O Zumwalt disparou o seu primeiro míssil

O novo destroyer da marinha norte-americana, o USS Zumwalt, disparou pela primeira vez um míssil. O projétil disparado intercetou com sucesso o alvo de teste.

Em 2015, o maior e mais futurista contratorpedeiro da Marinha norte-americana conheceu o mar pela primeira vez, quase oito anos depois de ter começado a ser construido. Apelidado de USS Zumwalt, o navio de guerra partiu do estaleiro Bath Iron Works, no Maine, para fazer os primeiros testes em mar aberto.

Agora, cinco anos depois, e após 26 mil milhões de dólares gastos no programa, o USS Zumwalt disparou um Standard Missile 2 (SM-2) pela primeira vez, escreve o The Drive. O míssil foi disparado numa zona de testes localizada na costa sul da Califórnia, lê-se num comunicado oficial da Marinha norte-americana.

Foram usados drones para simular mísseis subsónicos e supersónicos. A Marinha garantiu que o míssil lançado pelo USS Zumwalt intercetou com sucesso o alvo. O disparo do míssil foi divulgado no canal de YouTube da Marinha.

“O teste bem-sucedido de hoje não apenas demonstra a capacidade do navio de disparar mísseis e de autodefesa, mas também é um passo significativo em direção a testes e operações de sistemas de combate mais avançados para o navio de guerra mais tecnicamente inovador da nossa Marinha”, disse o capitão da Marinha e diretor do projeto, Matt Schroeder, em comunicado.

“A tripulação do USS Zumwalt e o Surface Development Squadron One estão a trabalhar lado a lado com a comunidade de aquisição para aprimorar a capacidade operacional deste navio”, lê-se ainda. Assim, esperam-se melhorias no navio para o futuro.

O SM-2 Block IIIAZ será então uma das principais armas disponíveis para o Zumwalt para defesa aérea e antimísseis.

O principal objetivo da classe Zumwalt é operar tanto em águas profundas como superficiais e pode cumprir uma série de funções como, por exemplo, proteger navios de maior dimensão e disparar contra alvos terrestres.

Também está totalmente adaptado aos padrões da Marinha norte-americana, permitindo uma tripulação de apenas 158 pessoas – quase metade da tripulação a bordo dos atuais contratorpedeiros da classe Arleigh Burke.

Os navios desta classe geram energia suficiente para incorporar as futuras armas que a Marinha está a desenvolver, como é o caso das armas laser, embora a sua construção tenha testemunhado um grande aumento de custos nos últimos anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Falta de transparência". Sindicato acusa Ryanair de violar Código do Trabalho com despedimento coletivo no Porto

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou a Ryanair de violar o Código do Trabalho, ao iniciar um despedimento coletivo na base do Porto enquanto promove cursos de formação para …

Supremo arrasa MP no e-toupeira. Espião do Benfica safa-se de quase todos os crimes

O Supremo Tribunal de Justiça deixou cair a maioria dos crimes no que se refere ao funcionário judicial do Tribunal de Guimarães Júlio Loureiro, conhecido como o espião do Benfica no caso e-toupeira, deixando reparos …

Espanha, França e Bélgica com descida de casos. Itália limita Natal e Madrid cancela festas de Ano Novo

Madrid, assim como Paris e Bruxelas, têm boas notícias - mas não o suficiente para suavizar medidas. Já em Itália há restrições adicionais e a cidade de Londres também considera também passar ao nível três, …

UE dá exemplo de Portugal para defender salário mínimo europeu

O comissário europeu do Emprego, Nicolas Schmit, diz esperar um acordo ou pelo menos "bastante progresso" sobre a proposta comunitária para garantir salários mínimos adequados em todos os Estados-membros da União Europeia (UE) e dá …

Na primeira fase, será possível administrar 400 mil doses de vacinas “numa semana a dez dias”. Segunda ronda pode ser crítica

Os especialistas já fazem previsões. Se por um lado a primeira fase da vacinação contra a covid-19 se adivinha rápida, a segunda será poderá ser muito complicada. Os representantes dos profissionais dos centros de saúde - …

Bruxelas conclui que Zona Franca da Madeira violou regras e quer devolução das "ajudas indevidas"

A Comissão Europeia (CE) conclui que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve …

Chuva de críticas ao plano nacional de vacinação: "É vasto em imprecisões e impreparações"

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que "faltou planeamento" no plano de vacinação português e observou que "basta comparar" com aqueles anunciados "na Alemanha, no Reino Unido ou em Espanha para perceber que há diferenças abismais". O …

O corpo ideal? O mistério das enigmáticas figuras pré-históricas de Vénus pode ter sido resolvido

Um dos primeiros exemplos mundiais de arte, as enigmáticas estatuetas de "Vénus" esculpidas há cerca de 30 mil anos, intrigaram os cientistas durante quase dois séculos. Agora, o mistério das estranhas figuras pode ter sido …

Nova geringonça à vista? Rui Rio mostra-se disposto a governar mesmo sem vencer eleições

São muitos os sinais que tem dado. Rui Rio está disponível para liderar uma futura maioria de direita se esta vier a surgir no quadro de futuras eleições legislativas - mesmo que o PSD seja …

Cientistas encontram nova criatura gelatinosa no fundo do mar (mas podem nunca mais voltar a vê-la)

Uma equipa de investigadores da Administração Nacional de Pesca Oceânica e Atmosférica (NOAA) revelou que descobriu Duobrachium sparksae, uma nova espécie de ctenóforo - ou águas-vivas-de-pente. A descoberta foi feita remotamente usando imagens de vídeo de …