//

Mosteiro medieval abriga o mais completo museu do circo da Europa

Nos salões de um mosteiro medieval na pitoresca localidade de Besalú, em Girona, alojou-se o Circusland – Palácio Internacional do Circo, o primeiro museu profissional da Europa que se dedica ao circo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O espaço conta com mais de seis mil peças que passam por cartazes, fotografias, selos, gravuras, postais, autógrafos, livros, peças de porcelana e esculturas.

Pode ainda ser observado o maior circo em miniatura do planeta, a maior coleção de selos de circo (mais de 900 selos de 115 países desenhados por artistas como Picasso, Chéret e Toulouse-Lautrec) e diversas peças de alta-costura de palhaços famosos criadas entre 1950 e os anos 80.

No entanto, além de todos estes elementos referentes à arte circense, há um outro aspeto que seduz os visitantes: o espaço que acolhe o museu. Trata-se de um mosteiro beneditino que foi uma fábrica têxtil antes desta nova vida circense.

Genís Matabosch, ideólogo e fundador do Circusland, explica ao El País que o objetivo do museu é “reivindicar o papel do circo como parte integrante da nossa cultura e fazer com que deixe de ser a irmã pobre das artes performativas”.

No Palácio Internacional do Circo os visitantes podem ver mais de 300 gravuras e posters antigos, fazer pesquisas numa biblioteca com cerca de quatro mil obras literárias e explorar um arquivo fotográfico de lugares míticos relacionados com o circo.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.