MP acusa inspetores do SEF de homicídio de ucraniano no aeroporto

O Ministério Público vai acusar os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras que estão em prisão domiciliária, indiciados pelo homicídio do ucraniano Ihor Homenyuk no aeroporto de Lisboa.

Bruno Sousa, Duarte Laja e Luís Silva estão em prisão domiciliária desde final de março, indiciados por homicídio qualificado do ucraniano Ihor Homenyuk no aeroporto de Lisboa. O Ministério Público deverá emitir, em breve, um despacho de acusação para que os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) sejam julgados.

A investigação da Polícia Judiciária parece conclusiva, atribuindo a culpa da morte do cidadão ucraniano aos três inspetores do SEF, escreve o jornal Público. Nenhum dos seguranças que estavam ao serviço no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto em Lisboa, onde ocorreu o alegado homicídio, estiveram envolvidos.

A Polícia Judiciária descreve detalhadamente o percurso de Ihor Homenyuk desde que chegou a Portugal. Inicialmente, o ucraniano foi barrado por não ter visto de trabalho. A PJ salienta que o imigrante estava agitado, energético, agressivo — mas nunca violento. À meia-noite do dia 11 de março é manietado e colocado numa sala no Centro de Instalação Temporária (CIT).

Um enfermeiro dá-lhe um calmante, seguranças amarram-no com fita-cola e lençóis, nos pés e nos tornozelos. De manhã, entram no local e dirigem-se à receção os inspetores.

“Olhe, os nossos nomes não é para constarem aí, nós não estamos cá”, disse um dos inspetores, enquanto Duarte Laja empunhava um bastão metálico na mão, ao qual lhe chama ‘El douradinho’.

Dirigiram-se à sala onde estava Ihor, que se encontrava deitado, com as calças para baixo e os boxers à mostra, a cheirar a urina, descalço e com um ferimento na cara. Uma das seguranças ouve gritos de dor vindos da sala, escreve o Público, de acordo com os relatos da PJ.

O inspetor Duarte Laja é visto, por um segurança, com o pé em cima da cabeça de Ihor ou a dar-lhe pontapés. “Isto hoje, já nem preciso de ir ao ginásio”, disse um dos inspetores à saída.

Quando os seguranças entraram na sala após a saída dos inspetores, encontraram Ihor no chão a contorcer-se de dores e com marcas visíveis de ter sido espancado.

Durante a tarde desse dia, chamaram a Cruz Vermelha, cujos dois enfermeiros registam diversos hematomas na cabeça e nos braços e incontinência do esfíncter. Mais tarde chegou o INEM, com o ucraniano já a entrar em paragem cardiorrespiratória. Tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso.

O médico legista não teve dúvidas de que se tinha tratado de um homicídio e alertou a PJ. A investigação acredita que os seguranças não tiveram consciência da gravidade das lesões externas de Ihor, nem conhecimento das lesões internas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …