Nanotecnologia pode conceder “super visão” aos seres humanos

Os humanos poderiam um dia ter o poder de “super visão” que lhes permitiria ver no escuro, disse uma equipa de cientistas.

As nanopartículas inseridas nos olhos de ratos aumentaram as suas habilidades naturais além da faixa normal de cores e permitiram aos roedores ver a luz infravermelha.

Usando o novo procedimento, a equipa de investigação da Universidade de Ciência e Tecnologia da China disse que poderiam realmente modificar a visão de alguém para detetar um espectro mais amplo de cores com potenciais aplicações militares.

“Poderíamos dar aos seres humanos habilidades de visão noturna – sem os óculos de visão noturna”, disse o investigador Tian Xue ao The Independent.

Juntamente com a extensão da visão natural, Xue e a sua equipa acreditam que a técnica pode ser adaptada como um tratamento para pessoas daltónicas e incapazes de perceber a cor vermelha.

As cores que as pessoas conseguem ver normalmente são apenas uma pequena fração de todo o espectro eletromagnético, que também inclui tons extremos como infravermelho e ultravioleta.

Estes sinais, que têm comprimentos de onda muito mais longos ou mais curtos do que o espectro do arco-íris com o qual estamos familiarizados, estão constantemente a saltar ao nosso redor.

Tanto os humanos como os olhos de rato contêm células que absorvem a luz e convertem-na em impulsos elétricos que são enviados para os nossos cérebros. Comprimentos de onda infravermelhos são demasiado longos para estas células absorverem.

De acordo com o estudo publicado na revista Cell, os cientistas disseram que usaram minúsculas partículas que funcionavam como acessórios para estas células, ancorando-as firmemente e capturando os maiores comprimentos de onda.

As nanopartículas convertiam esses sinais em comprimentos de onda mais curtos e canalizavam-nas para as células, para que pudessem ser transmitidas para o cérebro como luz verde.

Os cientistas injetaram esta substância nos olhos dos roedores, antes de realizar uma série de testes para determinar o efeito que tinham na visão do rato. Quando o infravermelho foi lançado no olho de um rato, a sua pupila contraiu, mostrando que estava a detetar a luz.

Outros testes realizados em ratos revelaram que os animais conseguiam ver padrões infravermelhos que brilhavam num superfície mesmo durante a luz do dia. A injeção produziu efeitos colaterais mínimos e os ratos mantiveram as suas habilidades de infravermelho durante mais de dois meses.

“Acreditamos que esta tecnologia também funcionará em olhos humanos, não só para gerar super visão, mas também para soluções terapêuticas em défices de visão humana de cor vermelha”, disse Xue.

Os cientistas também especularam sobre possíveis aplicações futuras nas quais seres humanos melhorados pela nanotecnologia poderiam ter papéis na segurança e nas configurações militares.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a ped Cancelar resposta

Governo anuncia novas medidas.

Após um Conselho de Ministros extraordinário que durou mais de 8 horas, o primeiro-ministro anunciou este sábado novas "medidas imediatas" de combate à pandemia de covid-19. Perante o agravamento da situação de pandemia a nível nacional, …

Escola na China transformou-se num "edifício andante" para evitar a demolição

Os residentes da cidade chinesa de Xangai que, no início deste mês, passaram pelo distrito de Huangpu podem ter encontrado uma visão incomum: um "edifício andante". De acordo com a cadeia de televisão CNN, uma escola primária …

Joke Boon, a chef holandesa que não tem olfato nem paladar

Joke Boon perdeu o paladar e o olfato quando ainda era criança, mas isso não a impediu de viver da culinária, área na qual estes requisitos são, à partida, essenciais.  "Como seria a minha vida se …

Portugal com mais 39 mortos, mais 4007 casos e recorde de internamentos graves

Portugal registou hoje 39 mortos e mais 4.007 casos de novas infeções pelo novo coronavírus, tendo alcançado um novo recorde de 286 doentes internados nos cuidados intensivos por covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. Registou-se este …

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …

Sue, o T-rex, terá tido uma forte dor de dentes devido a uma infeção

Sue, o T-rex cujo esqueleto é um dos mais completos já descobertos até aos dias de hoje, terá sofrido uma forte dor de dentes durante a sua existência. "Dois dentes estão realmente fundidos e um terceiro …

Câmara com IA confundiu careca do bandeirinha com a bola (e arruinou o jogo de futebol)

Os adeptos da equipa de futebol escocesa Inverness Caledonian Thistle FC experimentaram uma hilariante falha tecnológica durante um jogo no fim de semana passado. De acordo com o IFLScience, o clube escocês anunciou há algumas semanas …

"Francisco Louçã fez bullying para precipitar ruptura do Bloco com o PS"

O PS acredita que foi a postura de "bullying" de Francisco Louçã que forçou o Bloco de Esquerda a precipitar uma "ruptura com o PS", conforme avança o deputado João Paulo Correia, vice-presidente da bancada …

Remdesivir: de droga milagrosa a negócio milionário com "muito, muito mau aspeto"

Apresentado como único medicamento anti-viral eficaz no combate à covid-19, foi o primeiro medicamento aprovado pela FDA, regulador farmacêutico americano, no tratamento da doença. Agora, a sua eficácia é contestada — e os negócios milionários …

"Imagine there is no corruption". Há uma campanha contra a corrupção em Portugal nas ruas de Nova Iorque

Um professor português da Universidade de Columbia, nos EUA, tem em marcha uma campanha contra a corrupção em Portugal, com várias acções nas ruas de Nova Iorque. De guitarra em punho e a cantar "Imagine there …