Nevões deixam a Europa entre o caos e a alegria dos esquiadores

Fortes nevões causaram simultaneamente caos e alegria na Europa, ao deixar perto de 15.000 pessoas bloqueadas nos Alpes franceses, milhares de britânicos sem eletricidade, enquanto amantes dos desportos de neve se divertiam a esquiar.

Milhares de britânicos ficaram sem eletricidade devido a uma tempestade de inverno, que também gelou autoestradas e provocou atrasos nos aeroportos na Alemanha e complicações no trânsito em toda a região.

Na zona de Savoie, nos Alpes franceses, as estradas ficaram geladas ou mesmo cobertas pela neve, gerando grande confusão entre quem ia ou vinha das estâncias de esqui.

As autoridades locais estimam que cerca de 15.000 pessoas tenham sido acolhidas em abrigos de emergência, enquanto outros foram obrigados a passar a noite dentro dos carros.

“Demorámos dez horas a percorrer 130 quilómetros”, descreveu Kevin Clavel, que ficou preso no seu carro com mais quatro ocupantes.

No entanto, os fortes nevões criaram condições para os esquiadores e para as estâncias, onde as pistas ainda estavam pouco preenchidas de neve devido às temperaturas demasiado amenas para a época, nas semanas mais recentes.

A neve intensa que caiu também trouxe a ameaça de avalanches, e uma pessoa morreu hoje depois de ter ficado soterrada numa torrente de neve no sul dos Alpes franceses.

As estradas geladas também causaram a morte a um homem de 27 anos, cujo carro resvalou numa ravina nas montanhas em Belledonne.

O ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, apelou aos automobilistas que “tenham a máxima precaução” e pediu, a quem possa, que adie a viagem.

Mais a sul, as autoridades francesas já admitiram entretanto proibir a circulação de camiões em três zonas fronteiriças com Espanha, devido ao agravamento das condições meteorológicas nos Pirenéus.

Os fortes ventos, com rajadas que chegaram a alcançar os 160 quilómetros/hora, obrigaram ao encerramento de porto de Calais e à suspensão dos ‘ferries’ que fazem a ligação entre França e Grã-Bretanha.

Do lado espanhol, as fortes rajadas de vento que se fizeram sentir nos Pirenéus obrigaram ao encerramento de estâncias na Catalunha. O mau tempo provocou ainda o corte de várias estradas no norte do país e também nas ilhas Baleares.

A tempestade também causou perturbações na Grã-Bretanha, onde mais de 100.000 lares ficaram sem energia e os voos sofreram atrasos.

Na Alemanha, os fortes nevões transformaram a ‘Floresta Negra’ numa feira de diversões de inverno, com as crianças a divertirem-se a criar os primeiros bonecos de neve da época.

Mas a polícia alemã relatou a ocorrência de dezenas de acidentes nas estradas, com camiões a resvalar nas faixas geladas e a criar filas de 20 quilómetros perto da cidade de Estugarda, a oeste.

O maior aeroporto alemão, em Frankfurt, cancelou 20 dos mais de 900 voos previstos para hoje e deu conta de atrasos generalizados devido à necessidade de retirar neve das pistas e o gelo dos aviões.

Em Itália, a queda das temperaturas deixaram mais de metade do país coberto de neve, para contentamento dos operadores das estâncias de esqui desde os Alpes às montanhas de Abruzzo, a leste de Roma.

Apesar da confusão, a chegada de neve fresca foi recebida como uma bênção para as estâncias de esqui europeias que ainda não tinham conseguido funcionar em pleno na época festiva.

A vaga de frio deverá agravar-se em toda na Europa durante esta semana.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bolsonaro diz estar de "consciência tranquila". Brasil com quase 100 mil mortos

O Presidente do Brasil afirmou, esta quinta-feira, que está de "consciência tranquila", num momento em que o país sul-americano está quase a chegar aos 100 mil mortos por causa da pandemia de covid-19. "Estamos de consciência …

PSP já apanhou mais de três mil pessoas a conduzir sem carta este ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. "De 1 de janeiro a 31 de julho de 2020, …

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …