México. Médicos protestam contra vacinas negadas a profissionais de saúde na linha de frente

John Cairns / University of Oxford

Vacina contra a covid-19

O México administrou cerca de 27,7 milhões de doses da vacina contra a covid-19 e, segundo o Presidente Andrés Manuel López Obrador, todos os adultos devem receber pelo menos uma dose até outubro. Contudo, vários relatos revelam que estas foram negadas a profissionais de saúde que atuam na linha da frente.

Segundo noticiou o Guardian esta sexta-feira, citando a Organização Pan-Americana da Saúde, o México é o país daquele hemisfério que mais mortes registou entre os profissionais de saúde durante a pandemia.

Um dos exemplos referidos pelo diário britânico é o caso de Ana Sofia, radiologista num hospital público em Monterrey, perto da fronteira com o Texas, cujo trabalho a coloca em contacto próximo com os pacientes, mas a quem a vacina foi negada por não ser considerada pelos superiores como uma trabalhadora da linha da frente.

Durante um encontro para vacinação de idosos, solicitou que lhe fosse administrada uma dose da vacina Sinovac, novamente negada. “Foi a pior coisa que tive que fazer na minha vida: implorar por um direito universal”, contou, acrescentando que as ordens das autoridades é que fossem vacinados apenas os idosos, colocando no lixo as doses extras.

O descontentamento do setor da saúde aumentou após a decisão do Governo em vacinar os professores e funcionários de escolas públicas e privadas antes dos médicos do setor privado. Jornalistas e editores de meios de comunicação administrados por escolas públicas foram também vacinados.

“Esta é uma decisão política porque a OMS [Organização Mundial de Saúde] sempre disse que os países devem dar prioridade aos trabalhadores da saúde”, disse a investigadora mexicana Roselyn Lemus-Martin, apontando como fatores decisórios as eleições a 06 de junho e um retorno às aulas presenciais na Cidade do México, a 07 de junho.

Os protestos dos profissionais de saúde não foram bem recebidos pelo Governo. O Presidente afirmou que esses trabalhadores não vacinados deveriam “esperar a sua vez”, indicando posteriormente que as manifestações eram uma campanha nos media contra o seu Executivo.

De acordo com a Universidade de Washington, nos Estados Unidos (EUA), o número de mortos no México é superior a 600.000 – quase o triplo do número oficial. Apesar disso, o país gastou menos de 1% do seu PIB na resposta à pandemia.

A campanha de vacinação também originou polémica: militares distribuíram as vacinas, mas excluíram o setor privado; a vacinação decorreu em centros temporários, em vez de farmácias e clínicas; a imunização precoce ocorreu em áreas rurais com baixas taxas de transmissão, ao invés de áreas urbanas sobrelotadas, onde as infeções aumentaram.

Os profissionais de saúde do setor privado contestaram ainda as alegações de que os casos de covid-19 são tratados maioritariamente no setor público.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Aplicação ajuda os casais a comunicar através do batimento cardíaco

Durante a pandemia, e com o distanciamento social, as pessoas perceberam ainda melhor o quão difícil pode ser estar separado de quem mais se ama. A pensar nisso, uma equipa criou uma aplicação que permite …

Os peixes-elefante também fazem pausas antes de partilhar algo importante

Cientistas descobriram que os peixes-elefante também fazem pausas quando querem passar uma informação importante a quem os está a ouvir. Por vezes, fazer uma pausa antes de dizer alguma coisa importante pode ser uma boa estratégia …

Moedas quer demissão de Medina por alegado envio de dados à Rússia

O candidato do PSD à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, disse hoje o presidente Fernando Medina terá de se demitir, caso se confirme que a autarquia enviou para a Rússia dados de três pessoas que …

Portugal 4-0 Israel | Goleada e muito Bruno antes dos jogos "a doer"

Portugal segue viagem para Budapeste e para o EURO 2020 moralizado por uma vitória tranquila sobre Israel, num jogo que dominou de princípio a fim e em que os golos surgiram nos minutos finais de …

"Queres ganhar mais dinheiro? Rescinde e vai fazer outra coisa"

Paulo Borrachinha queria ganhar mais por cada combate no UFC. O presidente da competição leu e criticou o brasileiro. Paulo Costa, mais conhecido como Paulo Borrachinha no Brasil, iria lutar contra Jared Cannonier no dia 21 …

Principal rival do príncipe herdeiro da Arábia Saudita desapareceu após detenção

Um processo judicial norte-americano que envolve o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohamed bin Salman, devido a uma suposta violação de um contrato, revelou algo inesperado: o desaparecimento do seu principal rival. Apesar de ser apenas …

"Vitória histórica". Israel é o primeiro país a proibir o comércio de peles de animais para moda

Israel proibiu hoje por decreto ministerial o comércio de peles de animais para a moda, tornando-se no primeiro país a aprovar essa estrita legislação, anunciou o Ministério do Ambiente. “O comércio de peles de animais, importação …

Dia de Portugal vai ter um eclipse solar. Fenómeno visível em todo o país

Amanhã (Dia de Portugal) vai ocorrer um eclipse anular do Sol. No entanto, em todo o território português será um eclipse parcial, de acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL). Um eclipse anular acontece quando …

Apenas um terço dos adultos americanos tomaria uma pílula da imortalidade

Uma nova pesquisa com cerca de 900 norte-americanos adultos revelou que nem todas as pessoas querem viver para sempre. Dos inquiridos, apenas 33% responderam que gostariam de tomar uma pílula que lhes permitisse viver para …

Novo teste rápido confirma vacinação contra a covid-19 em cinco minutos

Um novo teste rápido ao sangue pode confirmar se uma pessoa já foi imunizada contra a covid-19, enquanto espera para embarcar num avião ou entrar num evento desportivo, por exemplo. Com a reabertura da sociedade, a …