Nova bateria transforma Tesla Model S no carro mais rápido do mundo

(dr) Tesla

Tesla Model S P100D – o terceiro carro de produção mais rápido do mundo

A icónica montadora de carros eléctricos Tesla anunciou esta terça-feira aquele que é o terceiro carro de produção mais rápido do mundo, o Model S P100D com o modo Ludicrous – ou o mais rápido, se contarmos apenas os que não estão esgotados.

A velocidade do Tesla Model S P100D é atribuída à nova bateria de iões de lítio de 100 quilowatts, que lhe permite alcançar 100 km/h em 2,5 segundos e uma autonomia de 613 quilómetros.

Segundo o visionário fundador da Tesla, Elon Musk, é a primeira vez que a autonomia de uma viatura eléctrica ultrapassa as 300 milhas (cerca de 482 quilómetros), segundo as normas de autonomia definidas pela agência norte-americano do ambiente EPA, e os 600 quilómetros previstos pelas normas em vigor na Europa.

A nova bateria pode ser instalada nos Tesla Model S ou Tesla Model X já em circulação, por 20 mil dólares, ou como upgrade em viaturas novas já encomendadas, por mais 10 mil dólares.

Segundo a Tesla, o P100D é o terceiro carro mais veloz do mundo, apenas atrás do Ferrari LaFerrari e do Porsche 918 Spyder, modelos desportivos de dois lugares que estão noutra gama de preços e segmento.

Quer o Laferrari quer o 918 Spyder, modelos de edição limitada e com encomendas fechadas, estão esgotados há muito tempo, o que faz do Tesla Model S P100D o carro mais rápido no mercado.

Segundo a CNN,  as entregas dos primeiros Tesla Model S com a nova bateria P100D estão previstas para o próximo mês de setembro, a um preço de 134 mil dólares (cerca de 120 mil euros), o que o torna também bastante mais “acessível” do que os seus competidores mais rápidos.

Em nota no seu blog, a Tesla reconheceu que os preços para um veículo topo de gama como o P100D são altos, mas realçou que cada venda do P100D contribui para a produção dos modelos mais acessíveis – em especial o Model 3, que está em desenvolvimento.

ZAP / Canaltech

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Caros Senhores, Estamos a falar apenas de carro elétricos/híbridos, certo??
    Se não, onde estão os Bugatti, os Koenigsegg, os Hennesseye ou os SSC, todos com velocidades superiores a 400 km/h, enquanto que o Ferrari “apenas” atinge os 350 km/h e o Porsche 340 km/h.
    Relativamente ao atingir os 100 km/h temos o Hennesseye e o Bugatti com 2,2s, e o SSC com 2,5, enquanto o Ferrari chega em 2,9s e o Porsche em 2,6s.
    Isto para não falar no Bugatti Chiron….

    Obrigado

  2. Bom dia estamos a falar de arranque de o a 100km/h em 2.5s, não de velocidade de ponta a qual é bloqueada no Tesla a 250km/h…. e falamos de 100% eléctrico, não híbrido….

  3. Fenomenal! Mais 10 anos e ja não existem no mercado carros movidos a combustão interna (gasoleo, gasolina e gas). Os motores electricos são tecnologicamente muito mais avançados, possuem muito menos componentes (p.e. não é necessario caixa de mudanças pq a potencia esta praticamente toda disponivel em toda a gama de rotaçoes, sendo a aceleraçao controlada electronicamente) e são amigos do ambiente (tanto em termos de emissoes como em termos de ruído).
    O único problema tem sido o desenvolvimento das baterias, que agora está numa fase mais do que apta para atacar o mercado. Esperem para ver.. 🙂

  4. Só é pena as vozes que se erguem, como um importantão da Fiat a lembrar (?) que a electricidade tem de ser produzida de alguma maneira e que isso envolve carbono, chegando a sugerir que fica ela-por-ela (?) com a produção directa pelos carros? Carregar baterias vai ser a nova vaca leiteira das produtoras? Se não houver energia, o carro não anda? Tem-se de guardar religiosamente um gerador em casa, para as “ocasiões”? Tipo apagão, que até já houve? E os bairros sem garagens? Atira-se um fio pela janela? Sem que o vizinho o roube? Enfim, espero que isso esteja minimamente pensado. Embora duvide.

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …