A neutralidade de Zuckerberg já está a causar demissões no Facebook

Anthony Quintano / Wikimedia

Mark Zuckerberg, o criador da rede social Facebook

Dois engenheiros do Facebook apresentaram a demissão, na sequência da inação da rede social perante as últimas publicações de Donald Trump.

Os funcionários do Facebook têm-se mostrado insatisfeitos com a postura neutra do fundador da rede social, Mark Zuckerberg, relativamente às últimas publicações do Presidente dos Estados Unidos.

Na semana passada, vários trabalhadores aderiram a uma espécie de “greve virtual”, tendo pedido um dia de folga para apoiar os protestos por todo o país que lutam contra a violência policial, desencadeados pela morte do afro-americano George Floyd.

Agora, a insatisfação parece estar a atingir outras proporções e, até ao momento, já se sabe que dois engenheiros da empresa pediram a demissão.

Segundo o site Business Insider, esta segunda-feira, Timothy Aveni anunciou nas suas redes sociais que se tinha demitido do Facebook por considerar que a rede social se está a colocar no “lado errado da história”.

“Não consigo suportar a recusa continuada do Facebook em agir perante as mensagens intolerantes do Presidente para radicalizar o povo americano. Estou assustado com o meu país, e estou a ver a minha empresa a não fazer nada para desafiar este status quo cada vez mais perigoso”, escreveu o engenheiro de software no LinkedIn.

“Durante anos, o Presidente Trump foi uma exceção nos padrões da comunidade do Facebook. Repetidas vezes publica mensagens repugnantes, que suspenderiam qualquer outro utilizador do Facebook da plataforma. Trump tem permissão para violar as regras, já que o seu discurso político é ‘mediático'”, criticou também num post no Facebook.

Aveni revelou ainda que Zuckerberg tinha prometido aos seus colaboradores que iria agir contra os discursos que apelassem à violência, o que, na sua opinião, só veio revelar ser “uma mentira”, tendo em conta os episódios da semana passada.

De acordo com o site da Forbes, o engenheiro Owen Anderson também anunciou no Twitter que deixou o cargo. “Para ser claro, há algum tempo que estava a tratar disto. Mas, depois desta última semana, estou feliz por não apoiar mais políticas e valores com os quais discordo fortemente”, escreveu.

Na semana passada, o Twitter assinalou como apologia da violência um tweet difundido pelo Presidente sobre os protestos contra a morte de George Floyd. Trump chamou “bandidos” aos manifestantes, ameaçando que “quando as pilhagens começarem, os tiros vão começar”.

No mesmo dia, Zuckerberg disse discordar da interpretação do Twitter e afirmou que o post do chefe de Estado não iria ser removido do Facebook.

“Pessoalmente, tenho uma reação visceral negativa a este tipo de retórica divisória e inflamatória. Discordo totalmente da forma como o Presidente disse as coisas, mas acredito que as pessoas devem ser capazes de ver isso por si mesmas porque, em última análise, prestar contas aos que estão em posições de poder só pode acontecer quando o seu discurso é examinado abertamente”, explicou.

Antes deste episódio, o Twitter já tinha entrado em ‘guerra’ com Trump, depois de, pela primeira vez na sua história, ter assinalado dois tweets do Presidente com um link de “verificação de factos”.

Já nesta altura, Zuckerberg criticou a decisão do Twitter, tendo considerado que “as empresas privadas não se deviam colocar nessa posição”. “Acredito firmemente que o Facebook não deve ser o árbitro da verdade de tudo o que as pessoas dizem online”, declarou numa entrevista à Fox News.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse com um/a utilizador/a comum, tanto o Twitter como o Facebook, ou até mesmo outra rede social qualquer, já teriam cancelado a conta após aquele/a postar insultos a alguém. Mas como neste vergonhoso caso se trata do chefe de estado dos EUA, que parece ser um homem sem moral e sem valores éticos, aí nenhuma rede social parece ter coragem de cancelar a conta desse sujeito que se diz presidente. É caso para dizer, como forma de conclusão a este assunto, que se trata, infelizmente de: «dois pesos e duas medidas».

RESPONDER

A Família Real inglesa vai ter um novo membro (e será já no início de 2021)

A Rainha Isabel II vai ter mais um bisneto. A princesa Eugénia anunciou hoje, através das redes sociais, que está à espera do seu primeiro filho. Também a Casa real já se pronunciou sobre a …

Google Maps vai localizar e mapear áreas de contágio de covid-19

O Google Maps, 'website' e aplicação de cartografia da gigante norte-americana Google, vai poder revelar nos mapas, consultados por utilizadores, as áreas de infeção da covid-19. “Ao abrir o Google Maps, clique na guia à direita …

Cabra com mais de 400 anos encontrada mumificada numa montanha de gelo

Uma cabra morta há mais de 400 anos foi descoberta por um esquiador, em Val Aurina, em Itália. Hermann Oberlechner, alpinista e campeão de esqui, estava a caminhar quando encontrou algo invulgar e inesperado no …

Norte-americano morre após overdose de guloseimas

Um homem de 54 anos morreu na sequência de uma paragem cardíaca causada por hipocaliemia severa. A ingestão de alcaçuz preto em altas quantidades é apontada como a causa da morte. Um norte-americano de 54 anos, …

Cidade brasileira de Manaus pode já ter atingido a imunidade de grupo

Um estudo liderado pela Universidade de São Paulo, no Brasil, sugere que a cidade brasileira de Manaus, a capital do estado do Amazonas, pode já ter atingido a imunidade de grupo para o novo coronavírus …

Segunda vaga da covid-19 aumenta fosso entre ricos e os pobres em Madrid

A capital de Espanha foi a mais atingida da Europa ao nível de contágios e mortes por covid-19, situação que levou a presidente da Comunidade de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, a decretar o bloqueio parcial …

Sobrinho de Pablo Escobar terá encontrado 18 milhões escondidos na parede do apartamento do traficante

Um sobrinho do traficante colombiano Pablo Escobar disse que encontrou 18 milhões de dólares em dinheiro escondidos dentro de uma parede de um dos apartamento do seu tio. De acordo com o jornal britânico The Independent, …

Bebé nasce durante voo (e companhia aérea oferece-lhe "passagem vitalícia")

Foi durante uma viagem de avião que uma menina resolveu vir ao mundo A mãe da bebé viajava num voo da Egyptair quando entrou em trabalho de parto e teve direito a um presente inesperado. …

Pelo menos 22 mortos em queda de avião militar na Ucrânia

Pelo menos 22 pessoas morreram, esta sexta-feira, na queda de um avião militar no este da Ucrânia, entre as quais estudantes de uma escola militar, havendo ainda registo de dois feridos graves. "Vinte mortos e dois …

Empresas espanholas terão de pagar despesas dos funcionários em teletrabalho

A lei não se aplicará se o teletrabalho tiver sido forçado pela pandemia de covid-19, mas a empresa terá de assumir, porém, as despesas dos funcionários que estejam a trabalhar à distância. De acordo com o …