Nacionalidade checa do romancista Milan Kundera é restituída após 40 anos

Elisa Cabot / Flickr

O romancista Milan Kundera, em 1980

O romancista Milan Kundera deixou a Checoslováquia em 1975, partindo para a França com a esposa para o que deveria ser uma curta passagem por uma universidade, acabando por não regressar. O governo comunista revogou a sua nacionalidade em 1979 e, desde então, o autor raramente voltou à terra natal.

Mas, 40 anos depois, o autor do conhecido romance The Unbearable Lightness of Being (A Insustentável Leveza do Ser, em tradução livre), voltou a ser um cidadão checo, segundo revelou a NPR. O certificado de cidadania foi entregue pelo embaixador checo na França, Petr Drulak, no apartamento do escritor, em Paris.

“Para mim, foi muito emocionante”, disse Petr Drulak à Czech Radio. “Na verdade, foi um momento muito emocionante para todos nós, porque depois de 40 anos, Milan Kundera é novamente um cidadão checo”, acrescentou o embaixador.

Petr Drulak disse tratar-se de um gesto simbólico e que Milan Kundera, de 90 anos, sempre permaneceu conetado ao país de origem, mesmo no exílio. “Ele manteve as suas convições e identidade, um checo profundo, eu diria. É realmente alguém muito ligado a este país e está muito interessado no que está acontecendo na República Checa”, afirmou ainda.

Contudo, de acordo com a NPR, não está claro se Milan Kundera está tão entusiasmado com o gesto quanto o governo checo.

O romancista tornou-se cidadão francês em 1981 e, quando visita a República Checa, permanece incógnito. Em 2008, foi homenageado com o prémio nacional de literatura da República Checa, mas não compareceu à cerimónia.

As autoridades da Checoslováquia proibiram os livros de Milan Kundera e revogaram a sua cidadania após a publicação de The Book of Laughter and Forgetting (O Livro do Riso e Esquecimento, em tradução livre), em 1979, na França. Na obra, o autor intitula o então Presidente da Checoslováquia, Gustav Husak, de “Presidente do esquecimento”.

O livro The Unbearable Lightness of Being (A Insustentável Leveza do Ser), de Milan Kundera

O romance The Unbearable Lightness of Being tornou-se num ‘best-seller’ internacional quando foi publicado, em 1984. O livro conta história de um casal, Tomas e Tereza, em meio à repressão soviética e durante a primavera de 1968, em Praga. Quatro anos após a sua publicação, a história foi adaptada para um filme norte-americano.

Desde 1989, Milan Kundera escreve os seus romances em francês e, segundo a Czech Radio, não permite que outra pessoa – a não ser ele próprio – traduza as obras para checo. Como resultado, muitas não estão disponíveis na sua língua materna.

Em 2008, uma revista checa publicou um relatório indicando que, em 1950, o autor informou a polícia secreta sobre um suposto espião, que foi posteriormente detido e esteve preso durante 14 anos. Milan Kundera negou as alegações, descrevendo-as como “mentiras puras” e “um assassinato de um autor”.

No ano passado, o primeiro-ministro checo, Andrej Babiš, visitou Milan Kundera e a sua esposa em Paris, oferecendo-se para restaurar a cidadania do escritor.

Contudo, em 1984, o escritor disse a um jornal alemão que não pretendia voltar à sua terra natal. “Não existe o sonho de retorno. Tenho Praga em mim: o cheiro, o sabor, a língua, a paisagem, a cultura”, afirmou.

Numa entrevista ao New York Times, no mesmo ano, descreveu como o próprio significado de “casa” muda na tradução.

“Em francês a palavra ‘casa’ não existe”, disse. “Diz-se ‘chez moi’ ou ‘dans ma patrie’ – o que significa que ‘casa’ já está politizada, que ‘casa’ já inclui uma política, um estado, uma nação. (…) Deve-se perguntar: O que é o lar? O que significa estar ‘em casa’? É uma pergunta complicada. Posso dizer honestamente que me sinto muito melhor aqui em Paris do que em Praga, mas posso também dizer que perdi a minha casa ao sair de Praga?”, acrescentou na altura o romancista.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

França investe oito mil milhões de euros para aumentar profissionais de saúde

O Governo francês anunciou, esta segunda-feira, que vai disponibilizar quase oito milhões de euros para que os profissionais de saúde possam ter aumentos salariais.  De acordo com a rádio Renascença, a medida foi anunciada pelo novo …

Máscaras e luvas usadas para proteger contra covid-19 enchem rios europeus

Os principais rios da Europa estão cheios de máscaras cirúrgicas e luvas médicas descartadas por pessoas que utilizaram estes equipamentos para se protegem contra o novo coronavírus, denunciaram cientistas. Segundo noticiou na segunda-feira a agência AFP, …

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …