Contra tudo e contra todos, Nelson Évora conquista bronze nos Mundiais de atletismo

Franck Robichon / EPA

Nelson Évora 3º lugar Mundiais de atletismo 2017

O atleta português conquistou, esta quinta-feira, a medalha de bronze no triplo salto dos Mundiais de atletismo, em Londres, com uma marca de 17,19 metros.

Nelson Évora conseguiu a sua melhor marca à segunda tentativa, depois de ter começado o concurso com 17,02 metros. O atleta ficou apenas atrás dos atletas norte-americanos Christian Taylor (17,68) e Will Claye (17,63).

“É sempre um orgulho representar nossa seleção, dou sempre o meu melhor e tento trazer uma medalha. Contra tudo, contra todos, contra as estatísticas, consegui contrariar tudo”, disse o atleta no fim da prova, relembrando que, de todos os concorrentes, foi o que teve menos tempo de competição antes dos Mundiais deste ano.

“Esta foi uma competição um pouco estranha, difícil, mas foi uma boa competição, eles provaram o favoritismo que tinham e saltaram bem. As pessoas que vieram ao estádio esperavam os 18 metros”, disse o antigo Campeão Mundial de Triplo Salto na conferência de imprensa dos três medalhados.

“Esperava surpreendê-los, o sénior aos mais novos. Fica para a próxima“, avisou.

Esta foi a quarta medalha de Nelson Évora em Mundiais, repetindo o bronze de2015, em Pequim, depois de ter sido campeão em 2007 e medalha de prata em 2009. Este ano, já tinha sido Campeão Europeu de Triplo Salto, em Belgrado, renovando o título de 2015.

O atleta, de 32 anos, representou o Odivelas entre 1994-95, o Benfica entre 1995 e 2002, o FC Porto entre 2002 e 2004, tendo regressado à Luz me 2005, onde esteve até ao ano passado. Em setembro, Nelson Évora terminou a sua ligação de 25 anos com o treinador João Ganço, e trocou o Benfica pelo Sporting.

PARTILHAR

RESPONDER

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …