Não há provas. Bruno de Carvalho absolvido de todos os crimes no ataque a Alcochete

António Pedro Santos / Lusa

O ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho foi esta quinta-feira absolvido de todos os crimes no julgamento do ataque à Academia de Alcochete.

Na leitura do acórdão, que decorreu no tribunal de Monsanto, em Lisboa, o coletivo de juízes presidido por Sílvia Pires considerou que não foram provados os factos apontados a Bruno de Carvalho, que liderou os leões entre 2013 e 2018, avança a SIC Notícias.

O mesmo coletivo considerou que também não foram aprovados os factos contra Mustafá, ex-líder da claque Juve Leo, e a Bruno Jacinto, oficial de ligação aos adeptos do Sporting.

“Os factos foram dados como não provados (…) Nada se provou contra eles”, disse a juíza na leitura da sentença, citada pelo jornal Público. Quanto a Bruno de Carvalho, detalhou, “não ficou provado que as críticas à equipa tivessem o objetivo de incitar à violência”.

“Não se prova que as publicações de Bruno de Carvalho nas redes sociais tenham servido para incitar os adeptos. Não se prova qualquer causa-efeito na expressão ‘façam o que quiserem’ e o que aconteceu na academia”, referiu a juíza.

Bruno de Carvalho estava acusado da autoria moral do ataque, bem como de ameaça agravada, sequestro, terrorismo e dano com violência, precisa o Tribuna Expresso.

Quanto aos restantes arguidos, o “(…) tribunal provou que os 37 arguidos que entraram na Academia, a correr em passo acelerado, sabiam que era um espaço vedado. (…) Entraram de rompante, sem anunciar ou pedir entrada, sem autorização. De forma concertada e de cara tapada para não serem identificados”, disse Sílvia Pires.

O processo do ataque a – onde, em maio de 2018, jogadores e equipa técnica do Sporting foram agredidos por adeptos ligados à Juve Leo –, tem 44 arguidos, acusados de coautoria de 40 crimes de ameaça agravada, 19 crimes de ofensa à integridade física qualificada e 38 crimes de sequestro, todos estes (97 crimes) classificados como terrorismo.

O processo, que pertence ao Tribunal de Almada, começou a ser julgado em 18 de dezembro de 2019 no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, por questões logísticas e de segurança. Todos os arguidos aguardavam a leitura do acórdão em liberdade – alguns com termo de identidade e residência, apresentações semanais e proibição de frequentarem recintos desportivos -, depois de muitos terem estado em prisão preventiva.

Nas alegações finais, a procuradora do Ministério Público tinha pedido a absolvição de Bruno de Carvalho e dos outros dois arguidos acusados de autoria moral da invasão à Academia, e defendido penas máximas de cinco anos para a maioria dos arguidos, considerando ainda não provado o crime de terrorismo.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. absolvido por falta de provas – não ser culpado não significa não ter responsabilidade moral.
    claro que seria muito difícil provar que as suas declarações seriam a causa do ataque à Academia, mas isso não significa que não tenham encorajado os assaltantes – daí, a responsabilidade moral.
    a peça ainda não acabou, só mudou o acto.

  2. Qual é a admiração, não se vê que são todos bons rapazes? Os jogadores e demais agredidos é que não tinham nada que estar lá! Quanto às telecomunicações e outras conversas divulgadas ao longo dos processos pelos mass media, as diversas lesões infligidas e as formas de violência perpetradas… tudo inventado.

  3. Uma vergonha de justiça. Os idiotas dos paus mandados, vão presos, e os cabecilhas ficam cá fora a rir-se. É sempre assim. Nada de novo, apenas mais um dia no escritório!

RESPONDER

Itália mantém recolher obrigatório no Natal e Ano Novo

O ministro dos Assuntos Regionais italiano anunciou esta segunda-feira que o recolher obrigatório se vai manter durante o Natal e Ano Novo, no mesmo dia em que o Governo aprovou um novo plano de apoio …

Papa Francisco defende distanciamento social e é criticado por radicais de direita

Num artigo no New York Times sobre o Dia de Ação de Graças, o Papa Francisco defendeu as restrições levantadas para combater a pandemia covid-19, acabando por ser criticado por alguns radicais de direita, que …

Dez empresas e três pessoas acusadas no caso do vulcão na Nova Zelândia que fez 22 mortes

Dez empresas e três pessoas foram acusados de não cumprirem obrigações de segurança quando um vulcão na Nova Zelândia entrou em erupção em 2019, matando 22 pessoas, anunciou hoje a agência responsável pelas normas de …

Taxa de desemprego desce em setembro para os 7,9%

A taxa de desemprego recuou em setembro para 7,9%, menos 0,2 pontos do que em agosto e mais 1,4 pontos que no mesmo mês de 2019, segundo dados esta segunda-feira anunciados pelo Instituto Nacional de …

Multinacionais com mais respeito pelos direitos humanos e ambiente? Suíços dizem não

A Suíça rejeitou este domingo, em referendo, uma iniciativa que queria impor obrigações legais mais rígidas às empresas, no que se refere ao respeito pelos direitos humanos e padrões ambientais, segundo projeções adiantadas por instituto …

Brasil. Forças alternativas a Bolsonaro e Lula conquistam metade das capitais estaduais

Na segunda volta das municipais brasileiras, disputadas em 57 dos 5565 municípios do país e envolvendo mais de 38 milhões de eleitores, os políticos apoiados pelo Presidente Jair Bolsonaro e os candidatos do Partido dos …

Surto de gripe aviária no Reino Unido origina o abate de 10 mil perus

Mais de 10 mil perus vão ser abatidos no Reino Unido, devido a um surto de gripe aviária detetado numa quinta na cidade de Yorshire, no norte do país, anunciou este domingo o Governo britânico. Segundo …

Portugal com mais 78 mortos e 3.262 novos casos

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais 78 mortos relacionados com a covid-19 e 3.262 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já registou 4.505 …

Ministra da Saúde timorense ordena apagar referências a uso de preservativos em cartazes

A ministra da Saúde timorense ordenou retirar a recomendação de uso de preservativo em cartazes distribuídos pelo país para marcar o Dia Mundial de Luta contra a SIDA, por oposição “moral” ao que considera ser …

Messi marcou na goleada do Barça e homenageou Maradona

O Barcelona regressou neste domingo às vitórias na Liga espanhola de futebol e subiu ao sétimo lugar da prova, ao golear por 4-0 na recepção ao Osasuna, em jogo da 11.ª jornada, marcado por homenagens …