Morrem por dia 15 mil crianças com menos de 5 anos

Um novo relatório revela que 15 mil crianças morreram por dia em 2016 antes de completarem o quinto aniversário. Pelo menos 46% delas, ou 7 mil, não sobreviveram aos primeiros 28 dias após o nascimento.

Quando acabar de ler esta notícia, terão morrido 31 crianças com menos de 5 anos.

O relatório Níveis e Tendências da Mortalidade Infantil 2017 destaca que o número de crianças que morreram antes dos cinco anos foi de 5,6 milhões em 2016, comparado com os quase 9,9 milhões do ano 2000. No entanto, neste período aumentou a proporção de mortes de recém-nascidos no mundo de 41% para 46%.

Segundo o documento, em Angola verificaram-se 29 mortes em cada mil nascimentos. Na tabela de mortalidade de crianças menores de cinco anos, o país africano registou 83 mortes em cada mil nascimentos.

Entre as nações de língua portuguesa, o Brasil reduziu de forma mais acelerada as mortes dos menores de cinco anos, a uma taxa de 5,6% ao ano. No país ocorreram 15 mortes em cada mil nascimentos.

De acordo com o estudo, na Guiné-Bissau ocorrem 38 mortes em cada mil crianças nascidas vivas, em Moçambique 27 mortes em cada mil nascimentos, enquanto Timor-Leste regista 22 mortes neonatais em cada mil.

O relatório revela ainda que em São Tomé e Príncipe ocorrem 15 mortes em cada mil novos nascimentos. Em Cabo Verde e Portugal há 10 e duas mortes em cada mil nascimentos, respetivamente.

Segundo Stefan Swartling Peterson, diretor de saúde do Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF, foram salvos 50 milhões de crianças menores de cinco anos desde 2000. Para Stefan, isto revela “um testemunho do compromisso sério dos governos e parceiros de desenvolvimento para combater as mortes infantis evitáveis”.

Peterson afirma que “a menos que se faça mais para impedir que os bebés morram no dia em que nascem, ou nos dias após o nascimento, esse progresso permanecerá incompleto”.

O responsável de saúde da UNICEF revela que “é preciso levar conhecimentos e tecnologias para onde são mais necessárias”. O documento destaca que, se continuarem as tendências atuais, 60 milhões de crianças morrerão antes do quinto aniversário entre 2017 e 2030, sendo metade delas recém-nascidas.

O estudo foi divulgado pelas organizações que compõem o Grupo Interagências de Avaliação de Mortalidade Infantil: UNICEF, OMS, Banco Mundial e Divisão de População do Departamento da ONU para os Assuntos Económicos e Sociais, Desa.

A maioria das mortes de recém-nascidos, segundo o documento, ocorreu no Sul da Ásia com 39% e na África Subsariana com 38%.

Metade das mortes dos recém-nascidos ocorreu em cinco países: Índia com 24%, Paquistão com 10%, Nigéria com 9%, República Democrática do Congo com 4% e Etiópia com 3%.

Entretanto, nos 3 minutos que demorou a ler esta notícia, morreram 31 crianças com menos de 5 anos.

ZAP // R-ONU

PARTILHAR

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …