/

Norte-americanos estão a comprar selos (para salvar os correios)

Os serviços de correio dos Estados Unidos está em risco de falir devido à pandemia de covid-19. Por isso, os norte-americanos estão a tentar salvá-los.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Ao contrário de muitas empresas, os USPS não recebem qualquer apoio financeiro do governo norte-americano para o combate ao impacto da covid-19.

De acordo com o jornal norte-americano The Washington Post, citado pelo semanário Expresso, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, terá vetado pessoalmente a possibilidade de a empresa ser incluída no pacote de estímulo financeiro de 13 mil milhões de dólares (cerca de 11,9 mil milhões de euros) aprovado no Senado. Em vez disso, ofereceu um empréstimo de 10 mil milhões de dólares (9,1 mil milhões de euros).

Apesar de continuarem a operar, as principais fontes de rendimento – distribuição de publicidade e correio em primeira-classe (correio azul, em Portugal) – foram profundamente afetadas.

“A nossa expectativa é que a covid-19 aumente a dívida dos correios em cerca de 22 mil milhões de dólares [20,1 mil milhões de euros] durante os próximos 18 meses, e em mais de 54 biliões a longo-prazo, ameaçando assim a nossa capacidade operacional”, admitiu Megan Brennan, diretora dos USPS.

Por isso, para salvar o serviço de correios, milhares de cidadãos norte-americanos estão a comprar selos para dar liquidez aos Serviços Postais (USPS) e a elogiar os profissionais nas redes sociais que, quer “faça chuva ou faça sol”, continuam a entregar a correspondência.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.