Divulgadas cenas do misterioso filme de Jerry Lewis sobre o Holocausto que nunca foi lançado

(dr) Jill Tillberg / BBC

"O Dia em que o Palhaço Chorou", obra perdida de Lewis contava a história fictícia de um palhaço que conduzia crianças até câmaras de gás

“O Dia em que o Palhaço Chorou”, obra perdida de Lewis contava a história fictícia de um palhaço que conduzia crianças até câmaras de gás

Renegado e escondido durante mais de quatro décadas, o filme de Jerry Lewis O Dia Em Que o Palhaço Chorou, que relata o Holocausto, continua a aguçar a curiosidade dos admiradores do comediante, famoso nos anos 60 por sucessos como O Professor Chanfrado (1966) e Jerry Ama‑Seca (1958).

Em janeiro, um documentário da BBC revelou filmagens inéditas da produção, que nunca chegou a ser lançada. Algumas imagens chegaram também a circular pela internet, mas os fãs podem ter que aguardar ainda outra década para ter acesso às filmagens completas.

Os originais da obra foram parar à Biblioteca do Congresso, em Washington, juntamente com todo o acervo de Lewis, que foi adquirido pela instituição.

Em setembro, o então bibliotecário emérito do congresso James Billington afirmou ao USA Today que Lewis impôs um embargo para a divulgação das filmagens, que só podem ser divulgadas em 2026.

As cenas foram gravadas no início dos anos 70, num momento alto da carreira de Lewis, que escreveu o argumento e dirigiu o projecto.

O filme conta a história fictícia de um palhaço chamado Helmut Doork, que, ao ser preso por soldados nazistas, passou a entreter crianças enquanto as conduzia até câmaras de gás.

(dr) BBC

A BBC contou "A História de O Dia em que o Palhaço Chorou" num documentário apresentado por David Schneider

A BBC contou “A História de O Dia em que o Palhaço Chorou” num documentário apresentado por David Schneider

Algumas pessoas que trabalharam no filme foram ouvidas pelo actor e realizador David Schneider, que apresentou A História de O Dia Em Que o Palhaço Chorou, o documentário da BBC que resgata trechos da obra.

Entre os entrevistados do documentário está o actor sueco Lars Amble, que morreu em agosto de 2015, e que aparece no filme de Lewis no papel de um policial nazista.

No documentário da BBC, Amble relembra ter sido recrutado por Lewis, que o chamou ao quarto de um hotel em Estocolmo, onde estava hospedado na altura, e lhe disse: “Eu sei o papel que vais fazer. Será o de um tipo realmente mau“.

Pela fama de Lewis na época das filmagens, a produção do filme foi assunto bastante comentado na Suécia, diz Erik Kotschack, filho de um produtor local que colaborou nas gravações, feitas num antigo campo de concentração.

A produção despertou desde sempre o interesse do público. Supostas cópias do argumento do filme circulam pela internet, e houve várias tentativas de reencenação do filme.

Jan Lumholdt, crítico de cinema baseado na Suécia, considera que uma das razões por trás do interesse em torno do filme é o facto de que, até agora, muito poucas pessoas tiveram acesso ao material.

Lewis é um comediante e esse é o filme mais sério que ele já fez“, diz Lumholdt. “Sempre achei que há incontáveis exemplos de grandes actuações e obras sombrias vindas de comediantes, existe um certo apelo nisso,” avalia.

Há muitos filmes sobre o Holocausto, mas há uma certa dificuldade em aceitar uma história de ficção que tem como pano de fundo um dos períodos mais difíceis da história.

Web Summit / Flickr

David Schneider, o ator que apresentou o documentário da BBC, é também comediante, e filho de sobreviventes do Holocausto

David Schneider, o ator que apresentou o documentário da BBC, é também comediante, e filho de sobreviventes do Holocausto

Mas Yael Fried, director de projectos do Museu do Judaísmo em Estocolmo, diz ser favorável a tais obras.

“Precisamos de ângulos e métodos diferentes para compreender o holocausto e a ficção pode ajudar-nos a fazer isso”, diz.

“Podemos explorar personagens fictícias num ambiente real, mas é preciso ter cuidado para deixar bem claro que se trata de ficção,” acrescenta.

Há cerca de 3 anos, foram também divulgadas pela primeira vez as imagens de “Memória dos Campos“, um filme “demasiado chocante” de Hitchcock sobre o Holocausto, que esperou 70 anos para ser lançado. Neste caso, as imagens não eram ficção.

David Schneider, o actor que apresentou o documentário da BBC, é também comediante, e filho de sobreviventes do Holocausto. Schneider conta que a sua mãe, uma actriz, conseguiu fugir de Viena em 1938 juntamente com o pai, um dramaturgo.

Sempre fui muito consciente sobre o Holocausto, desde pequeno”, conta.

“Como comediante, sempre fui fascinado sobre como podemos fazer comédia em cima de um assunto tão delicado,” diz o actor britânico.

“Costumava actuar em shows de comédia judia e lembro-me que certa vez me passaram um bilhete no camarim que dizia ‘Somos de uma caravana de sobreviventes de Auschwitz e viemos para o ver, seria possível dar-nos um olá durante a sua actuação?‘”.

Schneider confessa que não sabia como reagir. “O que é que eu faço? Vou lá e grito: ‘Olá pessoal, há aqui hoje alguém de Auschwitz?‘”

O apresentador afirma que muitos comediantes judeus acabaram por explorar essa área. “Precisamente porque isso é algo tão central nas suas identidades”, explica.

O documentário mostra cenas inéditas de Lewis, entrevistado nos bastidores.

“A comédia é a nossa válvula de escape. Sem ela, acho que desapareceria, evaporaria”, diz o comediante.

ZAP / BBC  [ IMDB / Wikipedia ]

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • na·zis·ta
      (alemão Nazi)
      adjectivo de dois géneros
      1. Relativo ao nazismo.
      adjectivo de dois géneros e substantivo de dois géneros
      2. Que ou quem é adepto do partido nacional-socialismo que Hitler chefiou.
      Sinónimo Geral: NAZI

      nazistas“, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013 [consultado em 01-11-2016].

      • Bem… continua falta de bom senso e de respeito pelos portugueses…
        Lá por estar no dicionário (e por está correctamente escrito em Português), não quer dizer seja uma palavra usada com regularidade em Portugal – daí o cometário (completamente acertado) do Hugo!!
        Nunca li nem ouvi ninguém em Portugal a usar a palavra nazista!!

  1. Faz-me alguma confusão tanto preconceito com o idioma português escrito ou falado fora de Portugal.Termos mais usados ou menos usados cá não quer dizer que não façam parte do idioma ou que seja um erro usá-los. Causa-me tristeza comentários desse tipo. 🙁

RESPONDER

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …