Michelangelo representou Moisés com chifres. A culpa foi de uma má tradução da Bíblia

A escultura apresenta a figura bíblica de Moisés, no momento em que este desce do monte Sinai com as tábuas dos dez mandamentos e se depara com os israelitas a adorar um bezerro de ouro.

Quando Michelangelo começou a esculpir a figura de Moisés, em 1513, já era um artista reconhecido em Itália. Na época, Florença era o centro de arte da Europa e o berço dos melhores artistas do continente.

O pintor conseguiu destacar-se ao ganhar as comissões para criar a “Pietà”, agora na basílica de São Pedro, e “David”, na catedral de Florença. Foi também nesta altura que muitos artistas nascidos em Florença, como Leonardo da Vinci e Andrea del Verrocchio, saíram da cidade à procura de melhores comissões.

Nesta conjuntura, Michelangelo ganhou a fama de “homem do Renascimento” e atraiu a atenção do Papa Júlio II – daí ter pintado o teto da Capela Sistina, um trabalho que durou quatro anos.

Após completar o teto da capela, Michelangelo encontrou em “Moisés” a realização em escultura das várias figuras que pintou na capela e dedicou cerca de dois anos da sua vida à obra.

A escultura apresenta a figura bíblica de Moisés do Êxodo, no momento em que este desce do monte Sinai com as tábuas dos dez mandamentos e depara-se com os israelitas a adorar um bezerro de ouro – que representava os falsos deuses.

Na obra de Michelangelo, Moisés aparece imponente, sentado com as Tábuas da Lei debaixo do braço e acariciar a barba com a outra mão. Mas o elemento mais premente da escultura são os dois cornos na cabeça de Moisés, que tem levantado mistérios há vários anos.

De acordo com o National Geographic, especialistas em arte renascentista já conseguiram explicar que era comum algumas personagens da Bíblia serem assim representadas, devido a uma tradução de uma palavra.

Em Hebreu não se escrevem vogais. Tendo isto em mente, nos finais do século IV, quando o padre São Jerónimo de Estridão traduziu a Bíblia desde o Grego e Hebreu para o Latim, enganou-se numa palavra. A confusão começou quando o tradutor deparou-se no Êxodo 34 e 35 com a palavra “KNR”, que se pode interpretar como “keren” – radiante, luminoso, com raios de luz – ou como “karan” – chifres.

“E os filhos de Israel viram então os raios de luz que emanavam da face de Moisés”, pode ler-se na maioria das Bíblias. São Jerónimo, contrariamente, optou por traduzir o texto assim: “E os filhos de Israel viram então os chifres que emanavam da face de Moisés”.

Embora a tradução possa explicar os chifres da escultura, até hoje, ainda não se sabe porque é que São Jerónimo de Estridão decidiu traduzir a passagem do Êxodo desta forma.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Pois a bíblia é terrena. O que conta são histórias adequadas aquela época. Por isso a igreja decai. Se realmente existisse o divino a bíblia teria sido todos os anos atualizada até hoje.

    • Tu não existes. Devias ter feito a ultima actualização versão 2018 depois de Cristo e estarias actualizado até hoje.

  2. Não se trata de chifres, e sim bastões (ou feixes) de luz. Em qualquer pintura de Moisés é possível encontrar isso, e aí só não há porque é uma escultura.

  3. Michelângelo não cometia erros em sua obras porque era extremamente culto seus trabalhos são considerados modelos de perfeição. Na verdade moisés não era o puro profeta que se autoproclamou, mas sim um personagem histórico que retirou um povo de suas casas e empregos para escraviza-los em nome de uma entidade megalomaníaca. E como se não bastasse, usurpou a cultura egípcia ao gravar nas tábuas os dez mandamentos que era um conjunto de regras populares no egito. Como ele foi filho adotivo da filha do faraó, conhecia bem a cultura e os mistérios daquela civilização. Assim, os chifres em sua cabeça representam a verdadeira natureza de suas ações manipuladoras.

RESPONDER

Sporting 2-1 Moreirense | JackPote rende pontos ao “leão”

O “Leão” soma e segue na liderança do campeonato, depois de vencer o Moreirense por 2-1, graças a um bis Pedro Gonçalves. Neste sábado, na recepção ao Moreirense, num embate relativo à oitava jornada, sofreu, mas conseguiu …

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …

Sob o nariz dos militares norte-coreanos, ex-ginasta salta muro de 3 metros e foge para a Coreia do Sul

Um homem norte-coreano que queria escapar da sua terra natal deu um salto de quase três metros num muro no início deste mês. O salto, que ocorreu sob os narizes dos soldados, trouxe-o para a …