Não pode custar mais ter um filho na creche que na universidade

Uma família de classe média não devia pagar mais por uma creche do que por um curso superior, critica o Conselho Nacional de Educação (CNE), que alerta para “grandes carências” de oferta do pré-escolar na grande Lisboa e Algarve.

A ideia é reiterada por David Justino, presidente do CNE e ex-ministro da Educação, na introdução do relatório Estado da Educação 2013.

Para o antigo governante, “merece destaque” que o país já tinha atingido a meta europeia para 2020 de 94% de pré-escolarização, mas o “patamar atingido não pode aliviar o esforço de universalização deste nível de educação, especialmente quando existem zonas com grandes carências, nomeadamente a área metropolitana de Lisboa e o Algarve, onde as taxas de pré-escolarização são mais baixas”.

Numa altura em que o país discute a necessidade de incentivar a natalidade, e em que a tendência de queda de população não dá sinais de inversão, David Justino defendeu que “é cada vez mais urgente estruturar uma política integrada para a infância”.

“Não é compreensível que uma família da classe média pague mais por uma criança na creche ou jardim-de-infância dos sistemas não públicos do que por um jovem a frequentar o ensino superior”, criticou.

No texto introdutório que assina, o presidente do CNE elenca uma série de números sobre a evolução do sistema de ensino, como a perda de 22 mil professores na escola pública nos dois últimos anos e o progressivo envelhecimento do corpo docente — um terço tem mais de 50 anos.

Diminuição do número de estudantes

Do lado dos alunos, nos últimos dois anos o sistema perdeu 165 mil estudantes.

“Neste último caso, a diminuição deve-se à redução drástica do número de inscritos nos programas de educação para adultos, nomeadamente as Novas Oportunidades. Esta quebra é, por outro lado, explicada pelo carácter excecional do aumento das matrículas de adultos durante os anos de 2008 a 2010″, explica.

Sublinha ainda o encerramento em pouco mais de uma década de mais de 7.000 estabelecimentos de ensino, reduzindo a dimensão da rede pública a metade, e o crescimento no número de agrupamentos, que se traduziu numa “progressiva concentração de alunos” e maior mobilidade geográfica.

No processo de encerramento de escolas ao longo dos anos, as principais críticas, feitas sobretudo pelos pais, prendem-se com as distâncias e as horas necessárias para as percorrer impostas às crianças para frequentarem as novas escolas ou centros escolares, onde o Governo concentra os alunos dos estabelecimentos encerrados com o argumento de que os alunos saem beneficiados na qualidade do ensino e dos recursos disponíveis.

“Como presidente do CNE, entendo que os benefícios educativos para os alunos superam largamente os prejuízos sociais e territoriais”, defende Justino.

“O que as populações dificilmente perceberão é o facto de os seus filhos terem de percorrer 10, 20 ou 30 quilómetros por dia para frequentar uma escola com idênticas condições à que foi encerrada. É imperativo que se garanta que a concentração escolar seja acompanhada de uma qualificação das instalações e dos recursos indispensáveis a boas aprendizagens e a bons ambientes escolares”, defendeu.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …