Ministra de Bolsonaro acusada de sequestrar criança indígena e criá-la como filha

jeso.carneiro / Flickr

Damares Alves, ministra de Bolsonaro e responsável pela pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos.

A ministra brasileira Damares Alves, responsável pela pasta de Família e Direitos Humanos, é acusada por uma tribo indígena de Kamayurá, no Xingu, em Mato Grosso, de ter retirado uma criança de seis anos à família e nunca a ter devolvido.

A história é narrada pela revista Época, do grupo Globo, e conta que Lulu terá sido retirada da aldeia por uma amiga da ministra para efetuar um tratamento dentário, mas nunca chegou a voltar. Apesar de ser apresentada como filha adotiva de Damares Alves, a adoção nunca chegou a ser formalizada.

Segundo a revista, Lulu nasceu a 20 de maio de 1998 e foi criada pela avó paterna, Tanumakaru, até aos seis anos de idade. Na altura dos factos, a ministra e Márcia Suzuki, amiga e braço direito de Damares, apresentaram-se como missionárias da aldeia e manifestaram-se preocupadas com a saúde da menina.

“Márcia veio na Kuarup [festa tradicional em homenagem aos mortos], olhou para os dentes todos estragados de Lulu e falou que ia levar para tratar”, contou Mapulu, pajé [curandeira] kamayurá e irmã do cacique [chefe da aldeia].

Entre os vários testemunhos está o da avó da menina, agora com 80 anos, que revelou a história na primeira pessoa. Nas declarações prestadas, afirma que nunca foi informada de que a criança não regressaria.

A tribo indígena confirma que a menina foi levada por Márcia Suzuki e que só a viram cerca de dois anos depois de ter sido retirada à família. Confrontada com os factos, a ministra alega que não tem nada a esconder e garante que a menina visita a família biológica regularmente. A ministra convidou os jornalistas a terem “um olhar especial para estes povos, para as mães e crianças que sofrem”.

Damares Alves escusou-se ainda a justificar as razões que a levaram a não realizar uma adoção formal. Segundo a revista, a adoção de uma criança indígena precisa de passar pelo crivo da Justiça Federal e da Justiça comum.

A decisão deve ainda passar pela Fundação Nacional do Índio, uma associação protetora da comunidade indígena, para que através da análise de profissionais se possa avaliar se há vínculos entre a criança e o adotante e se a família mais extensa aprova a adoção. Nos casos das populações indígenas, a opinião da aldeia deve ser sempre tida em conta, revela a Exame.

A população relatou ainda que a mãe biológica da criança não teria condições para a criar e que Piracumã, o tio da menina, tomou a iniciativa de delegar a criança à avó. A comida e os medicamento eram escassos e a criança chegou mesmo a ficar subnutrida.

Márcia fundou, juntamente com Damares, a ONG Atini, cujo lema é salvar crianças indígenas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Fanáticos religiosos a raptar crianças para as “salvar”… nada de novo!!
    Pior é haver quem leve esta doente mental a sério!…

RESPONDER

Os polegares dos neandertais adaptaram-se a ferramentas com pega

Os polegares dos neandertais adaptaram-se para segurar melhor ferramentas com pega, da mesma forma como utilizamos atualmente um martelo, revela uma nova investigação da Universidade de Kent, no Reino Unido. A mesma investigação sugere ainda …

Sporting 2-1 Moreirense | JackPote rende pontos ao “leão”

O “Leão” soma e segue na liderança do campeonato, depois de vencer o Moreirense por 2-1, graças a um bis Pedro Gonçalves. Neste sábado, na recepção ao Moreirense, num embate relativo à oitava jornada, sofreu, mas conseguiu …

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …