/

Nova Zelândia volta a confinar após primeiro caso de covid-19 em vários meses

3

worldeconomicforum / Flickr

Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia

A Nova Zelândia, um dos países com mais sucesso no combate à pandemia de covid-19, diagnosticou esta terça-feira o primeiro caso local em vários meses, o que vai levar a novas medidas para travar a transmissão.

As autoridades de saúde informaram que o doente infetado foi detetado em Auckland, a cidade mais populosa do país, com 1,7 milhões de habitantes, não tendo ligação conhecida ao exterior.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou que para esta região será decretado um confinamento geral de sete dias e para o resto do país um confinamento de três dias para evitar um possível surto.

O Governo recomendou que a população seguisse as regras básicas de saúde pública. As pessoas devem ainda ficar em casa se estiverem doentes e ligar para um médico ou linha de saúde para fazer o teste, escreve o The Guardian.

“Em particular, qualquer pessoa em Auckland a apanhar transportes públicos esta tarde ou que não pode distanciar-se socialmente em espaços públicos deve usar uma máscara como precaução”, disse o Ministério da Saúde.

As unidades de saúde pública estavam a conduzir entrevistas com a pessoa infetada para rastreamento de contactos.

O último surto comunitário no país registou-se em fevereiro. A Nova Zelândia diagnosticou pouco mais de 2.900 casos de covid-19 desde o início da pandemia e apenas 26 mortes provocadas pela doença.

  ZAP // Lusa

3 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE