Mortes de crianças com covid-19 disparam na Indonésia. No Reino Unido aumentam casos graves entre jovens

Médicos britânicos alertaram para o aumento do número de crianças e jovens infetados com covid-19 a dar entrada nos hospitais, apelando à vacinação para não “sofrerem desnecessariamente” com a evolução da doença.

“Os doentes estão a ficar cada vez mais novos. Estamos a ter cada vez mais pacientes que estão nos seus 30 anos, ou mesmo nos 20 anos, a precisar de cuidados intensivos e que anteriormente não tinham problemas de saúde”, indicou ao Guardian Samantha Batt-Rawden, médica sénior de terapia intensiva em hospitais.

E acrescentou: “A grande maioria dos doentes que precisam de cuidados intensivos não estão vacinados, sabemos à partida que alguns vão morrer. Como médica de cuidados intensivos há muitos anos, peço aos jovens: por favor, tomem a vacina, não deixem que isto seja o grande erro das vossas vidas”.

A Indonésia tem registado nas últimas semanas centenas de mortes por covid-19 de crianças abaixo dos cinco anos. Em julho o país tem reportado a morte de mais de 100 crianças por semana, coincidindo com o surgimento da variante Delta. Os pediatras locais indicam que as crianças já representam mais de 12,5% do total de casos confirmados.

O país ultrapassou o Brasil e a Índia em número diário de casos, e tornou-se num novo epicentro da pandemia, registando cerca de 50 mil contágios por dia.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.