Morreu Alexandre Soares dos Santos. Foi um tipo feliz

José Coelho / Lusa

Alexandre Soares dos Santos, ex-presidente do Conselho de Administração da Jerónimo Martins

Morreu esta sexta-feira o empresário Alexandre Soares dos Santos, ex-líder do grupo Jerónimo Martins. Tinha 84 anos.

Morreu Alexandre Soares dos Santos, antigo líder do grupo Jerónimo Martins. O empresário, que dizia que só tinha tido sorte na vida, esteve até 2013 à frente do grupo Jerónimo Martins, proprietária, entre outras, da cadeia de hipermercados Pingo Doce.

Nascido no Porto em 1934, o empresário, filantropo e líder histórico da Jerónimo Martins começou a sua carreira profissional em 1957, na Univeler. Seria nomeado diretor de marketing da Unilever Brasil, função que exerceu de 1964 a 1968.

Dez anos mais tarde, Soares dos Santos assumiu o cargo de administrador-delegado da Jerónimo Martins, e chegou à liderança do grupo, tendo deixado em 2004 as funções executivas – que passou então para Luís Palha da Silva.

Durante a sua gestão, nota o DN, o grupo passou de 300 pessoas no comércio e 2000 na indústria para uma estrutura com 110 mil pessoas e 20 mil milhões em vendas.

Em 2013, Soares dos Santos entregou a gestão do grupo a Pedro Soares dos Santos, segundo dos sete filhos, que tinha passado por todas as áreas de negócio da Jerónimo Martins e sido responsável pela instalação da operação na Polónia e na Colômbia.

“Um tipo feliz”,  com frases polémicas

“Chego a esta idade sem a mínima frustração. Tudo me correu bem. Fui feliz no casamento, fui feliz nos filhos, tenho netos. Os negócios correram muito bem, gosto das pessoas e as pessoas gostam de mim. De maneira que sou um tipo feliz“, dizia na altura Soares dos Santos, em declarações ao Jornal de Negócios.

Ao mesmo jornal, em 2014, Soares dos Santos dizia que não se pode pagar pouco às pessoas. “Não há ninguém que vá trabalhar com gosto, ganhando pouco. O salário mínimo nacional de 500 ou 520 euros não dá para nada”.

Era conhecido pelas suas opiniões fortes e frases marcantes, com as quais foi pautando a atualidade política e económica do país. Em 2014, numa conferência organizada pela revista Exame, declarou que detestava investimentos chineses. “Não trazem management, nem know-how, nem coisíssima nenhuma”.

Dizia dos nossos governantes que “não vêem nada além do Cristo-Rei”. Ao Observador, em 2019, na que seria a sua última entrevista, confessou admiração por Mário Soares. “O engenheiro Guterres era um homem inteligente, mas não foi feito para liderar o Governo”.

Um tipo interessante que me deixou boa impressão por um lado, como homem honesto e com vontade, foi o Passos Coelho, mas que não ouvia. Não sabia ouvir”, conta na mesma entrevista. “E o António Costa, até hoje não sei quem é“. Ao Público, em 2012, dizia que contrataria Sócrates. “Entrava como trainee. Ia fazer estágio de loja”.

Em 2009, o empresário e a família criaram a Fundação Francisco Manuel dos Santos, nome do avô materno e tio-avô de Alexandre Soares dos Santos, para estudar os grandes temas nacionais. A fundação gere o portal “Pordata“, Base de Dados do Portugal Contemporâneo, e lançou uma coleção de livros de Ensaio, a preços reduzidos.

Em 1998 e 1999, a revista Forbes colocou-o na lista dos mais ricos homens da Europa, com um valor de 2 e 1.9 mil milhões de dólares, respectivamente. Em março de 2011, apontou Alexandre Soares dos Santos como o segundo português mais rico, valendo então 2.3 mil milhões de dólares.

Ainda assim, recorda o ECO, só queria deixar aos filhos “um exemplo de vida”.

ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

      • Mas tratar que funcionários abaixo de cão?
        Os 110 mil a quem pagava, a tempo e horas, salários acima da média para o sector?
        Ninguém trabalhava na JM com uma pistola apontada, e qualquer pessoa em Portugal que não queira trabalhar ao domingo é livre de procurar emprego fora da distribuição.

        Quanto a fugir aos impostos… anda aí uma grande confusão nessa cabecinha. Fugir aos impostos é ilegal, sabes? E que conste, ter a sede e pagar impostos na Holanda não é ilegal.
        Que eu saiba, é uma opção – uma das que o homem tomou, para poder ter lucros para poder pagar aos tais 110 mil empregados a tempo e horas os tais salários acima da média – em vez de entregar impostos a corruptos que ficam com o melhor quinhão e usam os restos para sustentar artistas e burocratas.

          • Frase feita nº1:
            “tratar os funcionários abaixo de cão”.
            Frase feita nº2:
            “fugir ao pagamento de impostos para paraísos fiscais”
            Frase feita nº 3:
            “não sabe nada de nada e vem com frases feitas”

            Tem alguma coisa a dizer de concreto, em relação ao que escrevi, sem ser isso das frases feitas?
            Por exemplo, em que medida é que ter sede na Holanda é “fugir aos impostos”? Concretamente? É ilegal? Vá, diz lá, é possível fugir aos impostos sem ser de forma ilegal? Se for legal, é “fugir aos impostos”? Vá, concretamente, diz lá. Ou só tens tu frases feitas acerca de frases feitas?

            • Para começar: a sede do grupo não é na Holanda; é em Portugal!
              Na Holanda está apenas a holding (como é “normal” para muitas empresas europeias)!
              Boa parte dos impostos continuam a ser pagos em Portugal!…
              Eu nunca disse que é ilegal (até porque o que é legal (ou ilegal) depende muito das pressões/lobby dos grandes grupos economicos sobre o poder legislativo, portanto…), mas, obter riqueza num lado e pagar alguns impostos noutro (onde não produz qualquer riqueza) é, no mínimo, imoral!
              O que sabes tu sobre as condições de trabalho no PD?
              Está aqui ao meu lado uma pessoa que trabalhou lá mais de 15 anos…
              “Salários acima da média do setor”?Hahahaaa…
              Até no minimercado aqui da aldeia os salários são maiores…
              Olha que lindo:
              “Líder da Jerónimo Martins ganha 152 vezes mais do que os seus colaboradores”
              zap.aeiou.pt/salario-152-vezes-superior-195928

          • Olha, eu vou explicar-te:
            Em primeiro lugar, lançar para o ar que “a sede xxx é na yyy e a zzz é que é em ttt”, depois de ter dito “fugir aos impostos em paraísos fiscais”… isso é meio palerma, sabes? Quem não tiver 2 neurónios, até pode ficar de repente confuso, mas quem os tiver (ou até só um e meio) entende logo a falácia de quem está a atirar areia ao ar, desorientado por não ter mais que dizer.
            Em segundo lugar, os paraísos fiscais não são ilegais. Se o não são, usá-los não é “fugir aos impostos”. Se o fosse, então TUDO o que TU fazes, legalmente, para pagar menos impostos, também é FUGIR aos impostos.
            Tu não metes faturas e rubricas na tua declaração de IRS, para descontar o que tens que pagar? Ah malaaaadruuuu! Que patife!! A fugir aos impostos!!! Que imoraaaal!!!
            Em terceiro lugar, o teu amigo aí ao lado (outra falácia que adoro, o cherry picking) deveria ter saído há muito da JM e ir trabalhar para a mercearia aí da aldeia. Estou certo de que a mercearia aí da aldeia paga esses salários maravilhosos, e a 110 mil pessoas, e ainda existe.
            E finalmente, a minha falácia favorita. Apresentar um argumento grandioso que não tem nada a ver. O homem podia ganhar um zilião de vezes mais que os funcionários. Em que é que isso impede que os funcionários dele ganhem mais que a média do sector?
            Enfim.

          • Pronto, já estamos reduzidos a “eu não disse que era ilegal”.
            Esta foi por KO ao terceiro assalto.
            Resto de bom fim de semana.

        • Que salários acima da média? Só se for aqueles que estão nas secretarias, mas.os que fazem tudo mexer esses são pagos pelo mínimo possível, porque os ganhos de 1,2 mil milhões de dólares que ele tinha vieram de algum lado, não de pagar os funcionários melhor. Cada uma… coitado, tinha tão louco… quem trabalha todo o mês para receber uma miséria de 500 euros. A melhor coisa et A.pagar para ir trabalhar. Por causa de mentalidades como a sua que a maior parte não conformada teve que abandonar o país. Deixando -o para trás a todos os níveis.

      • É melhor o Belmiro, o Bava, o Salgado…

        Mudar a sede para a Holanda (que não é um paraíso fiscal e foi apenas o último do PSI 20 a fazê-lo) é resultado da instabilidade das políticas físicas cá no burgo. Houvesse previsibilidade para que as empresas pudessem planear a sua vida a longo prazo e seguramente todas tinham cá a sede fiscal.

        Isto é o resultado de socialismo e mais socialimo..

        • Se tu o dizes…
          .
          A sede fiscal da JM é em Portugal; a sede social da holding que controla a JM é na Holanda.
          Não brinques – a Holanda é um paraíso fiscal para holdings!!
          Milhares de empresas europeias não tem lá as suas holdings pelos belos moinhos de vento holandeses…
          “Imprevisibilidade fiscal”?…
          Está bem…
          É mesmo essa a razão para a holding da IKEA ter sede na Holanda!..
          Deve ser para fugir à “imprevisibilidade fiscal” e ao socialismo da Suécia…
          Ou não…
          “UE investiga fuga aos impostos da IKEA com benefícios fiscais da Holanda”
          zap.aeiou.pt/ue-investiga-fuga-aos-impostos-da-ikea-184345

          • Limito-me a reiterar aquilo que escrevi. Pergunto: quanto vai ser o IRS, o IRC e o IVA em 2020, 2021 e 2022?
            Basta por exemplo o IVA, com todos os impactos a montante e a jusante…
            Estávamos a falar de Portugal, não da Suécia.
            Curiosamente, não o vi contestar que a JM foi a última cotada do PSI20 a mudar a sede para Holanda…

  1. UM GRANDE HOMEM! Um “EMPRESÁRIO VISIONÁRIO COM GRANDES OBRAS FEITAS”…As minhas condolências à sua Família, Amigos e Admiradores…PAZ À SUA ALMA!

  2. Grandes fortunas á custa do pagamento de salários miseráveis, da fuga aos impostos, do trabalho em dias feriados…
    Esta mentalidade de exploração dos trabalhadores bem enraizada na mente dos patrões portugueses, não de todos mas da grande maioria.
    Contribuiu bastante para fomentar a precariedade do trabalho e a fuga aos impostos. Grande homem sim senhor!

Afluência às urnas é menor (mas há mais votantes). Abstenção deverá ficar entre os 56 e 60%

A afluência às urnas às 16:00 nas presidenciais de hoje em Portugal, 35,4%, é a segunda mais baixa desde as eleições de 2006, ano em que este número passou a ser divulgado pela administração eleitoral. Esta …

Reino Unido já vacinou quase 6 milhões. Alemanha aumenta controlo nas fronteiras

O Reino Unido já administrou a primeira das duas doses da vacina contra o novo coronavírus em cerca de seis milhões de pessoas, quando o número de mortes no país devido à pandemia está perto …

Polícia desmantela rede de tráfico internacional de armas (e descobre santuário dedicado a Hitler)

Em dezembro, as autoridades espanholas conseguiram desmantelar uma rede ilegal de armas que operava em toda a Europa, e acabou por capturar os traficantes. O que a polícia não esperava era encontrar um armazém cheio …

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …

Novo estudo explica a importância de esterilizar os gatos antes da adolescência

Um novo estudo sugere que a idade de esterilização dos gatos deve ser antecipada de seis para quatro meses, com o objetivo de prevenir ninhadas indesejadas de gatinhos, que muitas das vezes acabam por ser …

Publicidade do Pingo Doce a promoções viola a lei do confinamento

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica está a avaliar incumprimento que visa aumentar clientes em loja durante o fim de semana. Os supermercados da Jerónimo Martins estão a publicitar promoções numa altura em que …

A tomada de posse de Joe Biden deixou os apoiantes do QAnon sem rumo

Com a tomada de posse de Joe Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos, esta quarta-feira, a frustração começou a infiltrar-se entre os apoiantes do QAnon. O QAnon é um movimento nascido, em 2017, no seio …

Pela quarta vez em quase 50 anos, gelo cobriu o deserto do Saara

Na terça-feira passada, um dos lugares mais secos do mundo acordou com uma geada sobrenatural. Foi apenas a quarta vez em quase 50 anos. No deserto do Saara, no noroeste da Argélia, nos arredores da cidade …

Novo máximo de mortes. São mais 275 óbitos e 11 721 novos casos

Portugal registou mais 275 mortos e 11 721 novos casos de infeção por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste domingo. É o novo máximo de mortes …

Longas filas para votar em segurança. Candidatos a Belém apelam ao voto

As mesas de voto para as eleições presidenciais abriram hoje às 08h00, e as longas filas são uma realidade em todo o país. Todos os candidatos já votaram. De acordo com o porta-voz da Comissão Nacional …