/

As suas milhas aéreas podem ajudar os afegãos a fugir aos talibãs

Massimo Percossi / EPA

Centro de receção para refugiados afegãos organizado pela Cruz Vermelha italiana.

A organização sem fins lucrativos Miles4Migrants está a recolher milhas aéreas para missões de evacuação no Afeganistão.

Milhas aéreas são um tipo de benefício de cartões de crédito que dá direito a receber ofertas especiais, descontos e privilégios se acumular milhas aéreas suficientes no cartão para serem utilizadas em voos e passagens aéreas. Se o seu cartão tiver esta característica, ganha milhas aéreas por cada compra que faz com o cartão.

A Miles4Migrants está, em colaboração com companhias aéreas, governos e outros grupos, a transformar milhas aéreas doadas em voos para pessoas que fogem das suas casas devido a guerra, desastre natural ou perseguição.

Desde a conquista do Afeganistão por parte dos talibãs, a Miles4Migrants assistiu a um grande aumento nas doações, escreve o portal Free Think. A organização arrecadou 222 milhões de milhas na semana anterior a 27 de agosto: mais do que recebeu nos cinco anos anteriores combinados (168 milhões).

A Miles4Migrants não garante que as doações vão ser necessariamente usadas para ajudar os refugiados afegãos. As milhas áreas vão ser usadas, na generalidade, para “solicitações de voos mais urgentes, que incluem assistência a famílias afegãs”.

As milhas aéreas recentemente doadas são suficientes para deixar 15.000 refugiados em segurança.

“Estávamos a levar pessoas para fora do Afeganistão até ao aeroporto ser fechado”, disse o cofundador Seth Stanton à revista People no dia 16 de agosto.

Depois de os voos comerciais terem estado suspensos, a companhia aérea afegã Ariana disse que ia retomar os voos domésticos. Devido à idade de fabrico dos aviões e ao estado dos aparelhos a companhia está proibida de realizar voos para os Estados Unidos e para a União Europeia.

Se estiver interessado em doar milhas aéreas à Miles4Migrants, pode fazê-lo aqui.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.