Morreu Jerry Lewis

Guillaume Horcajuelo / EPA

Jerry Lewis em Cannes em 2013

O humorista, ator, realizador, produtor e argumentista Jerry Lewis, de 91 anos, um dos mais célebres comediantes da década de 1950, morreu hoje em Las Vegas, no Estado do Nevada, anunciou o seu agente.

Vedeta da comédia norte-americana, nas décadas de 50 e 60 do século XX, Jerry Lewis, o Rei da Comédia, como era conhecido, morreu em Las Vegas, aos 91 anos.

A notícia da sua morte foi dada em primeira mão no Twitter por John Katsilometes, colunista do Las Vegas Review-Journal. Pouco depois, o Variety, através do agente do ator, e o Deadline, que cita um depoimento da família, confirmaram o óbito, que terá ocorrido às 09h15, hora local.

Jerry Lewis iniciou a carreira ao lado do cantor Dean Martin, na década de 1940, e na década de 1960 protagonizou comédias como “The BellBoy” (1960) ou “The Nutty Professor” (1963).

A parceria entre os dois foi um enorme sucesso, durou uma década, gerou 17 filmes e enormes receitas de bilheteira, incluindo “O Grande Jogador” (1953), “O Rei do Circo” (1955), ou “O Barbeiro e o Professor”.

A solo, Lewis continuou a obter o favor do público com o seu estilo de humor físico, vozes exageradas e caretas. “Jerry no Grande Hotel” (1960), “Cinderelo dos Pés Grandes” (1960), “O Mandarete” (1961), “As Noites Loucas do Dr. Jerryll” (1963), “Jerry, Enfermeiro sem Diploma” (1964), “Jerry e os Seis Tios” (1965) e “Onde Fica a Guerra?”(1970) são os títulos que mais se destacam deste período da sua carreira.

Em 1971, um projeto sério e ambicioso marcou-o para sempre. “The Day the Clown Cried“, sobre um palhaço aprisionado pelos nazis que acompanha as crianças judias à morte nos campos de concentração, nunca estreou.

Os executivos que o viram pela primeira vez ficaram horrorizados e a obra deslizou para um limbo do qual nunca mais saiu. Só em 2013 chegaram a público algumas cenas isoladas, mas o filme completo nunca foi exibido. Em outubro do ano passado, 46 anos depois de filmado, um documentário da BBC divulgou algumas das cenas do filme.

Lewis nunca mais teria o brilho de outrora. O seu humor, cada vez mais fora de moda, valeu-lhe fracasso após fracasso. Só a sua maratona televisiva anual de angariação de fundos para a Associação de Distrofia Muscular teve sucesso, e tornou-se numa tradição junto dos espectadores norte-americanos.

Lewis nunca explicou porque se dedicou a esta causa, que lhe valeu o prémio humanitário Jean Hersholt na cerimónia dos Óscars, em 2009. “O importante é fazê-lo, não porque é que o faço”.

O último grande papel de Jerry Lewis surgiu em 1982, na companhia de Robert DeNiro em “O Rei da Comédia“, de Martin Scorsese.

Bastante mais apreciado pela crítica francesa do que na imprensa norte-americana, Lewis viu-se elevado ao estatuto de autor pelos Cahiers do Cinema e foi condecorado com a Legião de Honra, em 1984.

Com duas estrelas na Calçada da Fama, ganhou prémios honorários incluindo o American Comedy Awards, The Golden Camera, Los Angeles Film Critics Association e do Festival de Venice.

Casado duas vezes, com Patti Palmer e Sandra Pitnick, deixa cinco filhos da primeira união e uma filha da segunda.

ZAP // Lusa / Filmspot

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Quinta do Lazareto rende 13 milhões à Sonangol

A alienação da Quinta do Lazareto, um dos ativos imobiliários que a Sonangol pôs à venda em Portugal, rendeu à petrolífera angolana 13 milhões de euros, 45% acima da expetativa inicial, segundo uma administradora da …

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …