Há milhares de Tesla novos estacionados por todo o lado (e ninguém sabe porquê)

Enormes quantidades de veículos novos da Tesla estão a ser encontrados estacionados um pouco por todo o lado nos EUA. Questões começam a ser levantadas sobre a produção, logística, qualidade e até sobre a real procura do mercado.

Desde julho que centenas de automóveis da Tesla estão a ser encontrados e ninguém sabe até agora porquê. O CEO da fabricante norte-americana, Elon Musk, afirmou tratar-se de “problemas com as entregas“, mas começam a surgir algumas especulações sobre problemas financeiros na empresa.

Segundo o New York Times, um grupo de “detetives” na internet terá encontrado um grande número de carros da Tesla estacionados em lotes e garagens na Califórnia, Nova Jersey, Arizona e outros estados.

Os esforços do grupo – Shorty Air Force – resultaram na identificação destes parques de estacionamento que poderão confirmar os problemas que o CEO da Tesla reconheceu e revelar ainda se a procura pelos carros é tão alta como Elon Musk terá afirmado.

Recentemente, a Tesla afirmou existirem mais de 400 mil clientes em lista de espera para comprar o Modelo 3.

Contudo, desde julho, os carros da Tesla têm aparecido em vários locais. Em Burbank, na Califórnia, existem centenas de carros estacionados. Em Lathrop, 110 quilómetros a leste de São Francisco, a Tesla tem cerca de 400 carros parados num local industrial e um número semelhante apareceu do lado de fora de um prédio próximo.

Segundo o New York Times, os carros são vistos a entrar e a sair do prédio, o que sugere que o local pode ser um ponto de recolha ou uma central de reparações. Para além destes, outros locais foram identificados em Antioch, a nordeste de São Francisco. Recentemente, cerca de 100 Tesla Model 3s apareceram em Bellevue, em Washington.

Dave Arnold, porta-voz da Tesla, afirmou por e-mail que os lotes de veículos encontrados não passavam de “centros de trânsito logístico“, acrescentando que “qualquer um que observe esses lotes verá uma mudança de um dia para o outro”.

Recentemente, através do Twitter, Elon Musk afirmou que a empresa estaria com dificuldades no transporte de carros para os clientes, falando de um “inferno de logística nas entrega”.

Segundo o CEO da Tesla, o problema está na falta de camiões disponíveis para transportar os carros – uma explicação que, para muitos, está longe de fazer sentido.

Ouvidos pelo jornal, a Associação Norte-Americana de Camiões Transportadores afirmou não conhecer nenhuma falta de transportes e explica que mais nenhum outro fabricante de automóveis tem tido problemas do género.

“Uma pesquisa rápida revela muita capacidade de transporte de automóveis. Talvez a Tesla não tenha dinheiro para pagar por eles”, afirmou Mark B. Spiegel, sócio-gerente da Stanphyl Capital.

Outras hipóteses

Toda a situação está a fazer com que cresça a possibilidade de existir um problema maior na Tesla que não um relacionado com a logística. Um das hipóteses levantadas é o excesso de produção para pouca procura, suspeitas reforçadas pela número de promoções que a Tesla tem feito nos últimos meses.

Ao New York Times, Brian Johnson, analista da Barclays Capital especializado na Tesla, diz ter suspeitas sobre um excesso de inventário face à real procura do mercado.

Esta suposição do analista é baseado no facto de a empresa americana anunciar que consegue entregar certos modelos em quatro meses mas que, na realidade, estes modelos demoram quatro a 12 meses a sair da linha de produção. “Isso sugere que há um inventário desfasado de carros”, explica o analista.

Outra hipótese levantada sugere que os carros encontrados nos parque poderão ser produtos defeituosos. Esta hipótese ganha alguma força quando é sabido que os defeitos de fabrico têm acompanhado a empresa com alguma regularidade.

Esta teoria de carros com desfeitos também é suportada pelo facto de alguns modelos encontrados nos parques estarem marcados com autocolantes ou canetas, indicando locais para reparações, o que significa que não serão carros à espera para serem entregues a clientes.

Apesar de começarem a crescer algumas teorias em relação aos carros estacionados, ainda ninguém tem elementos suficientes para esclarecer o mistério.

Nos próximos dias, a empresa apresentará um relatório de produção dos últimos três meses que poderá ajudar a desvendar o mistério dos carros estacionados e esclarecer a verdadeira situação financeira da empresa.

ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Ninguém sabe porquê? Mentira, eu sei porquê. Já não se vendem como a Tesla faz crer aos investidores e acionistas. Já pouca gente acredita na basófia do Sr. Musk, nem na fiabilidade e eficiência dos seus carros a pilhas, nem na tecnologia, etc etc. Afinal, as outras marcas oferecem prdutos superiores…por metade do preço.

  2. Sempre disse que esta Tesla é uma treta. Os carros não valem nada e nada acrescentam face a outras soluções elétricas. Quanto ao resto sempre me pareceu que alguém anda a dar música há muito tempo. Insiro a Tesla no campo de outra treta que qualquer dia também vai rebentar, as bitcoins.

    • Se te informares vais ver que o sistema fiduciário é bem pior que os bitcoins, é dinheiro tirado do ar pelos multi-milionários, antes era baseado no ouro e prata que era um valor real, agora é na confiança com o sistema fiduciário, temos de confiar que o dinheiro que eles imprimem vale alguma coisa.

  3. Vamos fazer contas… 900 Teslas estão são vistos a entrar e a sair de 3 parques de 3 regiões. Parecem-me postos de logística de entregas, trocas ou verificação de qualidade. Numa empresa que fabrica 5.000 carros por semana ter umas centenas de carros a entrar e sair de alguns parques em diversas regiões é absolutamente normal. Marcas como a Ford têm parques com 3.000 a 5.000 carros em vários pontos do mundo. Mais uma vez especulação para tentar dizer novamente que a maior empresa de carros eléctricos, a Tesla, está falida e que as vendas são mentira. Mas a verdade é que na Europa quem quer um Tesla tem de esperar entre 3 a 6 meses pois não existem para entrega. Que tal os jornalistas investigarem tudo antes de espalhar rumores?

  4. Não tenho dúvida que se trata de carros com defeitos. Se vissem como são fabricados em linhas de produção improvisadas, saberiam do que estou a falar.

  5. Se ainda não foram roubados ou vandalizados é porque estão bem guardados. Acho esta uma notícia especulativa. O resultado prático foi falar-se mais da Tesla. Na Baviera em Gaia também estão lá sempre muitos carros em parque (e bons) que vejo da autoestrada desde miúdo e me pergunto se já têm dono. Nunca foi notícia.

  6. Para quem já trabalhou na indústria automóvel, certamente que admite facilmente que o argumento da dificuldade do transporte não pega, muito menos nos USA, e ainda menos pela, relativa baixa cadência de produção da Tesla actualmente., face a outros construtores. Estamos essencialmente a falar do model 3, que segundo informação do próprio fabricante anda pelas 5.000 unidades/semana, o que é infimamente inferior à maioria dos construtores norte americanos, e mesmo dos europeus. Mas o que já veio a ser público, quer por parte de funcionários da própria empresa, e também já admitido, em certa parte por Musk, há uns meses, é que existem veículos já montados, mas que ainda não teem ok final, por necessitarem de intervenções já fora de linha. Não sabemos exactamente os motivos, se são apenas técnicos ou financeiros, mas que existem, isso parece notório.Não venham é com argumentos de dificuldades de transporte.

  7. Para ser franco atendendo a que o Musk não veio produzir os carros para a EU, onde no sector há muito melhor mão de obra especializada, e ficou nos USA bem pode ir á falência juntamente com o Trump, isso até seria uma lufada de ar fresco para o mundo.

  8. Tanto carro da tesla parado
    E eu sem nenhum aqui em casa com certeza não é pela qualidade.deve ser um carro fantástico

RESPONDER

Vírgula permite aos deputados receberem abono de exclusividade mesmo mantendo cargos em empresas

Um parecer da Comissão de Transparência permite aos deputados acumularem funções em empresas enquanto recebem o subsídio de exclusividade na Assembleia da República. Tudo por culpa de uma vírgula que desperta interpretações diversas. A situação é …

Grupo Espírito Santo só tem verbas para pagar 2,6% das dívidas

Os credores reclamam 11,5 mil milhões de euros em dívida, mas o império Espírito Santo só tem cerca de 300 milhões de euros. De acordo com o semanário Expresso, aquilo que resta do império Espírito Santo …

CTT reclamam dívidas de 67 milhões ao Estado

Os CTT iniciaram um processo de arbitragem contra o Estado, reclamando um total de 67 milhões de euros em compensações pelo impacto da pandemia de covid-19 e pela extensão unilateral do contrato de concessão. "Os CTT …

O candidato de Costa ao Porto só durou 24 horas (e a "asneira" pode sair-lhe cara)

Está lançada a confusão no PS Porto com a escolha do candidato do partido às próximas eleições autárquicas. O secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, não resistiu às reacções negativas à sua escolha para …

Mourinho Félix ao ataque. BdP "subjugou-se" à ex-ministra das Finanças

O antigo secretário de Estado Adjunto e das Finanças criticou, esta sexta-feira, a "falha grave" do Banco de Portugal (BdP) ao se ter subjugado à antiga ministra das Finanças quanto à capitalização inicial do Novo …

Castillo obtém a maioria dos votos nas Presidenciais peruanas

Pedro Castillo obteve a maioria dos votos nas eleições presidenciais de domingo no Peru, com 50,168% dos votos, restando apenas 0,328% para contar, uma distância que a sua rival, Keiko Fujimori, não será capaz de …

Câmara de Lisboa arrisca multa de 80 milhões devido à partilha de dados

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) terá cometido quatro violações à lei da Proteção de Dados, puníveis cada uma com uma coima até aos 20 milhões de euros. Em declarações ao jornal Público, Elsa Veloso, advogada …

Joanetes e ossos partidos. A moda dos sapatos pontiagudos teve um alto custo na Inglaterra medieval

A moda dos sapatos pontiagudos na Inglaterra medieval desencadeou uma onda de joanetes, que, por sua vez, levaram a que as pessoas caíssem e partissem ossos. O século XIV assistiu à chegada de uma abundância de …

Sir António Horta Osório. Português foi condecorado pela Rainha Isabel II

O gestor português do setor da banca foi condecorado, este sábado, pela Rainha Isabel II com o grau de cavaleiro da Ordem do Império britânico, passando a ter direito ao título de "Sir" antes do …

Época balnear abre este sábado na maioria das praias (mas com regras)

A época balnear abre oficialmente este sábado na grande maioria das praias portuguesas, sujeitas pelo segundo ano consecutivo a regras para prevenção, contenção e mitigação da transmissão da infeção por covid-19. Segundo uma portaria publicada em …