Nova Zelândia quer que escolas ensinem sobre os Maori e história colonial do Reino Unido

O Governo da Nova Zelândia propôs na quarta-feira que todas as crianças aprendam sobre a história do povo Maori e da colonização britânica a partir de um currículo definido que os professores devem seguir, encerrando um sistema em que as escolas escolhem como essas matérias são ensinadas.

De acordo com a CNN, os apoiantes da mudança defendem que a forma como a história do país é ensinada atualmente tende a encobrir as atrocidades contra os povos indígenas durante a colonização, enquanto os críticos dizem que o novo currículo deixaria de apresentar uma visão equilibrada do passado.

“Vamos ensinar, vamos aprender e lembrar. Vamos partilhar a nossa história com todos os alunos em todas as escolas”, disse a primeira-ministra Jacinda Ardern, ao lançar um rascunho do currículo que planeia apresentar no próximo ano.

O povo Maori, que representa cerca de 15% da população da Nova Zelândia, foi despojado de grande parte da suas terras durante a colonização pela Grã-Bretanha. Milhares de Maori protestaram pelos direitos civis e sociais em 2019 e criticaram sucessivos Governos por não fazerem o suficiente.

Falando numa visita ao local da batalha de 1846 entre britânicos e Maori em Ruapekapeka, Jacinda Ardern pediu ao público comentários sobre o projeto, que os apoiantes dizem que reflete um reconhecimento renovado da história e cultura Maori.

O currículo proposto inclui a chegada de Maori à Nova Zelândia, o início da história colonial, a imigração e colonização da Nova Zelândia e o Tratado de Waitangi – um tratado de fundação que foi assinado entre representantes da Coroa Britânica e mais de 500 chefes indígenas Maori em 1840.

Paul Goldsmith, porta-voz da oposição e do conservador Partido Nacional, disse que o projeto “carece de equilíbrio e precisa de revisão”.

“Como ganhamos a vida como país? Como, em tão curto espaço de tempo, alcançamos um dos padrões de vida mais elevados do mundo? Estas questões básicas não aparecem com destaque. Elas merecem muito mais do que uma referência passageira“, disse.

A Nova Zelândia marca o Waitangi Day no sábado passado, que representa o nome da região de Waitangi na Ilha do Norte da Nova Zelândia, onde o tratado de fundação foi assinado.

Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …