Nakajima recusou convite para festa do título e está de saída do Dragão

Apesar dos problemas com Nakajima, o FC Porto convidou o japonês a marcar presença na entrega de medalhas de campeão nacional. O jogador não apareceu e deverá estar de saída do clube.

O dossier Nakajima continua a dar que fazer à direção portista. O FC Porto pagou 12 milhões de euros ao Al Duhail pelo passe do japonês no verão passado, mas agora, um ano depois, o extremo já está na porta de saída do Dragão.

Nakajima não esteve presente na cerimónia de entrega das medalhas de campeão nacional do FC Porto, no final da partida com o Moreirense. O jornal Record avança que o jogador optou por não comparecer apesar do convite da SAD portista.

Até poucas horas antes do apito inicial, os dragões ainda não sabiam se Nakajima iria participar na festa ou não.

A juntar aos restantes problemas, isto faz com que, cada vez mais, Shoya Nakajima fique fora dos planos de Sérgio Conceição para a próxima temporada. O jogador está de saída do clube, devendo abandonar o clube portista já no próximo mercado de verão.

No início de junho, o jogador recusou-se a treinar com o restante plantel portista, tendo invocado os problemas de saúde da mulher. “Não está no grupo, a direção está a tratar e tratará da melhor forma a ausência dele, não há mais a falar”, disse, na altura, o treinador Sérgio Conceição.

Shoya Nakajima integrou o regresso aos treinos da equipa azul e branca, quando estes ainda eram feitos de forma individual. No segundo dia de treinos coletivos, porém, o avançado japonês deixou de treinar. O jogador, de 25 anos, invocou os sintomas de doença respiratória da mulher, ocorridos em meados de maio, para justificar a sua ausência no Olival.

Notícias que se seguiram a este acontecimento davam conta que, afinal, o jogador tinha-se recusado a treinar porque reclamava o pagamento de uma verba em atraso da ordem do um milhão de euros, relativa ao prémio de assinatura pelo emblema do Dragão.

Em meados de junho, Theodoro Fonseca, pai do agente de Nakajima, disse que o jogador queria voltar aos treinos e negou que a sua ausência esteve relacionada com dinheiro.

“Nakajima quer treinar agora, mas é um problema delicado, todos nós sabemos que há procedimentos a fazer, inclusive fazer os testes da covid-19. Expliquei-lhe isso e o meu filho também já lhe explicou. E também tem de ser aceite pelo grupo e pela equipa técnica, que nunca lhe virou as costas”, disse Fonseca.

“O caso de Nakajima é muito delicado. Até concordo com a postura do FC Porto, com a postura do Sérgio Conceição, até porque é a segunda vez que acontece um caso destes com o jogado”, acrescentou, referindo-se ao momento em que nasceu a filha e o japonês viajou para a terra natal.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. e não se perde nada com esta recusa do Nakajima pois as suas alegações são perfeitamente injustificáveis em função de ser um jogador profissional. o FCP vai-se é ver grego para o vender em função desta atitude, quem é o clube que o vai contratar na Europa sabendo deste episódio ?

RESPONDER

Chega apresenta oito candidatos para o distrito do Porto. Ventura acredita que vai ter "grande resultado"

O líder do Chega anunciou este sábado oito candidatos às próximas eleições autárquicas no distrito do Porto, onde André Ventura acredita que o partido vai ter "um grande resultado". "Fizemos esta deslocação ao Porto para anunciar …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

"Novas dificuldades e entropias". Autarcas independentes exigem extinção imediata da CNE

Os presidentes de Câmara e representantes de movimentos independentes decidiram este sábado dar um novo prazo aos partidos para que estes possam alterar a lei eleitoral autárquica. Porém, exigem a extinção imediata da Comissão Nacional …

Estudo mostra que as ovelhas preferem acasalar com machos subordinados

Um novo estudo descobriu que, ao contrário do que se podia pensar, as ovelhas preferem acasalar com machos que estão mais abaixo na hierarquia. Atualmente, a vida sexual da maioria das ovelhas é controlada pela indústria …

“Vamos iniciar uma nova etapa". Madeira vai testar toda a população (gratuitamente)

O Governo da Madeira vai desencadear uma campanha de testagem massiva da população da região, ainda sem data, que será gratuita, para aferir da evolução da pandemia da covid-19 no arquipélago, anunciou este sábado o …

O armazenamento de energia "sem massa" está a chegar

Uma equipa de cientistas da Chalmers University of Technology, na Suécia, produziu uma bateria estrutural com um desempenho dez vezes melhor do que todas as versões anteriores. A descoberta abre caminho ao armazenamento de energia …

Ataque terrorista a cidade na Nigéria atinge organizações humanitárias e instalações da ONU

Jihadistas alegadamente ligados ao Estado Islâmico atacaram este sábado as instalações de várias organizações humanitárias e das Nações Unidas na cidade nigeriana de Damasak, e ainda estão no local, afirmaram fontes das organizações não-governamentais (ONG). O …

Os humanos foram "superpredadores" durante dois milhões de anos

Uma nova investigação revelou que os humanos foram um predador de ponta durante cerca de dois milhões de anos. Só a extinção da megafauna e o declínio das fontes de alimentos de origem animal no …

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …