Nascimentos caem 6% em 2021. Quase 10% das mortes foram com covid

Portugal voltou a registar saldo natural negativo, mostram dados do INE.

O número de mortes em 2021 aumentou 1,2% face ao ano anterior e o número de nascimentos baixou 5,9%, agravando o saldo natural negativo em Portugal, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) hoje divulgados. “Em 2021, registaram-se 125.147 óbitos em Portugal, mais 1.468 (1,2%) do que em 2020 e mais 12.856 (11,4%) do que em 2019”, segundo as “Estatísticas Vitais – Dados mensais” do INE.

Relativamente ao número de mortos por covid-19, os dados indicam que foram registados, no ano passado, 12.004 (6.972 em 2020), correspondendo a 9,6% do total de óbitos. No mês de janeiro de 2022, o número de óbitos foi 11.690, valor superior ao registado no mês de dezembro de 2021 (mais 245 óbitos) e inferior ao observado no mês de janeiro de 2021 (menos 7.981 – 40,6%).

O número de mortos por covid-19 ascendeu a 972 em janeiro, representando 8,3% do total de óbitos, mais 454 face a dezembro de 2021 e menos 4.183 relativamente ao mês de janeiro do mesmo ano, revelam os dados.

Em dezembro de 2021, registaram-se 6.875 nados-vivos, correspondendo a um aumento de 9,4% relativamente ao mesmo mês de 2020. “O número total de nados-vivos registados em 2021 foi 79.692, valor inferior ao verificado em 2019 e 2020, respetivamente, menos 7.334 e menos 4.999 nados-vivos”, salienta o INE.

Este número é, no entanto, diferente dos apresentados pelo Programa Nacional de Rastreio Neonatal, que contabilizou 79.217 nascimentos em 2021, apurados através do total de “testes do pezinho” realizados.

Em dezembro de 2021, o saldo natural foi de menos 4.542, desagravando-se relativamente ao do mês homólogo de 2020, quando registou o valor de menos 6.703. “O saldo natural de 2021 foi -45 289, agravado relativamente ao observado em 2019 (-25 214) e 2020 (-38 932)”, referem os dados do INE.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.