Nem a DGS nem a Segurança Social sabem o número real de infetados em lares

O Governo tem vindo a dizer que os lares de idosos são uma “prioridade total” em plena pandemia, mas não conhece o problema em detalhe. A DGS conta que sejam mais de 4.700 infetados, mas não tem número real, já a Segurança Social aponta para 3.200 casos e remete para a DGS.

Nos últimos meses, a pandemia tem vindo a causar muitas vítimas por todo o mundo, mas as há uma classe que tem sido mais sacrificada: os idosos. Nas últimas semanas o Governo admitiu usar uma estratégia para estar mais atento às necessidades dos lares, ainda assim existem algumas falhas. A Segurança Social e a Direção-Geral da Saúde (DGS) não sabem ao certo quantos utentes já foram infetados em lares de idosos desde o início da pandemia.

Questionada pelo Observador, a autoridade de saúde respondeu que, no que respeita às estruturas residenciais para idosos (ERPI), só dispõe de “dados acumulados relativamente aos óbitos” – que até ao passado dia 20 tinham sido 774  – e sobre o número de infetados atualmente.

Num e-mail enviado pela DGS ao Observador, a fonte afirma que que existem “662 utentes e 335 profissionais infetados, e 74 ERPI com registo de casos positivos. No final de abril, havia 2512 utentes e 1197 funcionários infetados em 365 lares, o que significa que atualmente há uma redução de 73% no números de casos”. Apresentando assim dados antigos, e que não permitem tirar conclusões sobre a situação atual.

Ao Observador, a fonte da DGS explicou ainda que a entidade com acesso a dados mais apurados sobre o assunto é o Instituto da Segurança Social, uma vez que a tutela das ERPI pertence ao ministério liderado por Ana Mendes Godinho. Contudo, e depois do Observador tentar ter acesso aos dados através desta instituição, o Instituto da Segurança Social voltou a passar a “batata quente” à saúde.

De acordo com a Segurança Social “a contabilização mais apurada de casos positivos em lares é feita pelas autoridades de saúde uma vez que são registados numa plataforma à qual só os médicos têm acesso”, pode ler-se no e-mail enviado ao Observador.

O facto de nem a DGS nem a Segurança Social estarem a par do número total de infetados em lares de idosos, pode levantar algumas dúvidas, como as colocadas recentemente pelo presidente da Assembleia da República.

“Não consigo perceber porque é que não se apreenderam lições da primeira fase e não se retiraram lições para a evolução da situação em julho e em agosto, nomeadamente”, afirmou Eduardo Ferro Rodrigues, no inicio deste mês. Perante estas declarações, Ana Mendes Godinho voltou a garantir que os lares de idosos têm sido “a prioridade total” do Governo.

Na mesma altura, Marta Temido referiu que “não podemos garantir que surtos não se repitam. O que podemos garantir é que aprenderemos com o que não correu tão bem”.

Em entrevista ao Observador, Rui Fiolhais, presidente do Instituto da Segurança Social, também recusou a ideia de que nada tenha sido alterado na gestão dos lares de idosos com estes casos e com o passar dos meses. “Nesta frente de batalha não há um antes nem um depois, há um presente constante”, garantindo que “as coisas não estão na mesma” e que a “capacidade de intervenção precoce cresceu, e muito, desde março”.

O presidente do ISS acrescentou ainda que “se a Segurança Social não estivesse como está, provavelmente o cenário que teríamos hoje seria um cenário comparável pela negativa com outros países onde a situação foi efetivamente particularmente complicada”.

À pergunta sobre quantos utentes já foram afetados pelo novo coronavírus desde março, Rui Fiolhais também não deu uma resposta assertiva.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Espanha vai proibir viagens durante a Páscoa. França, Hungria e Brasil com novas restrições

Espanha prepara-se para aprovar um plano de desconfinamento para as próximas semanas, particularmente para a Páscoa, que prevê a proibição de viajar entre as suas comunidades autónomas e um recolher obrigatório entre as 22h00 e …

FBI detém funcionário de Donald Trump pela invasão ao Capitólio

O Departamento Federal de Investigação (FBI) deteve na quinta-feira um funcionário do ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump pela invasão ao Capitólio a 6 de janeiro, noticiaram os media norte-americanos. Trata-se de Federico Klein, um homem …

Bebidas, fatos e centro "fantasma". Presidência portuguesa da UE debaixo de fogo após gastos "incomuns"

A presidência portuguesa do Conselho Europeu está no olho do furacão depois de uma reportagem que evidencia as "despesas incomuns" com bebidas, fatos e um centro de imprensa "fantasma", em contratos que custaram "centenas de …

Padres, provedores e autarcas. MP investiga casos de vacinação indevida

A investigação do Ministério Público (MP) e da Polícia Judiciária (PJ) conta já com 33 casos suspeitos de vacinação indevida, estendendo-se a padres, provedores de misericórdias, administradores hospitalares e autarcas. Desde o início da campanha da …

Atrasos na vacina da Pfizer condicionam vacinação de doentes de risco entre os 65 e os 79

A vacinação de doentes de risco entre 65 e os 79 anos está condicionada pela chegada de mais vacinas da Pfizer. Na união Europeia, Portugal é o quinto país com a percentagem mais elevada de doses …

Há uma geringonça (sem Bloco) a discutir quinzenalmente a execução orçamental

No ano passado, a abstenção do PCP de um empurrão na aprovação do Orçamento do Estado. O partido de Jerónimo de Sousa não desiste de exercer influência e de se consolidar como parceiro do Governo, …

Um jogo tem hora e meia, mas em Portugal só se jogam, em média, 49 minutos

Esta época, em média, o tempo útil de jogo na primeira divisão portuguesa é de apenas 49,26 minutos. Os árbitros são bodes expiatórios deste registo. Dizem as regras do futebol que um jogo tem 90 minutos, …

Governo não tem "qualquer intenção de nacionalizar a Groundforce"

O ministro das Infraestruturas garantiu, esta quinta-feira, que "o Governo não tem qualquer intenção de nacionalizar a Groundforce", dizendo acreditar que "o acionista privado vai compreender" que tem de dar garantias à TAP para receber …

Marcelo cria nova equipa em Belém para controlar "bazuca" europeia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, criou uma equipa para manter uma vigilância apertada sobre a gestão do dinheiro que chega da "bazuca" europeia. Marcelo Rebelo de Sousa criou uma nova equipa para a …

Jogador mais caro da história do FC Porto vai reforçar o Portimonense

O FC Porto pagou 20 milhões de euros por Giannelli Imbula em 2015. O médio franco-congolês prepara-se agora para assinar pelo Portimonense como jogador livre. Giannelli Imbula está esta sexta-feira em Portimão para assinar contrato com …