Ver muita televisão aumenta risco de cancro colo-retal nos homens

D.Reichardt / Flickr

Um estudo recente sugere que ver televisão durante mais de quatro horas por dia aumenta o risco de os homens desenvolverem cancro colo-retal.

O sedentarismo, cada vez mais presente na nossa sociedade e muito impulsionado pelas novas tecnologias, aumenta o risco de desenvolvimento de um conjunto de doenças.

Um estudo recente, publicado recentemente no British Journal of Cancer, mostra que os homens que veem televisão durante mais de quatro horas por dia têm maior risco de desenvolver cancro colo-retal, em comparação com os homens que ficam menos tempo sentados no sofá.

“Ser sedentário também esta associado ao aumento do peso e a uma maior gordura corporal. Esse excesso de gordura influencia os níveis sanguíneos de hormonas que, por sua vez, afetam o crescimento das nossas células e podem aumentar o risco da doença”, explica Neil Murphy, um dos principais autores do estudo, ao The Independent.

No estudo foram usados dados de mais de 430.000 homens e mulheres do Reino Unido. Murphy e a sua equipa, da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Cancro, em França, analisaram as horas diárias que cada um dos participantes do estudo passa em atividades sedentárias, como ver televisão, usar o computador ou jogar videojogos.

No passo seguinte, os investigadores analisaram, ao longo de seis anos, quantos dos participantes analisados desenvolveram cancro colo-retal. Foram detetados, no total, 2391 casos da doença.

Assim, comparando todos os dados disponíveis, concluíram que os homens que assistiam televisão, pelo menos, quatro horas por dia tiveram 35% mais risco de contrair cancro colo-retal do que os homens que viam televisão durante apenas uma hora.

“Estudos anteriores já haviam sugerido que  ver televisão pode estar associado a outros comportamentos como fumar, beber ou ingerir demasiados snacks. Esses comportamentos, por sua vez, aumentam o risco de cancro colo-retal”, sustenta Murphy.

É, por isso, importante salvaguardar que este estudo não demonstra necessariamente que ver televisão aumenta o risco da doença, mas sim que o tempo que despendemos a ver televisão está associado ao risco de contrair cancro colo-retal.

No Reino Unido, o cancro colo-retal é o quarto tipo de cancro mais comum.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Vou já dizer ao meu patrão que não posso estar mais de 4 horas sentado ao computador. Senão depois paga ele a quimio, que se lixa.

    • AHAHAHAHAHAHAHA BOA! Mas o trabalho faz bem à saúde e não chateia nada!… Agora o ócio é que faz mal!
      Ah, e carnes processadas cheias de nitrato pode-se comer à vontade que não faz mal nenhum ao cólon!…

Responder a Koi Cancelar resposta

Este casaco foi desenhado para nos ajudar a dormir em qualquer lado

A britânica Vollebak lançou um casaco, inspirado nos astronautas, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado. A pensar em todas aquelas pessoas que gostam de fazer uma sesta ou outra, independentemente do …

DJ Juice WRLD morre aos 21 anos

A estrela do hip-hop norte-americano Juice WRLD faleceu este domingo (8), depois de sofrer convulsões no Aeroporto de Midway, em Chicago, avança o TMZ. O rapper tinha feito 21 anos a 2 de dezembro. De acordo …

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …

Inteligência artificial decifra manuscrito que pode mudar história da Austrália

A Terra Australis Incognita, hoje conhecida como Austrália, foi descrita por um jesuíta espanhol quase cem anos antes da descoberta em 1770 pelo marinheiro britânico James Cook, segundo um manuscrito decifrado através de inteligência artificial. A …