Novas estradas só depois de 2020

O ministro do Planeamento, Pedro Marques, afirmou esta terça-feira que não serão construídas novas estradas nos próximos anos em Portugal. “Grandes obras desse tipo, só depois de 2020”, reiterou.

“Só será possível encarar novas obras noutro ciclo de investimentos”, disse Pedro Marques, remetendo para 2020 eventuais novos projetos. No próximo ano, a prioridade será a “conservação e melhoria das vias de circulação”, acrescentou o ministro.

“Neste contexto, em que os constrangimentos de fundos comunitários e as obras incidem mais sobre a rodovia e as poucas obras são de lado da ferrovia e portos, é possível realizar algumas obras de reabilitação e conservação, em particular, em pontes, devendo a execução este ano chegar ao 20 milhões de euros, duplicando o investimento do ano passado”, disse Pedro Marques.

O governante falava junto à requalificada ponte sobre o rio Tejo em Abrantes, no distrito de Santarém, estrutura centenária que tem sido alvo de um processo de requalificação nos últimos dois anos.

“Esta era uma obra complexa, difícil, mas muito importante e foi feita dentro do tempo certo. Mostrámos que sabemos fazer obra”, disse o ministro sobre o trabalho desenvolvido naquela travessia, datada de 1870, e com um investimento de 2,9 milhões de euros supervisionado pela Infraestruturas de Portugal.

A presidente da Câmara de Abrantes congratulou-se com a reabilitação da travessia, tendo, no entanto, afirmado “não se conformar” com a não construção de uma nova ponte sobre o Tejo, no âmbito do IC9, entre Abrantes e Constância, infraestrutura que considerou “ser determinante” para a competitividade da região do Médio Tejo, onde se inserem aqueles municípios.

“Todas as travessias na região têm mais de 100 anos e têm constrangimentos de circulação”, disse Maria do Céu Albuquerque, referindo as pontes de Constância e Chamusca, e as “grandes limitações” que existem atualmente à circulação das empresas exportadoras da região, tendo lembrado a Caima, a Mitsubishi e o próprio Eco-Parque do Relvão, na Chamusca.

A autarca acrescentou que o Governo “está disponível para repensar o perfil do IC9 e a travessia a ele associada, não sendo de autoestrada, mas outro”, tendo defendido que a região e o país “precisam de obras públicas para ser mais competitivos, “senão no Portugal 2020, noutro plano”.

Também a autarca de Constância, Júlia Amorim, abordou o ministro sobre as atuais limitações na ponte Praia do Ribatejo – Constância Sul, onde apenas viaturas ligeiras podem circular.

A presidente da câmara de Constância alertou o ministro para a necessidade de uma nova travessia e para “insistir na necessidade de terminar com as atuais restrições” na ponte sobre o Tejo, em Constância, com a limitação de circulação de altura e a viaturas pesadas na denominada ponte da Praia, que liga Constância Sul a Praia do Ribatejo, em Vila Nova da Barquinha.

“O ministro não se comprometeu e estou preocupada pela não previsão de investimento na ponte de Constância para a reabertura a pesados”, disse a autarca à Lusa.

O projeto do IC9, de ligação Abrantes a Ponte de Sor e que previa a construção de uma nova travessia sobre o Tejo, foi suspenso em 2010 devido à crise económica e financeira, embora se mantivesse no PNR – Plano Rodoviário Nacional, mantendo a categoria de interesse nacional mas não integrando a listagem do documento de infraestruturas de elevado valor acrescentado, que elenca os investimentos prioritários até 2020.

“Tomámos nota mas, grandes obras desse tipo, só depois de 2020, e à medida que os constrangimentos orçamentais o permitirem e no sentido de termos mais coesão territorial e crescimento económico”, reiterou o governante.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mais importante que o IC9, numa região tão bem abrangida por vias rápidas será a requalificação do IP2, de Mangualde a Coimbra, com desvio (ou ramal) a Viseu e a ligação desta cidade a Seia ( entrada da Serra da Estrela) pelo IC37 (projectado mas nunca iniciado)

    Há ainda a conclusão do IC6 entre Coimbra e a Covilhã, que teria cerca de 87 kms e que está parada ao Km 28,5 em Tábua.

    Isso sim seria prioritário numa zona bastante deficitária em via rápidas decentes.

RESPONDER

Prémios e dados pessoais. Worten alerta clientes para falso SMS em circulação

A Worten alerta os clientes para não partilharem dados pessoais em resposta a mensagens publicitárias falsas que estão a circular por SMS em nome da retalhista, a anunciar um prémio. "Alertamos que não devem ser facultados …

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …