Moedas com 2 mil anos encontradas numa caverna

Richard Davenport National Trust

As moedas do período romano e do final da Idade do Ferro encontradas numa caverna

As moedas do período romano e do final da Idade do Ferro encontradas numa caverna

Uma reserva preciosa de moedas do período romano e do final da Idade do Ferro – o último período usado para classificar as sociedades pré-históricas – foi descoberta numa caverna onde permaneceu intacta por mais de 2 mil anos.

O tesouro foi encontrado em Dovedale, no condado de Derbyshire, no centro de Inglaterra, por um indivíduo que encontrou inicialmente quatro moedas. A descoberta deu início à escavação completa do local.

Segundo especialistas, é a primeira vez que se encontram moedas dessas duas civilizações distintas, enterradas juntas.

Riqueza e poder

Os arqueólogos descobriram 26 moedas, incluindo três do período romano, que datam de antes da invasão das ilhas britânicas pelo Exército de Roma, em 43 d.C..

Foram encontradas também 20 peças de ouro e prata que datam dos últimos anos da Idade do Ferro, que na Grã-Bretanha engloba o período 800 a.C.-100 d.C..

Os artefatos pertenceriam à tribo Corieltavi, que vivia na ilha antes da invasão romana.

Apesar de moedas romanas serem normalmente encontradas no campo, acredita-se que esta seja a primeira vez que são encontradas numa caverna.

George Mahoney

A caverna onde as moedas foram encontradas

A caverna onde as moedas foram encontradas

“As moedas sugerem a quantidade de riqueza e poder do indivíduo que as possuía”, diz a arqueóloga da entidade britânica do património histórico, o National Trust.

“Durante a Idade do Ferro, as moedas eram usadas mais como um símbolo de poder e status do que para comprar e vender alimentos e outras necessidades.”

Descoberta emocionante

O maior tesouro de ouro e prata da Idade do Ferro já encontrado na Grã-Bretanha foi descoberto por um arqueólogo amador próximo de Hallaton, no condado de Leicestershire, em 2000.

Mais de 5 mil moedas, jóias e um capacete romano banhado a prata estavam entre os tesouros encontrados durante a escavação.

O curador de moedas romanas e da Idade do Ferro do Museu Britânico, Ian Leins, disse que apesar de não ser tão numeroso quanto a descoberta de Hallaton, o tesouro encontrado em Dovedale é “emocionante“.

Pela primeira vez, a National Trust contou com a ajuda de ex-soldados que estiveram no Afeganistão para ajudar na escavação.

As moedas foram limpas por especialistas em conservação do Museu Britânico e da University College London, e ficarão expostas permanentemente no museu de Buxton a partir do final deste ano.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Para mim o interessante foi o terem encontrado as moedas numa gruta. Agora moedas com mais de dois mil anos são conhecidas muitas… as gregas, dinastia, ptolomaica, rep. romana e muitas mais…

  2. 1) “artefactos” e não “artefatos” !!!

    2) “as moedas eram usadas mais como um símbolo de poder e status”
    Totalmente errado! As moedas custavam “dinheiro” e bens, pelo que a sua mera guarda não tem qualquer sentido! Elas eram, sim, amplamente usadas, quer internamente quer externamente!

RESPONDER

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …