Norte concentra mais de metade dos internados com Covid-19 em cuidados intensivos

Alejandro Garcia / EPA

Dados do Ministério da Saúde mostraram que, dos 218 doentes internados em cuidados intensivos até ao final do dia 13, 58,8% estavam no Norte. Lisboa e Vale do Tejo era a segunda região com mais casos internados em cuidados intensivos (31%), seguida do Centro (5,8%), do Algarve (3,5%) e do Alentejo (0,9%), noticiou o Público, jornal ao qual os dados foram enviados.

De acordo com o artigo, publicado esta quinta-feira, o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) daquele dia indicava que, além das 218 pessoas internadas em cuidados intensivos, havia outros 1227 doentes internados nos hospitais, com a maior percentagem também em hospitais do Norte do país: 67,3%.

O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, disse que os casos de internamento “não parecem estar muito elevados” e “refletem a distribuição de casos positivos no país”, acrescentando que “a distribuição do material está a ser feita em função da procura”.

Relativamente aos casos positivos no país, afirmou que “não houve um aumento exponencial e isso é positivo, mas ainda não estamos claramente a descer”. “Há uma estabilização”, notou, sublinhando, contudo, o impacto que a Páscoa poderá ter tido. “Pode ter havido menos notificação de casos e maior mobilidade”.

Ao Público, o Ministério da Saúde explicou que, para o material que chegou ao país, a “identificação das necessidades pelas entidades e a capacidade de expansão das camas em cuidados intensivos são os critérios que estão na base da distribuição”. Sobre os testes nas regiões autónomas, referiu que foi decidida uma remessa com maiores quantidades.

Contudo, em declarações ao Público, o presidente da Seção Regional Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, disse que “é irrisório o que tem sido distribuído no Centro. Não estou a dizer que os ventiladores são insuficientes, o que digo é que estão a chegar menos do que deviam e do que as necessidades”, apontando ainda para os poucos testes que têm chegado à região e  falta de reagentes.

Ennio Leanza / EPA

Notando as “desigualdades de resposta que existem entre concelhos”, referiu que “há uma grande falta de coordenação do Ministério da Saúde que devia ter respostas de forma a atenuar estas desigualdades no país”.

Já o bastonário dos Médicos, Miguel Guimarães, também admitiu que “a região Centro pudesse ter mais alguns ventiladores”, embora a distribuição esteja de acordo com a realidade do país, segundo sublinhou, destacando os movimentos solidários criados para a aquisição de material.

Quanto às mascaras, defendeu que “devem existir encomendas fortes”, porque estas “protegem-nos. Podem parecer muitas máscaras, mas devidamente usadas dez milhões de máscaras cirúrgicas dão para cerca de 15 dias”, frisou.

O Público avançou ainda as declarações da bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, que afirmou que “os equipamentos têm de chegar todas as semanas”, considerando que continua a “haver racionamento de material” e que nem todos os profissionais estão a ser testados.

“Não estou preocupada com o número de aparelhos [ventiladores], mas com o número de profissionais para mexer neles”, disse ainda, explicando que essa é a uma área que exige formação específica.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Quim Torra acusa Governo espanhol de tentar "excluir um presidente no meio de uma pandemia"

Um recurso do presidente separatista catalão Quim Torra contra uma condenação por desobediência que pode afastá-lo do exercício de cargos públicos durante ano e meio foi analisado na quinta-feira pelo Supremo Tribunal de Espanha. Antes …

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …

Novo recorde em cinco meses. Mais 780 casos por covid-19 em Portugal

Portugal regista mais seis mortos e 780 casos de infeção por covid-19 esta sexta-feira, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Os números revelados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde …

"Podemos chegar a 1.000 novos casos por dia". Costa pede cautela

No final da reunião de emergência com o gabinete de crise para o acompanhamento da evolução da covid-19 em Portugal, Costa deixou conselhos e pediu cautela. A reunião, convocada na quinta-feira por António Costa, surgiu …

13 de Outubro em Fátima "sim, mas sem peregrinos". Delegada de Saúde espera que a Igreja se "porte bem"

A delegada de Saúde Pública do Médio Tejo defende que as cerimónias religiosas do 13 de Outubro no Santuário de Fátima decorram "sem peregrinos", esperando que a Igreja se porte "tão bem" como aquando do …

Espanha acusa hackers chineses de roubarem informações de vacina contra coronavírus

O Centro Nacional de Inteligência (CNI) espanhol argumenta que hackers chineses terão, alegadamente, acedido a informações confidenciais sobre o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus. A diretora do CNI, Paz Esteban, alerta para um aumento …

Tribunal de Loures. António Joaquim vai manter-se em liberdade

O Tribunal de Loures decidiu esta sexta-feira manter a medida de coação de termo de identidade e residência a António Joaquim, condenado pelo Tribunal da Relação pelo homicídio do triatleta Luís Grilo, após um pedido …

Mesmo com o aumento de infetados, diminuir a quarentena para 10 dias é uma hipótese

A DGS deverá decidir em breve se o período de quarentena pode ser reduzido de 14 dias para apenas 10 dias, mas não para todos os casos. Para ficar menos tempo isolado é necessário cumprir …

Porfírio Silva vê “papel positivo” na candidatura de Ana Gomes, mas critica farpas a Costa

O dirigente socialista Porfírio Silva considera que a candidatura presidencial de Ana Gomes pode ser positiva se não cair na "armadilha" de se centrar no ataque a António Costa e se não "atropelar" o Estado …

Operação Lex. Três juízes acusados de corrupção. Luís Filipe Vieira vai ser julgado por um crime

Os juízes Rui Rangel, Fátima Galante e Vaz das Neves e o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, estão entre os 17 acusados da Operação Lex. Em causa estão crimes de corrupção, abuso de poder, …