Milhares saíram à rua em manifestação da CGTP

José Goulão / Wikimedia

foto: José Goulão / wikimedia

foto: José Goulão / wikimedia

Milhares de pessoas juntaram-se hoje à manifestação da CGTP em Lisboa e no Porto, contra as medidas de austeridade. A proibição de percorrer a Ponte 25 de Abril a pé não demoveu os manifestantes. À hora de almoço já muitos autocarros se concentravam em Almada, prontos para a uma travessia de protesto.

Mais de uma centena de pessoas concentraram-se junto ao porto de Lisboa, onde um cordão policial protege as instalações.

Os manifestantes, alguns dos quais vestidos de preto, com coletes cor de laranja e lenços a tapar a cara e o nariz, deslocaram-se da Rua de Cascais, após o protesto da CGTP em Lisboa, ao som de tambores, rumo às instalações do porto de Lisboa.

No final da manifestação da CGTP, um grupo de cerca de 100 pessoas, algumas das quais com lenços a tapar a cara, dirigiram-se em marcha para o porto de Lisboa.

No início do movimento de contestação, era visível um grupo de pessoas a tocar tambores e um cartaz onde se lê “Para o Porto para tudo”.

Ao longo do percurso, alguns dos elementos que rufavam os tambores fizeram coreografias e ao som de palavras de ordem como “Nem troika, nem patrão, nem Governo. Auto-gestão”.

A Lusa tentou contactar com alguns dos elementos que se escusaram a prestar declarações.

Sem se identificar, um dos manifestantes disse à Lusa que não pertencem a nenhum movimento nem a sindicatos e que o objetivo da contestação é bloquear o terminal do porto de Lisboa.

Hoje, milhares de pessoas juntaram-se em Alcântara, numa jornada de luta convocada pela confederação de sindicatos.

No discurso em Alcântara, o secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, anunciou uma ação de protesto contra o Orçamento de Estado, a realizar no dia 01 de novembro junto da Assembleia da República, em Lisboa.

 

Protesto junta centenas no Porto contra as “malfeitorias” do Governo

A manifestação da CGTP no Porto encheu também a Ponte do Infante onde desde as 15 horas centenas de pessoas marcham em protesto contra as “malfeitorias” que “eles” andam a fazer ao país e pedem a demissão do Governo.

À hora marcada para o início do protesto os acessos à ponte, que foram cortados pela PSP, estavam já cheios de populares e coloridos pelas bandeiras da CGTP mas também por cartazes e bandeiras afetas a forças políticas como o Bloco de Esquerda e ao movimento anarquista.

“A luta continua, Governo para a rua”, podia ouvir-se ainda na Ponte do Infante.

 

CGTP anuncia protesto contra OE a 01 de novembro junto ao Parlamento

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, anunciou hoje uma ação de protesto contra o Orçamento de Estado, a realizar no dia 01 de novembro junto da Assembleia da República, em Lisboa.

“No próximo dia 01 de novembro, dia feriado que nos foi roubado e que coincide coma primeira votação na generalidade do Orçamento de Estado, lá estaremos, de novo, na Assembleia da República, às 10:00 horas, para rejeitar a proposta de Orçamento, para exigir a demissão do Governo e a realização de eleições quanto antes”, disse Arménio Carlos aos manifestantes concentrados em Alcântara, em Lisboa.

O sindicalista afirmou aos milhares de pessoas que participaram no protesto, que hoje no Porto e em Lisboa, foi feita “uma das lutas mais intensas, vibrantes e determinadas do movimento sindical e dos trabalhadores portugueses”.

 

ZAP/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Grande carruagem cerimonial descoberta quase intacta em Pompeia

Uma grande carruagem cerimonial de quatro rodas, com elementos de ferro, decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e vestígios de elementos orgânicos, como cordas, foi encontrada quase intacta na área arqueológica de …

FC Porto 0-0 Sporting | Nulo com sabor a vitória para o "leão"

O “clássico” do Dragão, entre FC Porto e Sporting, terminou sem golos, sem grande futebol, e com um “leão” cada vez mais perto do título, apesar de ainda faltar muito campeonato.  A igualdade permite à formação …

Adolesceste entusiasta por pirotecnia construiu o seu próprio simulador profissional de fogos de artifício

O FWsim foi lançado pela primeira vez em 2010 como um software de planeamento de fogos de artifício, voltado para profissionais de pirotecnia e entusiastas de fogos de artifício. Em 2006, conta o Vice, Lukas Trötzmüller …

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …