Mulher viveu 99 anos com os órgãos nos sítios errados (e nunca soube)

(dr) Família Bentley

Num dia de primavera em 2018, o estudante de medicina Warren Nielsen, de 26 anos, e quatro colegas preparavam um cadáver no laboratório de dissecação da Oregon Health and Science University, em Portland.

O cadáver designado para a equipa de Nielsen era uma mulher de 99 anos que morreu de causas naturais. O seu nome era Rose Marie Bentley, mas os estudantes não sabiam disso. Para honrar e respeitar a privacidade daqueles que oferecem o corpo à ciência, nenhum outro detalhe é dado aos estudantes de medicina sobre a pessoa.

Mas Bentley era especial. Porquê? Uma condição chamada situs inversus com levocardia, na qual a maioria dos órgãos vitais é invertida – quase como um espelho dentro do corpo. Isso, juntamente com uma série de outras anomalias estranhas, fez de Bentley uma espécie de “unicórnio médico”, conta a CNN.

“Acredito que as probabilidades de encontrar outra pessoa como ela podem ser tão remotas como uma em 50 milhões“, disse o professor assistente Cameron Walker, professor da disciplina de Fundamentos de Anatomia Clínica.

A tarefa era abrir a cavidade torácica do corpo para examinar o coração. Não demorou muito para que o grupo de Nielsen começasse a questionar o seu conhecimento médico.
“No coração, faltava uma grande veia que normalmente está no lado direito”, disse Nielsen. Desconcertados, chamaram os professores e perguntaram: “Onde está a veia cava inferior? Não estamos a vê-la? Somos loucos?”

Um corpo tem uma grande veia chamada de veia cava que segue o lado direito da coluna vertebral, curvando-se sob o fígado e esvaziando o sangue desoxigenado no coração.

A veia de Bentley estava à esquerda e, em vez de terminar diretamente no coração, o que é típico, “a veia continuava através do diafragma, ao longo das vértebras torácicas, para cima e ao redor do arco aórtico e esvaziava no lado direito do coração “, disse Walker. “Normalmente, nenhum de nós tem um vaso que faça isso diretamente”.

Mas essa não foi a única irregularidade que Walker e os alunos encontraram no corpo de Bentley. Numerosas veias que normalmente drenam o fígado e outras partes da cavidade torácica estavam ausentes ou brotavam de um ponto incomum. O pulmão direito tinha apenas dois lóbulos, em vez de três, enquanto o átrio direito do coração tinha o dobro do tamanho normal.

“Em vez de ter um estômago à esquerda, o que é normal, o estômago estava à direita“, disse Walker. “O fígado, que normalmente está à direita, estava à esquerda. O baço estava do lado direito, em vez de à esquerda. O resto do sistema digestivo estava invertido”.

As mutações em situs inversus com levocardia ocorrem precocemente, possivelmente entre 30 e 45 dias após a gravidez. Ninguém sabe porquê. A condição ocorre em apenas um dos 22 mil bebés e está invariavelmente associada a doença cardíaca congénita grave. Por causa dos defeitos cardíacos, apenas 5% a 13% vivem após os 5 anos de idade.

Mas Bentley era uma anomalia, uma das poucas nascidas com a doença que não apresentava defeitos cardíacos. “Esse é quase certamente o fator que mais contribuiu para a sua longa vida”, disse. Juntamente com todas as outras anormalidades anatómicas extremamente raras, Bentley é uma em 50 milhões.

Rose Marie Phelps nasceu em 1918 em Waldport, uma pequena cidade na costa do Oregon. A mais nova de quatro irmãos, “ela era mimada”, disse a filha Patti Helmig, que aos 78 anos é a mais velha dos seus cinco filhos. “Ela admitiria que estava estragada”. Cabeleireira de profissão, Bentley sempre foi fascinado pela ciência. A filha acredita a mãe teria sido uma boa enfermeira se tivesse tido a oportunidade.

