Nova teoria sobre a origem dos raios contradiz tudo o que se sabia antes

Apesar de ser um dos fenómenos visíveis que acompanham o homem, a origem dos relâmpagos nas tempestades ainda é um enigma. 

No entanto, recentemente, o problema de como os raios se originam parecia ser resolvido graças à descoberta de uma “rutura rápida e positiva” do ar, que envolvia o desenvolvimento descendente de uma passagem na nuvem, passando da carga positiva no topo da nuvem para a carga negativa no centro. O caminho de passagem era formado a uma quinta parte da velocidade da luz e disparava raios.

Tudo coincidia com a teoria mantida durante séculos. Mas um grupo de cientistas da Universidade de New Hampshire, nos EUA, acaba de encontrar evidências que refutam o contrário.

Num artigo publicado na revista Nature Communications, os investigadores relatam como documentaram um evento “rápida rutura negativa”, que mostra uma nova maneira possível de o raio se originar: um caminho ascendente também pode ser criado dentro da nuvem, que vai na direção oposta e tão rápida como a anterior, o que indica que há outra maneira de ligar a eletricidade no ar. É um fenómeno que era conhecido, mas não se havia conseguido constatar.

“Esta é a primeira vez que uma rápida rutura negativa é observada, por isso é muito emocionante”, disse Ningyu Liu, professor de física em comunicado. “Apesar de mais de 250 anos de estudo, a forma como o relâmpago começa permanece um mistério. A descoberta foi totalmente inesperada e dá mais informações sobre como os raios começam e se espalham”.

“Estas descobertas indicam que a criação de raios dentro de uma nuvem poderia ser mais bidirecional do que pensávamos inicialmente”, referiu Julia Tilles, candidata a doutorado no Centro de Ciências Espaciais da UNH.

Em colaboração com uma equipa de investigação de raios do Instituto de Mineração e Tecnologia do Novo México, os cientistas documentaram uma rutura rápida e negativa numa tempestade na Florida no Centro Espacial Kennedy, usando ondas de rádio originadas nas nuvens de tempestade.

Uma série de antenas terrestres captou as ondas de rádio, o que permitiu aos investigadores criar uma imagem muito detalhada das fontes de rádio e identificar este fenómeno incomum.

Os investigadores continuam a desenvolver imagens a partir dos dados e esperam aprender mais sobre a frequência com que ocorrem os eventos de rápida rutura negativa e que fração destes pode iniciar um raio real.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A passagem do texto “…acaba de encontrar evidências que refutam o contrário.” é, no mínimo, estranha. Refutar o contrário acaba por ser afirmar o mesmo.

RESPONDER

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …