Míssil balístico norte-coreano atinge 2.000 km e reacende a tensão

(dv) KCNA / YONHAP

Lançamento de míssil balístico ICBM da Coreia do Norte a partir de um submarino

Lançamento de míssil balístico ICBM da Coreia do Norte a partir de um submarino

A Coreia do Norte realizou com sucesso o lançamento de um projéctil que aparenta ser um míssil balístico, que voou cerca de 30 minutos, atingindo uma altitude de 2.000 quilómetros.

A Coreia do Norte realizou um novo teste de um míssil, disparado às 05:27 locais deste domingo (21:27 de sábado em Lisboa) a partir da sua base de Kusong, a norte de Pyongyang.

O míssil balístico percorreu 700 km durante cerca de 30 minutos, tendo atingido uma altitude máxima de 2000 km, antes de cair no Mar do Japão. A informação foi avançada pela agência Kyodo, que cita fontes do governo japonês.

A notícia do novo lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte surge após a eleição do novo presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, que expresssou disponibilidade para negociar com a Coreia do Norte o seu programa nuclear, tal como o fizeram nos últimos dias tanto Donald Trump como responsáveis norte-coreanos.

O presidente sul-coreano classificou já este domingo como “perigosa provocação” o lançamento realizado pela Coreia do Norte, o primeiro desde que assumiu o poder.

Moon Jae-In condenou veementemente o lançamento, por esta “provocação” ter ocorrido poucos dias depois da tomada de posse de uma nova administração na Coreia do Sul, declarou o porta-voz presidencial Yoon Young-chan.

“Preocupados com escalada da tensão”

A China e a Rússia estão “preocupadas com a escalada de tensão na península coreana, após o lançamento de um míssil pela Coreia do Norte em violação das resoluções da ONU”, afirmou este domingo o Kremlin.

Durante um encontro, em Pequim, o presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo chinês, Xi Jinping, “discutiram em detalhe a situação na península coreana”  e “as duas partes exprimiram a sua preocupação para com uma escalada de tensão”, declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, aos jornalistas.

“O mundo deve renunciar ao uso de retórica bélica para resolver os problemas da atualidade”, afirmou Vladimir Putin à margem do fórum “Um Cinturão e uma Rota”, que se realiza em Pequim para lançar o projecto “Rota da Seda”. “Não é possível resolver nenhum problema seguindo uma lógica antiga”, acrescentou o presidente russo.

A China já tinha apelado à contenção, reiterando a sua oposição às violações das resoluções do Conselho de Segurança da ONU por parte da Coreia do Norte, num comunicado divulgado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

“Todas as partes envolvidas devem exercer contenção e abster-se de aumentar a tensão na região”, afirmou, poucas horas depois do lançamento do míssil.

A Casa Branca, por seu turno, apelou à adoção de sanções “muito mais fortes” contra o regime de Pyongyang

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Mapa de férias pode ser decidido até 10 dias após o fim do estado de emergência

As empresas e os trabalhadores poderão decidir o mapa de férias deste ano até 10 dias após o fim do estado de emergência, que termina a 17 de abril, sem prejuízo de haver renovação. Esta quinta-feira, …

9886 casos confirmados e 246 vítimas mortais em Portugal

O boletim epidemiológico da DGS desta sexta-feira revela que há mais 852 infetados pelo coronavírus em Portugal. face ao dia anterior. O número de vítimas mortais é agora de 246. Segundo o Relatório da Direção Geral …

Donos da ANA adiam investimentos e deixam Montijo em risco

O grupo Vinci Airports, que controla a gestora aeroportuária nacional, vai adiar investimentos e o novo aeroporto do Montijo poderá ser uma das baixas. Como seria de esperar, a pandemia de covid-19 está a ter um …

Bancos com mil milhões de euros em pedidos de moratórias em média numa semana

Uma semana depois de a legislação da moratória pública ter entrado em vigor, os bancos nacionais já têm uma estimativa do número de pedidos de particulares e de empresas. De acordo com o Jornal Económico, os …

Idosos em lares infetados vão mudar-se (e podem ir para outros concelhos)

Na sequência do aumento de números de casos confirmados de covid- 19 nos lares, o Governo pretende “encontrar equipamentos alternativos” para alojar idosos, em isolamento profilático e que não precisem de tratamento hospitalar, dentro ou …

Apesar da pandemia, juiz Carlos Alexandre marca sessões do caso Tancos para abril

O juiz Carlos Alexandre marcou o interrogatório do principal arguido do processo relativo ao furto das armas de Tancos, João Paulino, para dia 21 de abril. De acordo com um despacho datado de 1 abril, citado …

Conceição pode estar de saída. FC Porto oferece 5 milhões por ano a Jesus

O treinador portista, Sérgio Conceição, pode estar de saída para a Alemanha. Como alternativa, o FC Porto está disposto a pagar 5 milhões de euros por ano a Jorge Jesus. Sérgio Conceição pode estar de saída …

Estado paga subsídio de refeição em teletrabalho. No privado, os patrões estão confusos

Mesmo à distância, os funcionários públicos mantêm o direito ao subsídio de refeição. No privado, a confusão mantém-se e os patrões estão divididos. De acordo com o secretário-geral da UGT, alguns patrões do privado estão a …

UEFA não quer campeonatos a seguir o exemplo belga

A UEFA reprovou a decisão da Liga de futebol da Bélgica que, esta quinta-feira, recomendou que se dê por terminada a época e se atribua o título ao Club Brugge.  Numa carta conjunta com a Associação de Clubes …

Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes …