NASA encontra sinais de que pode ter havido vida em Europa

JPL-Caltech / NASA

A superfície brilhante de Europa, a misteriosa lua de Júpiter

A superfície brilhante de Europa, a misteriosa lua de Júpiter

Cientistas da NASA encontraram indícios de que Europa, uma das 67 luas conhecidas de Júpiter, poderá ter sido lar de vida alienígena no interior dos seus oceanos congelados.

A pequena lua já tinha sido declarada pela NASA como “o lugar em que é mais provável que se encontre actualmente vida no nosso sistema solar”, graças aos seus oceanos profundos e salgados – que muitos suspeitam esconder algo.

Um novo estudo mostrou agora que o equilíbrio químico desses oceanos é semelhante ao dos oceanos da Terra, o que sugere que existe hidrogénio e oxigénio suficientes para que haja vida em Europa – mesmo sem actividade vulcânica.

A equipa de Steve Vance, investigador-chefe do JPL, o Jet Propolsion Laboratory da NASA, está a estudar o oceano alienígena usando métodos desenvolvidos para entender o movimento de energia e nutrientes dos próprios sistemas terrestres.

“O ciclo de oxigénio e hidrogénio no oceano de Europa será um grande propulsor para a actividade química de qualquer forma de vida que lá possa – assim como na Terra”, explica Vance.

A equipa de cientistas comparou o potencial de produzir hidrogénio e oxigénio de Europa com o da Terra.

Para esta pesquisa, só foram considerados processos que não envolvessem vulcanismo, actividade que é considerada chave para a formação da vida na Terra.

A equipa pretendia entender se os processos passivos em Europa poderiam ter também originado vida.

Surpreendentemente, pelos seus cálculos, esses processos podem de facto ter gerado vida no corpo celeste.

Os resultados do estudo, publicados este sábado na revista Geophysical Research Letters, mostram que as quantidades de hidrogénio e oxigénio em Europa e na Terra podem ser comparáveis em escala.

JPL / NASA

Uma imagem recolhida pela sonda Galileo mostra um complexo padrão de linhas na superfície gelada de Euopa

Uma imagem recolhida pela sonda Galileo mostra um complexo padrão de linhas na superfície gelada de Euopa

Em ambos os astros, a produção de oxigénio é 10 vezes maior que a produção de hidrogénio. Na Terra, os nossos oceanos produzem hidrogénio através de um processo chamado serpentinização.

Neste processo, quando a água salgada entra nas aberturas da crosta terrestre, reage com diversos minerais, produzindo hidrogénio e calor – dois importantes ingredientes para a vida.

A probabilidade de este processo ocorrer também em Europa é a primeira coisa que a equipa de investigadores procurou saber.

Baseado na velocidade a que a pequena lua de Júpiter tem arrefecido desde a sua formação, os cientistas calculam que seria necessário que as fracturas no seu interior rochoso tivessem uma profundidade de 25 quilómetros – cinco vezes mais profundas do que na Terra – para que o processo de produção de hidrogénio ocorresse.

Quanto ao potencial de formar oxigénio, a equipa acredita que tal poderia acontecer quando as moléculas de água congeladas na superfície do oceano fossem divididas, por radiação cósmica.

Segundo os investigadores, uma vez formados, estes elementos podem então ser transportados para as profundezas do oceano e começar o seu ciclo de vida.

Se a vida pode ser originada a partir destes elementos, é contudo uma questão que ainda precisa de resposta.

JPL / NASA

Conceito artístico da nave que a NASA está a preparar para uma missão a Europa, na década de 2020

Conceito artístico da nave que a NASA está a preparar para uma missão a Europa, na década de 2020

A NASA está a planear uma missão a Europa, a meio da década de 2020, que inclui o envio de uma sonda para analisar o que acontece nas profundezas do mar gelado da misteriosa lua.

Até lá, não teremos forma de saber ao certo se Europa tem ou não a capacidade de abrigar vida.

ZAP / Canaltech

PARTILHAR

RESPONDER

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …