Militares americanos criaram uma IA que aprendeu a programar software

A BAYOU é uma ferramenta de aprendizagem que basicamente funciona como um mecanismo de pesquisa para a codificação: insere o tipo de programa que deseja criar, e ela emite o código Java que desempenha a função que está a precisar, com base no seu melhor palpite.

A ferramenta foi desenvolvida por uma equipa de cientistas da computação da Universidade de Rice, nos EUA, com financiamento dos militares americanos e do Google.

Um artigo que descreve o desenvolvimento da BAYOU e os tipos de problemas que pode ajudar a resolver foi publicado, em inglês, no site gratuito arXiv.

Para criar a ferramenta, os cientistas alimentaram o código-fonte de cerca de 1.500 aplicações para Android, que chega a 100 milhões de linhas de código em Java, na rede neural da BAYOU, resultando numa Inteligência Aritificial que pode programar outro software.

Se o código que a BAYOU leu incluía qualquer tipo de informação sobre o que faz, então a ferramenta também aprendeu como esses programas funcionam.

Essa informação contextual é o que permite que a IA escreva softwares funcionais baseados em apenas algumas palavras-chave e informações básicas sobre o que o programador deseja.

Um instrumento como este pode tornar mais simples e mais intuitivo ensinar as pessoas a codificar, já que podem usar essa IA para gerar exemplos de código ou até para verificar o seu próprio trabalho.

Neste momento, a BAYOU ainda está nos estágios iniciais. A equipa por trás da tecnologia ainda está a provar que realmente funciona.

Para os mais assustados, este (ainda) não é o momento em que a Inteligência Artificial se torna autorreplicante: a BAYOU apenas gera o que os investigadores chamam de “esboços” de um programa, relevantes para o que um programador está a tentar escrever.

Depois, os esboços ainda têm que ser organizados e podem ter que ser adaptados ao projeto em questão. Mesmo que a tecnologia seja inicial, representa um passo importante na procura por um programador de inteligência artificial, um objetivo de longa data para cientistas da computação.

Outras tentativas de criar algo parecido com a BAYOU exigiam mais orientações em direção ao tipo correto de código. Como essa IA consegue trabalhar com apenas algumas palavras-chave, é muito menos demorada e muito mais fácil de usar, no geral.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Responder a su Cancelar resposta

PCP propõe estender moratórias por seis meses. BE quer ouvir Centeno

O PCP quer estender as moratórias bancárias, que vão terminar dentro de algumas semanas, por seis meses. O Bloco de Esquerda entregou um requerimento, com carácter de urgência, para ouvir o Governador do Banco de …

Plano de desconfinamento tem várias velocidades, mas não tem datas

O primeiro esboço do plano de desconfinamento já chegou a São Bento e será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A equipa de peritos - liderada por Óscar Felgueiras, da ARS/Norte, e …

Átomo extinto revela segredos da infância do Sistema Solar

Usando o átomo extinto nióbio-92, uma equipa de investigadores da ETH Zurich, na Suíça, conseguiu explicar eventos do início do sistema solar com a maior precisão de sempre. Se um átomo de um elemento químico tiver um …

Marcelo cria nova equipa em Belém para controlar "bazuca" europeia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, criou uma equipa para manter uma vigilância apertada sobre a gestão do dinheiro que chega da "bazuca" europeia. Marcelo Rebelo de Sousa criou uma nova equipa para a …

Espanha vai proibir viagens durante a Páscoa. França, Hungria e Brasil com novas restrições

Espanha prepara-se para aprovar um plano de desconfinamento para as próximas semanas, particularmente para a Páscoa, que prevê a proibição de viajar entre as suas comunidades autónomas e um recolher obrigatório entre as 22h00 e …

FBI detém funcionário de Donald Trump pela invasão ao Capitólio

O Departamento Federal de Investigação (FBI) deteve na quinta-feira um funcionário do ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump pela invasão ao Capitólio a 6 de janeiro, noticiaram os media norte-americanos. Trata-se de Federico Klein, um homem …

Bebidas, fatos e centro "fantasma". Presidência portuguesa da UE debaixo de fogo após gastos "incomuns"

A presidência portuguesa do Conselho Europeu está no olho do furacão depois de uma reportagem que evidencia as "despesas incomuns" com bebidas, fatos e um centro de imprensa "fantasma", em contratos que custaram "centenas de …

Padres, provedores e autarcas. MP investiga casos de vacinação indevida

A investigação do Ministério Público (MP) e da Polícia Judiciária (PJ) conta já com 33 casos suspeitos de vacinação indevida, estendendo-se a padres, provedores de misericórdias, administradores hospitalares e autarcas. Desde o início da campanha da …

Atrasos na vacina da Pfizer condicionam vacinação de doentes de risco entre os 65 e os 79

A vacinação de doentes de risco entre 65 e os 79 anos está condicionada pela chegada de mais vacinas da Pfizer. Na união Europeia, Portugal é o quinto país com a percentagem mais elevada de doses …

Há uma geringonça (sem Bloco) a discutir quinzenalmente a execução orçamental

No ano passado, a abstenção do PCP de um empurrão na aprovação do Orçamento do Estado. O partido de Jerónimo de Sousa não desiste de exercer influência e de se consolidar como parceiro do Governo, …