Misoginia e assédio (incluindo piropos) são considerados crimes de ódio pela polícia de Nottinghamshire

SXC

-

A polícia do condado de Nottinghamshire expandiu as suas categorias de crime de ódio para incluir incidentes misóginos, caracterizados por comportamentos contra uma vítima simplesmente por esta ser mulher.

Assédios sexuais e verbais indesejados que não se enquadrem na categoria de crime sexual, incluindo piropos na rua, devem ser registados como um crime de ódio – como o racismo – para que as autoridades possam investigar as queixas e prestar apoio às vítimas, segundo as novas regras que combatem o abuso sexista.

O departamento da polícia do condado de Nottinghamshire já trabalha com o Centro de Mulheres de Nottingham para prestar apoio às que têm a coragem de denunciar os abusos e agressões de que são vítimas.

“O que as mulheres enfrentam diariamente é absolutamente inaceitável e pode ser extremamente aflitivo”, relata à BBC Sue Fish, chefe do departamento de polícia da cidade.

“A polícia de Nottinghamshire quer levar a sério os crimes de ódio misóginos e encorajar qualquer pessoa que se sinta vitimada por eles a contactar-nos sem hesitação”.

De acordo com a chefe da polícia, a ideia de incluir a misoginia entre as categorias de crimes de ódio surgiu no ano passado durante a Conferência de Nottinghamshire pela Segurança das Mulheres. Durante essa conferência, a jornalista da BBC Sarah Teale foi assediada na rua, durante a cobertura do encontro em direto.

Rachel Krys, do grupo “Pare a violência contra mulheres”, ressalta que “uma pesquisa recente verificou que 85% das mulheres entre os 18 e os 24 anos têm experiência de atenção sexual indesejada em lugares públicos e 45% têm experiência de toque sexual não desejado que pode ser considerado agressão sexual”.

Atualmente, a polícia no Reino Unido monitoriza cinco tipos de crimes de ódio – deficiência; identidade de género; raça, etnia ou nacionalidade; religião, fé ou crença; e orientação sexual – sendo que cada departamento pode alargar a lista acrescentando subtópicos a essas cinco categorias.

“Entender [o sexismo] como um crime de ódio vai ajudar as pessoas a perceberem a seriedade destes incidentes e, esperemos, encorajar mais mulheres a darem a cara e a denunciarem ofensas”, diz Melanie Jeffs, do Centro de Mulheres de Nottingham.

“Estamos satisfeitas que a polícia de Nottinghamshire tenha reconhecido esta amplitude de violência e intimidação que as mulheres sofrem numa base diária nas nossas comunidades.”

ZAP / SN

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Foi assim que se passou do deboche do império romano para o obscurantismo da idade média? Claro enquadrado noutra perspectiva temporal.

  2. No entanto manifestações de paneleiros e lésbicas ou nudistas já devem ser aceites por aquilo que temos vindo a observar, é o mundo que vamos tendo depois admiram-se dos revoltosos fazerem das suas.

  3. Está tudo doido! qualquer dia olhar para uma mulher bonita na rua vai ser crime! Mas os boiolas deste mundo podem fazer as “gay parades” que lhes derem na gana, semi-nus aos beijos e apalpões em frente de famílias heterossexuais e crianças sem que isso seja considerado ofensivo ou crime público! Como disse: anda tudo doido varrido….

  4. É engraçado ler reclamações já que sabemos que a maioria das cantadas são escrotas mesmo, homem não ouve cantadas e se ouvisse não seria merda então porque as mulheres tem que aguentar isso? Eu queria andar e não ouvir cantada, pessoas que não conheço falando um monte de merda não da pra aguentar.

  5. É engraçado ler homens reclamando até porque sabemos que a maioria das cantadas são escrotas mesmo e mesmo se não fossem ninguém é obrigado aguentar uma pessoa que você nem conhece falando um monte de merda na rua, ouvir reclamações de pessoas que nunca vão passar por isso(só se algum dia as mulheres ficarem tão escrotas).

RESPONDER

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Um terramoto devastador pode abalar a Nova Zelândia nos próximos 50 anos

Um novo estudo revela que as hipóteses de a Falha Alpina da Ilha do Sul da Nova Zelândia provocar um terramoto devastador nos próximos 50 anos são muito maiores do que se pensava.  Um estudo conduzido …