O Zumwalt disparou o seu primeiro míssil

O novo destroyer da marinha norte-americana, o USS Zumwalt, disparou pela primeira vez um míssil. O projétil disparado intercetou com sucesso o alvo de teste.

Em 2015, o maior e mais futurista contratorpedeiro da Marinha norte-americana conheceu o mar pela primeira vez, quase oito anos depois de ter começado a ser construido. Apelidado de USS Zumwalt, o navio de guerra partiu do estaleiro Bath Iron Works, no Maine, para fazer os primeiros testes em mar aberto.

Agora, cinco anos depois, e após 26 mil milhões de dólares gastos no programa, o USS Zumwalt disparou um Standard Missile 2 (SM-2) pela primeira vez, escreve o The Drive. O míssil foi disparado numa zona de testes localizada na costa sul da Califórnia, lê-se num comunicado oficial da Marinha norte-americana.

Foram usados drones para simular mísseis subsónicos e supersónicos. A Marinha garantiu que o míssil lançado pelo USS Zumwalt intercetou com sucesso o alvo. O disparo do míssil foi divulgado no canal de YouTube da Marinha.

“O teste bem-sucedido de hoje não apenas demonstra a capacidade do navio de disparar mísseis e de autodefesa, mas também é um passo significativo em direção a testes e operações de sistemas de combate mais avançados para o navio de guerra mais tecnicamente inovador da nossa Marinha”, disse o capitão da Marinha e diretor do projeto, Matt Schroeder, em comunicado.

“A tripulação do USS Zumwalt e o Surface Development Squadron One estão a trabalhar lado a lado com a comunidade de aquisição para aprimorar a capacidade operacional deste navio”, lê-se ainda. Assim, esperam-se melhorias no navio para o futuro.

O SM-2 Block IIIAZ será então uma das principais armas disponíveis para o Zumwalt para defesa aérea e antimísseis.

O principal objetivo da classe Zumwalt é operar tanto em águas profundas como superficiais e pode cumprir uma série de funções como, por exemplo, proteger navios de maior dimensão e disparar contra alvos terrestres.

Também está totalmente adaptado aos padrões da Marinha norte-americana, permitindo uma tripulação de apenas 158 pessoas – quase metade da tripulação a bordo dos atuais contratorpedeiros da classe Arleigh Burke.

Os navios desta classe geram energia suficiente para incorporar as futuras armas que a Marinha está a desenvolver, como é o caso das armas laser, embora a sua construção tenha testemunhado um grande aumento de custos nos últimos anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …

Sob o nariz dos militares norte-coreanos, ex-ginasta salta muro de 3 metros e foge para a Coreia do Sul

Um homem norte-coreano que queria escapar da sua terra natal deu um salto de quase três metros num muro no início deste mês. O salto, que ocorreu sob os narizes dos soldados, trouxe-o para a …

Islândia quer tornar-se um refúgio para o teletrabalho. Mas não é para todos

A Islândia fez uma série de alterações no seu programa de vistos de trabalho remoto para cidadãos foram do espaço Schengen, tendo como objetivo tornar-se num destino atraente para os trabalhadores que procuram escapar dos …