiras do Novo Banco representam 15% dos ativos que nós gerimos. Nós temos um mundo além do Novo Banco. Nós fazemos a gestão, mas a atividade da Finsolutia é muito mais abrangente e muito mais relevante que os ativos do Novo Banco”, respondeu ao deputado liberal.

Nuno Espírito Santo tinha trabalhado no BES Investimento na década de 2000, e os principais investidores da empresa fundada por si foram esse banco e o suíço UBS.

O gestor revelou também que não fala com o seu primo Ricardo Salgado, antigo presidente do BES, “seguramente desde 2013 ou 2014”.

“Eu sou primo relativamente afastado. O meu avô é irmão do avô dele, e eu sou o mais novo da minha geração, tenho 49 primos direitos. Eu conheço o doutor Ricardo Salgado, mas não é uma pessoa com quem eu tenha relação”, respondeu ao deputado Alberto Fonseca (PSD).

João Cotrim de Figueiredo perguntou também acerca do trabalho realizado com a Anchorage, empresa sediada nas Ilhas Caimão, com uma subsidiária no Luxemburgo, que comprou a carteira de crédito Viriato ao Novo Banco em 2018, e cujos beneficiários últimos não são conhecidos.

“Nós só fomos envolvidos na fase final com a Anchorage”, começou por dizer o antigo trabalhador do BES Investimento, acrescentando que a empresa “é um player relevante no mercado deste tipo de ativos, e é uma entidade a quem nós fazemos esforço comercial, transacional”.

O deputado Duarte Alves (PCP) interpelou Nuno Espírito Santo dizendo que “trabalhava diretamente com o fundo Anchorage e geria os ativos que eram do fundo Anchorage”, através de sociedades imobiliárias portuguesas, questionando “quem era afinal a Anchorage” e os seus beneficiários últimos.

“O que posso dizer é que do nosso processo de contratação fizemos o nosso KYC [know your customer, avaliação do cliente] e o AML [anti-money laundering, contra branqueamento de capitais], e consideramos que cumpriram com os requisitos para nós podermos assinar os nossos contratos”, respondeu.

Nuno Espírito Santo disse ainda que sabia “o suficiente” para poder assinar os contratos com as sociedades locais, mas apenas “dentro daquilo que é o enquadramento legal do país”, desconhecendo “quem são os investidores” do fundo.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bolsonaro diz ter tido sintomas de reinfeção. China acusa-o de "politizar" novo coronavírus

O Presidente do Brasil admitiu na quinta-feira que teve sintomas de reinfeção pelo novo coronavírus "há poucos dias" e afirmou que tomou ivermectina, fármaco sem comprovação científica contra a covid-19. As declarações de Jair Bolsonaro foram …

"É fácil despedir". PCP quer mudar regime de despedimento coletivo e extinção de postos de trabalho

O PCP vai entregar na Assembleia da República esta sexta-feira um projeto de lei que visa limitar os despedimentos coletivos e a extinção de postos de trabalho, eliminando o despedimento por inadaptação. O objetivo do partido …

Páginas ocultas do PRR revelam "reedição da troika" na reforma aos hospitais

O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) prevê uma concentração das urgências da Grande Lisboa e Grande Porto, cortes nos gastos e uma gestão dos hospitais mais vigiada com imposição de objetivos financeiros. O jornal Expresso …

Já há uma explicação científica para as "dunas" do céu do Norte

Um ano depois da sua observação, as auroras de dunas, ou auroras boreais em forma de duna, já possuem confirmação e explicação científica. A aurora boreal nasce quando as partículas carregadas expelidas pelo Sol, como eletrões, …

Praia. Desporto e equipamentos de lazer vão ter regras novas

O Governo aprovou esta quinta-feira as regras de acesso e ocupação das praias durante a época balnear, com alterações em relação ao ano passado ao nível da atividade desportiva no areal e da utilização de …

Bastião trabalhista derrotado. Conservadores conseguem vitória na "muralha vermelha" britânica

Os conservadores conseguiram derrubar o domínio trabalhista do círculo de Hartlepool. Jill Mortimer venceu com mais de 50% dos votos e ajudou a reforçar a maioria de Boris Johnson, primeiro-ministro britânico. O antigo deputado trabalhista Mike …

Curso de Medicina na Católica vai custar 100 mil euros. Candidaturas terminam este mês

A Universidade Católica Portuguesa (UCP) anunciou, em setembro do ano passado, ter recebido luz verde da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) para o curso de Medicina. Agora, sabe-se que vai custar …

Ivo Rosa deixa colegas "estupefactos" com violação de regra sagrada do Direito

O Conselho Superior da Magistratura recebeu várias queixas de juízes desembargadores contra Ivo Rosa. Em causa estão decisões do juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal, especialmente no âmbito do processo Operação Marquês, que vão …

Presidente do Atlético diz que "Félix será um dos melhores da Europa"

O presidente do Atlético de Madrid garantiu que, "dentro de meses", o jovem português "será um dos melhores jogadores da Europa". Numa entrevista à Cadena Cope e Rádio Marca, Enrique Cerezo abordou vários assuntos sobre o …

Crise pós-autárquicas. Tiro pode sair pela culatra à oposição (e beneficiar PS)

O tiro de partida para as eleições autárquicas deve ser dado em junho, por um PS ainda sem pressa para avançar. "Qual é a pressa?" Em 2013, António José Seguro repetiu várias vezes esta questão, numa …