Descoberta a origem dos meteoritos que caem com mais frequência na Terra

josemiguelmartinez / Flickr

Um estudo, conduzido pelo astrónomo Peter Jenniskens, identificou a fonte dos meteoritos mais comuns, conhecidos como condritos L.

É possível classificar os meteoritos em várias categorias pela textura e composições química e mineralógica, sendo os condritos os mais comuns de todos eles, representando 82% dos meteoritos.

Através do estudo, publicado na revista Meteoritics & Planetary Science, os cientistas conseguiram determinar que este tipo de meteorito vem de pelo menos dois campos de detritos no cinturão de asteroides – região circular do Sistema Solar formada por múltiplos objetos irregulares denominados asteroides – , originários de planetas outrora anões que colidiram há muito tempo. A colisão constante desses fragmentos produzem os meteoritos que caem na Terra.

Meteoritos que caíram em 2012 na cidade norte-americana de Novato, no estado da Califórnia, e em 2015 perto da cidade de Creston, também situada no mesmo estado, foram comparados e identificados como condritos L.

A princípio, os 33 investigadores envolvidos no estudo acharam que os meteoritos poderiam ter vindo do mesmo campo de detritos, mas foi determinado que o meteorito de Novato demorou três anos a contornar o Sol, enquanto o outro demorou um ano e meio para fazer o mesmo movimento.

Isso sugere que o primeiro meteorito caído foi enviado por uma ressonância mais distante do Sol e mais profunda no cinturão de asteroides.

Durante a grande colisão há 470 milhões de anos, o meteorito de Novato perdeu a maior parte dos seus gases nobres ou inertes, como o argónio, enquanto que o de Creston “não perdeu o argónio dos minerais nos últimos 4,3 mil milhões de anos”, afirmou o geoquímico Matthias Meier.

“Isso provavelmente significa que o asteroide do qual o meteorito de Creston se originou não sofreu a colisão que afetou o de Novato há 470 milhões de anos”, acrescentou Meier.

Embora estes meteoritos provenham de diferentes colisões em diferentes partes do cinturão de asteroides, têm muito em comum e parecem estar relacionados entre si, sugerem os autores do estudo.

Por exemplo, ter-se-iam tornado matéria sólida no mesmo corpo paternal, que poderia ter sido quebrado e as suas partes poderiam acabar em lugares diferentes no cinturão de asteroides.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Greve na limpeza vai parar Hospital de São João no Porto

Os trabalhadores da limpeza do Hospital de São João, no Porto, entraram em greve este sábado. As desinfeções em ambulatório ou a limpeza de consultórios e da urgência não estão a ser feitas. Na …

Há um enorme buraco na atmosfera de Marte (e a água está a escapar)

Uma vez a cada dois anos, um gigantesco buraco abres-e na atmosfera marciana, deixando escapar para o Espaço uma parte das escassas reservas de água do Planeta Vermelho. O estranho mecanismo meteorológico, nunca visto na Terra, …

Musk vai construir um túnel de alta velocidade em Las Vegas

A Boring Company conseguiu um contrato de 48,7 milhões de dólares para construir um sistema subterrâneo, chamado LVCC Loop, em Las Vegas. A empresa Boring Company, de Elon Musk, foi a escolhida para construir um túnel …

Cientistas podem ter descoberto a verdadeira origem da canábis

A origem da canábis é um mistério, mas a análise de pólen antigo sugere que a planta evoluiu cerca de três quilómetros acima do nível do mar no planalto tibetano. Documentos que datam da Idade Média …

Sporting vs FC Porto | Um ano depois, a Taça para os leões

O Sporting venceu o FC Porto, mais uma vez nas grandes penalidades, e arrecadou a 17ª Taça de Portugal. Num jogo muito disputado no Estádio do Jamor, que terminou empatado 1-1 no tempo regulamentar, o Porto …

Marcelo pede aos portugueses para votarem. "Ficar em casa é um erro enorme"

O Presidente da República pediu hoje aos portugueses que façam o "pequeno sacrifício" de votar nas eleições para o Parlamento Europeu e não deixem "nas mãos de 20% ou de 25% a decisão que é …

Uma cidade inteira dos EUA está refém de cibercriminosos

A cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, está sob ataque. Mas a ameaça não vem de pessoas armadas com pistolas e bombas. Há duas semanas, cibercriminosos usaram ransomware - um tipo de software nocivo que restringe …

Abandonado em bebé no aeroporto de Gatwick, Steve encontrou a família 33 anos depois

Um bebé foi abandonado no chão de uma casa de banho do aeroporto de Gatwick a 10 de abril de 1986. Foi quando Beryl Wright encontrou o recém-nascido que começou o mistério que só se …

Monges encontram receita perdida e voltam a fabricar cerveja medieval belga após 224 anos

Os monges da abadia de Grimbergen, na província de Brabante Flamengo, na Bélgica, encontraram a receita original de uma cerveja que era produzida artesanalmente no local há 224 anos e voltarão a fabricá-la. Monges da Abadia …

Nova app permite transmitir consentimento ao par num encontro

Vem aí uma nova app para encontros que nos permite sinalizar quando é que o nosso par tem o nosso consentimento para avançar para o próximo passo. A aplicação permite também ganhar pontos conforme se …