Apesar da azia crónica – que teria sido explicada pela anatomia gástrica incomum -, Bentley nunca teve nenhum sintoma negativo, disse Ginger Robbins, de 76 anos, o terceiro filho de Bentley. “Não tínhamos razão para acreditar que havia algo errado”. “Ela sempre foi muito saudável. Estava sempre a fazer alguma coisa, levava-nos para as Campfire Girls, pescava, nadava. Era uma excelente nadadora.”

A única pista que pode ser incomum ocorreu quando o apêndice de Bentley foi removido, disse Louise Allee, a quarta filha. “O cirurgião notou que o apêndice não estava no lugar certo quando o tiraram, mas nunca nos disse nada. Ninguém disse nada quando tiraram a vesícula biliar ou quando fizeram uma histerectomia”.

A decisão de doar o corpo começou com Jim Bentley, marido de Rose Marie, mas ela também “achava que era a melhor coisa”. As crenças do casal sobre a doação causaram impacto. Todas as três filhas planeiam doar os corpos à ciência.

Jim Bentley manteve a promessa e doou o corpo quando morreu de pneumonia mais de uma dúzia de anos antes da morte da esposa. As filhas sabiam que ele teria gostado de saber sobre os interiores peculiares de Rose. E que teria dito Rose sobre ser uma em 50 milhões? “Ela teria pensado que era engraçado”, disse Robbins. Allee concordou: “Teria um grande sorriso no rosto”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Alemães e ingleses recolheram pistas em Portugal para tentar chegar ao corpo de Maddie

Elementos das polícias alemã e inglesas estiveram no nosso país, no final de Setembro, para uma reunião com investigadores portugueses com o intuito de recolher dados sobre Christian Brueckner que é suspeito de ter raptado …

“Retificações especiais e centralizadas”. China quer acabar com "caos" na Internet

A Administração do Ciberespaço da China exigiu esta terça-feira aos fornecedores de serviços móveis do país que executem uma série de “retificações especiais e centralizadas”, face a “preocupações sociais” perante o “caos” na Internet. As oito …

Football Leaks. Advogado admite que podia ter emails relacionados com o Luanda Leaks

O advogado e ex-sócio da PLMJ João Magalhães Ramalho admite que pudesse ter documentos relacionados com o Luanda Leaks e com Isabel dos Santos na sua conta de email, que alegadamente foi pirateada por Rui …

Portugal regista mais 3.299 casos e 28 mortes por covid-19

Portugal contabiliza hoje mais 28 mortes e 3.299 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Nas últimas 24 horas, Portugal conta com mais 3.299 …

Argentina levanta restrições na capital. Rússia regista recorde de mortes diárias e aumenta contenção

A Argentina prorrogou esta semana as medidas para combater a pandemia de covid-19 nas zonas mais afetadas do país, ao mesmo tempo que prossegue a reabertura na capital, onde os casos têm vindo a diminuir. Desde …

Maioria dos portugueses defende Orçamento viabilizado à esquerda (e rejeita demissão do Governo)

Uma sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias e a TSF revela que a maioria dos portugueses - cerca de 60% - defende que o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) seja viabilizado com …

Ministro Manuel Heitor já não está infetado com covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior já não está infetado com covid-19, depois de ter recebido, esta segunda-feira, um teste com resultado negativo. De acordo com o semanário Expresso, Manuel Heitor recebeu, ao final …

"Só aumentariam as insuficiências". Médicos respondem a carta aberta da Ordem que pede uso dos privados

Um grupo de médicos respondeu à carta aberta assinada pelo atual bastonário da Ordem dos Médicos e quatro ex-bastonários, que defendem uma maior utilização dos serviços de saúde privados para responder à situação gerada pela …

Ensaio clínico de tratamento com anticorpos cancelado por ineficácia

As autoridades norte-americanas decidiriam cancelar um ensaio clínico de um tratamento experimental com anticorpos que estava a ser administrado a doentes hospitalizados com covid-19, justificando que o medicamente não se revelou eficaz na recuperação dos …

Doentes não-covid vão ser encaminhados para setores privado e social

Esta segunda-feira, a ministra da Saúde admitiu que a pressão no Serviço Nacional de Saúde vai aumentar e garantiu que os doentes não-covid-19 que vejam consultas, exames ou cirurgias serem desmarcados serão encaminhados para os …