Mulher que produz álcool no estômago escapa de acusação por conduzir alcoolizada

Little Visuals

Uma norte-americana de 35 anos escapou a uma acusação por condução sob o efeito de álcool por sofrer de uma doença rara que faz com que o seu organismo produza álcool.

O caso, relatado pela CNN, aconteceu em Nova Iorque, onde um juiz deu razão às alegações da mulher, nas vésperas do Natal.

Em causa está uma condição rara conhecida como Síndroma de Auto-Cervejaria, que despoleta o aumento dos níveis de álcool no organismo, mesmo que não se tenha consumido qualquer bebida alcoólica.

Quando soprou ao balão, esta mulher acusou um grau de álcool quatro vezes superior ao máximo permitido.

Perante o facto de alegar não ter consumido álcool suficiente para dar aquele resultado, sujeitou-se a vários testes, durante um dia inteiro, confirmando-se o raro diagnóstico.

“Nunca tinha ouvido falar do Síndrome de Auto-Cervejaria antes deste caso. Mas soube que algo estava errado quando o polícia no hospital mudou a mulher de procurada para libertada de imediato porque não apresentava quaisquer sintomas”, explica o advogado Joseph Marusak em declarações à CNN.

O Síndrome de Auto-Cervejaria é ainda muito pouco conhecida, já que não existem muitos casos para estudar.

Recentemente foi notícia o caso de um inglês que apanhava uma bebedeira sempre que comia batatas fritas.

Acredita-se que esta “auto-cervejaria” no organismo se acciona quando a quantidade de fungos do estômago ultrapassa a de bactérias boas.

Assim, sempre que a pessoa que sofre do síndroma consome comidas que agradam aos fungos, tais como açúcares e hidratos de carbono, estes multiplicam-se, produzindo álcool etílico que depois acaba por fluir para a corrente sanguínea.

A enfermeira Panola College Dean, que tem estudado este problema, diz à CNN que está “em contacto com cerca de 30 pessoas que acreditam que têm este mesmo síndrome” e que “cerca de 10 estão diagnosticadas com ele”.

Sobre a condição, a enfermeira explica que as pessoas que sofrem do síndrome “podem funcionar em níveis de álcool de 0.30 e 0.40 quando a maioria das pessoas estaria em coma ou a morrer“.

“Parte do mistério deste síndroma é como é que podem ter estes níveis extremamente altos e continuarem a andar por aí e a falar”, nota Panola College Dean.

Quanto à norte-americana que escapou à acusação, está a tratar-se com medicamentos anti-fungos e com uma dieta baixa em hidratos de carbono, sem leveduras, sem açúcar e nada de álcool, claro está.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Nem imagino sequer quantos pretendentes irá ter agora esta mulher a fabricar álcool desta maneira até na cama vai ser útil!.

RESPONDER

Astrónomos mapeiam grãos de poeira interestelar na Via Láctea

Entre as estrelas da Via Láctea, grandes quantidades de pequenos grãos de poeira flutuam sem rumo. Apesar de formarem os blocos de construção de novas estrelas e planetas, ainda não se sabe quais os elementos …

Inteligência Artificial aprendeu a pintar como Rembrandt

Investigadores ensinaram uma rede neural de Inteligência Artificial a recriar a magnum opus de Rembrandt, à qual lhe faltavam partes da obra original. O cientista Robert Erdmann trabalhou lado a lado com o Rijksmuseum, o museu …

Tempestade de areia "engoliu" cidade na China

Uma forte tempestade de areia "engoliu" a cidade de Dunhuang, no noroeste da China, no passado domingo. De acordo com o South China Morning Post, a forte tempestade de areia, que provocou nuvens de poeira com …

Raíssa faz bolachas com o lema "Fora Bolsonaro". Já se tornaram virais

Uma brasileira começou a fazer bolachas com o lema "Fora Bolsonaro" em jeito de brincadeira, mas agora já vende centenas todos os dias. Aquilo que começou como uma simples brincadeira, acabou por tornar-se viral. A ideia …

Zara, 19 anos, quer ser a mulher mais nova de sempre a voar sozinha à volta do mundo

Uma jovem, de 19 anos, pôs mãos à obra para levar a cabo um "gap year" (o chamado ano sabático) com um propósito muito fora do comum: tornar-se a mulher mais nova de sempre a …

Francês diz ter usado método matemático para ganhar o Euromilhões

O francês, que não quis revelar a sua fórmula à imprensa, ganhou, no dia 11 de junho, 30 milhões de euros com a combinação com a qual jogava há um mês. A história foi contada, esta …

Mais de metade da população portuguesa já tem a vacinação completa

Mais de metade da população residente em Portugal (52%) já tem a vacinação completa contra a covid-19, revela o relatório semanal de vacinação divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último relatório semanal …

Campeão olímpico criou problemas no seu país natal

Richard Carapaz, medalha de ouro no ciclismo, foi direto: "O país nunca acreditou em mim". Presidente do Equador, ministro e Comité Olímpico reagiram. Poucos dias depois de ter subido ao pódio final da Volta a França …

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Dois gestos de Cla(ri)sse que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também nos registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas em …