O Zumwalt disparou o seu primeiro míssil

O novo destroyer da marinha norte-americana, o USS Zumwalt, disparou pela primeira vez um míssil. O projétil disparado intercetou com sucesso o alvo de teste.

Em 2015, o maior e mais futurista contratorpedeiro da Marinha norte-americana conheceu o mar pela primeira vez, quase oito anos depois de ter começado a ser construido. Apelidado de USS Zumwalt, o navio de guerra partiu do estaleiro Bath Iron Works, no Maine, para fazer os primeiros testes em mar aberto.

Agora, cinco anos depois, e após 26 mil milhões de dólares gastos no programa, o USS Zumwalt disparou um Standard Missile 2 (SM-2) pela primeira vez, escreve o The Drive. O míssil foi disparado numa zona de testes localizada na costa sul da Califórnia, lê-se num comunicado oficial da Marinha norte-americana.

Foram usados drones para simular mísseis subsónicos e supersónicos. A Marinha garantiu que o míssil lançado pelo USS Zumwalt intercetou com sucesso o alvo. O disparo do míssil foi divulgado no canal de YouTube da Marinha.

“O teste bem-sucedido de hoje não apenas demonstra a capacidade do navio de disparar mísseis e de autodefesa, mas também é um passo significativo em direção a testes e operações de sistemas de combate mais avançados para o navio de guerra mais tecnicamente inovador da nossa Marinha”, disse o capitão da Marinha e diretor do projeto, Matt Schroeder, em comunicado.

“A tripulação do USS Zumwalt e o Surface Development Squadron One estão a trabalhar lado a lado com a comunidade de aquisição para aprimorar a capacidade operacional deste navio”, lê-se ainda. Assim, esperam-se melhorias no navio para o futuro.

O SM-2 Block IIIAZ será então uma das principais armas disponíveis para o Zumwalt para defesa aérea e antimísseis.

O principal objetivo da classe Zumwalt é operar tanto em águas profundas como superficiais e pode cumprir uma série de funções como, por exemplo, proteger navios de maior dimensão e disparar contra alvos terrestres.

Também está totalmente adaptado aos padrões da Marinha norte-americana, permitindo uma tripulação de apenas 158 pessoas – quase metade da tripulação a bordo dos atuais contratorpedeiros da classe Arleigh Burke.

Os navios desta classe geram energia suficiente para incorporar as futuras armas que a Marinha está a desenvolver, como é o caso das armas laser, embora a sua construção tenha testemunhado um grande aumento de custos nos últimos anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O envelhecimento celular em humanos foi parcialmente revertido (com o uso de oxigénio)

Investigadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram uma forma de reverter o processo de envelhecimento celular e podem ter feito um avanço na procura pela juventude eterna. O novo estudo publicado na revista Aging …

Porto 0-0 Man City | Pragmatismo portista garante “oitavos”

O FC Porto está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os “azuis-e-brancos” precisavam apenas de um empate, ou que o Olympiacos não vencesse em França, em casa do Marselha, e ambos os pressupostos aconteceram – …

O céu tingiu-se de roxo na Suécia (e a culpa era de uma plantação de tomates)

O céu ficou misteriosamente tingido de roxo em Trelleborg, a cidade mais a sul da Suécia, por causa da luz vinda de uma plantação de tomate enuma cidade próxima. Há algumas semanas, os moradores de Trelleborg …

Maurícias estão a abater um morcego ameaçado de extinção por interesses económicos

O morcego das Maurícias, em perigo de extinção, é mais uma vez o centro de um polémico abate nas mãos do Governo, para alarme das organizações de conservação da vida selvagem. Sob pressão de agricultores e …

Procurador-geral dos EUA: não há provas de fraude eleitoral generalizada

O procurador-geral dos Estados Unidos da América, William Barr, reconheceu hoje que não houve fraude em dimensão suficiente para invalidar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas. "Nesta altura, não vimos fraude a …

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" aos incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …