Tecnologia da NASA revela texto bíblico escondido nos Manuscritos do Mar Morto

Fragmentos de um possível novo texto bíblico nos Manuscritos do Mar Morto foram identificados graças a uma tecnologia desenvolvida pela NASA, a agência espacial norte-americana, no âmbito de uma investigação realizada em Israel.

Os Manuscritos do Mar Morto são uma colecção de centenas de textos e pedaços de textos bíblicos, escritos em Hebreu, Aramaico e Grego, que foram descobertos na década de 1950, nas grutas de Qumran, na zona da Cisjordânia, próximo do Mar Morto.

Estes pequenos fragmentos, com dois mil anos, que foram guardados em caixas de charutos, são considerados a versão mais antiga da Bíblia.

Para garantir a sua preservação para a posteridade, os fragmentos estão a ser digitalizados, através de fotografias de alta resolução que permitem detectar, por exemplo, manchas de tinta e detalhes na escrita não visíveis para o olho humano.

Investigadores da Autoridade das Antiguidades de Israel (AAI) e de outras instituições estão também a analisar os minúsculos fragmentos, em pele, com uma máquina digitalizadora de imagens em múltiplos espectros de luz, concebida pela NASA. Uma tecnologia que permitiu identificar o que parece ser um novo manuscrito que não tinha ainda sido detectado.

Este misterioso fragmento está escrito numa forma de hebraico primitivo, com uma caligrafia distinta de manuscritos encontrados anteriormente escritos nesta Língua, como explica ao jornal Haaretz o investigador Oren Ableman da AAI e da Universidade Hebraica de Jerusalém.

As descobertas foram apresentadas num simpósio internacional no Museu de Israel, em Jerusalém, para assinalar os 70 anos da descoberta dos Manuscritos do Mar Morto. Além deste novo possível fragmento revelado, foram exibidas as conclusões relativamente às investigações levadas a cabo a dezenas dos manuscritos encontrados.

Uma dessas descobertas reporta-se a um texto bíblico do Livro dos Salmos, designadamente à versão que era usada durante o chamado período do Segundo Templo, que terminou em 70 depois de Cristo, com a destruição de Jerusalém.

No início de Janeiro deste ano, uma das últimas partes dos Manuscritos que ainda permanecia por traduzir, foi decifrada por investigadores da Universidade de Haifa, em Israel. E em Março, o Museu de Israel expôs, pela primeira vez, um dos mais antigos e intrigantes manuscritos bíblicos que narra a partida de Noé após o dilúvio.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …