/

Mourinho: “Spinazzola é terrível para o Mancini mas imaginem o que é para mim”

John Thys / AFP

José Mourinho

Treinador já sabe que vai ter uma baixa prolongada no plantel, ainda antes de iniciar a preparação da época. Mourinho analisou também a seleção inglesa no Euro 2020.

José Mourinho ainda nem orientou qualquer treino da Roma mas já sabe que vai ter uma baixa importante e prolongada: Leonardo Spinazzola lesionou-se no tendão de Aquiles e só deve voltar a jogar em 2022.

No jogo dos quartos-de-final do Europeu, diante da Bélgica, o italiano teve de ser substituído a 10 minutos do final. O atleta de 28 anos já tinha passado por um período complicado quando sofreu uma lesão grave no joelho, em 2018. Na altura, também esteve fora dos relvados durante meses.

Depois de ter sido titular habitual na época passada, agora sai mais cedo do Euro 2020 e desfalca a defesa da Roma. Mourinho lamentou a situação e elogiou o jogador: “É uma perdida terrível para o Roberto Mancini (selecionador italiano), mas imaginem o quão mau é para mim, que não vou contar com ele nos próximos seis meses. O Emerson Palmieri vai substituí-lo agora na seleção, é um bom jogador e experiente, mas o Spinazzola é realmente incrível”.

Como Leonardo Spinazzola não vai jogar durante os próximos meses, o treinador português já está à procura de um reforço. Outro internacional italiano, Cristiano Biraghi (Fiorentina), estará no topo da lista de prioridades.

Inglaterra no Euro 2020

Nesta entrevista à rádio Talksport, José Mourinho analisou também a meia-final entre Inglaterra e Dinamarca, centrando-se na possibilidade de a Inglaterra jogar novamente com três centrais, tal como fez contra a Alemanha. Na visão do técnico, Gareth Southgate não deveria repetir esse esquema.

“O estilo de jogo da Dinamarca não obriga a Inglaterra a adaptar-se. Os quatro lá de trás estão muito, muito sólidos. O Luke Shaw joga cada vez melhor, o Kyle Walker está a realizar um torneio incrível. Os dois centrais estão muito sólidos e esses quatro, mais o que os dois médios-centro têm feito, são mais do que o suficiente para controlar o ataque dinamarquês”, explicou o treinador.

Se Walker, Maguire, Stones, Shaw, Phillips e Rice estão praticamente certos na equipa inglesa, mais à frente podem surgir dúvidas, de acordo com Mourinho. Sterling e Kane terão a companhia de quem? “Sancho jogou bem, Foden começou o torneio como titular, tal como o Mount, enquanto parece que o Grealish não é o jogador favorito do Gareth, embora jogue bem sempre que está no relvado. Há muitas boas opções para esses dois lugares que faltam”.

Em relação à outra meia-final, Mourinho prevê que a Itália pode concretizar uma “vingança” da final do Europeu 2012, que a Espanha venceu por 4-0: “A Itália está melhor agora mas não posso dizer que a sua presença na final está já garantida. Tenho muito respeito pelo futebol espanhol”.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE