Quase metade da população confiante com resposta do Governo à pandemia

Fernando Veludo / Lusa

O vice-almirante Gouveia e Melo, coordenador da “task force” de vacinação contra a covid-19

Quase metade da população portuguesa (48%) está confiante na resposta do primeiro-ministro à pandemia, enquanto 10% diz-se mesmo muito confiante em António Costa, revelou uma sondagem encomendada pelo Expresso e pela SIC.

A sondagem – cujo trabalho de campo decorreu entre 5 e 13 de abril de 2021 – mostrou, contudo, que a taxa de aprovação ao Executivo é menor do que a do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa – 50% algo confiantes e 25% muito confiantes – e a da Direção-Geral da Saúde – 52% dos inquiridos com alguma confiança e 13% com muita.

Os que não têm qualquer confiança na atuação de Marcelo situam-se nos 4%, na atuação da DGS nos 5% e na atuação de Costa nos 8%. A aprovação geral de último subiu oito pontos (para 59%), a da DGS 17 e a a de Marcelo 10 pontos (76%).

Sobre a atuação do Governo comparada com a de outros países, 57% apontaram que foi similar, 21% que foi melhor e 13% que o Governo nacional esteve pior.

Enquanto 48% dos portugueses aprovam o ritmo do plano, 20% considera-o lento e 25% demasiado rápido, com poucos convencidos que seja efetivo.

Relativamente a um novo confinamento, 48% considera algo provável, 33% muito provável, 10% pouco provável e 2% contam não voltar para casa.

Quanto à responsabilidade pelo surto de janeiro deste ano, 81% referiu que os cidadãos não tiveram os cuidados que deviam, 42% indicou as decisões erradas tomadas pelas autoridades, tendo a variante inglesa recebido 16% das respostas.

A sondagem foi coordenada pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-ULisboa) e do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa (ISCTEIUL), tendo o trabalho de campo sido realizado pela GfK Metris. Esta é constituído por indivíduos com idade igual ou superior a 18 anos e capacidade eleitoral ativa, residentes em Portugal Continental.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. “Quanto à responsabilidade pelo surto de janeiro deste ano, 81% referiu que os cidadãos não tiveram os cuidados que deviam”. Entretanto, desde essa altura, mudou alguma coisa no comportamento do povo? Não!

    PS: E lá vem o outro com a obcessão do venturinha, não tarda nada…

  2. Já se esqueceram do responsável por centenas de mortes no Natal, que foi António Costa? O povo deve andar hipnotizado.

    • Não sei se está abrincar ou está a sério. De qualquer forma, partindo do princípio que está a falar a sério, (e admira-me como a ZAP não censurou o seu comentário) esqueceu-se que, assim como o Costa, o Marcelo e a Assembleia, são igualmente culpados.

RESPONDER

Sindicatos de Polícias reiteram insatisfação com subsídio de risco proposto pelo Governo

Dois sindicatos da Polícia de Segurança Pública (PSP) reiteraram esta segunda-feira, à saída de audiências com uma assessora da Presidência da República, a insatisfação das forças de segurança em relação ao subsídio de risco proposto …

Nova Zelândia. Crise imobiliária leva a aumento no número de desabrigados

Os elevados preços na habitação na Nova Zelândia está a ter um "impacto punitivo" nas comunidades marginalizadas, deixando muitas pessoas desabrigadas, revelou esta segunda-feira a comissão de direitos humanos, ao mesmo tempo que lança um …

Novo Banco passa de prejuízos a lucros de 137,7 ME no 1.º semestre

O Novo Banco teve lucros de 137,7 milhões de euros no primeiro semestre, que compara com os prejuízos de 555,3 milhões de euros do mesmo período de 2020, divulgou esta segunda-feira o banco. Esta é a …

Liliana Cá termina no quinto lugar do lançamento do disco

Liliana Cá terminou esta segunda-feira no quinto lugar o concurso do lançamento do disco dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, a melhor classificação de sempre de uma portuguesa na disciplina, com 63,93 metros no segundo ensaio, que …

Ordem dos Médicos apela a rápida revisão da norma sobre vacinação dos jovens

O bastonário da Ordem dos Médicos considerou esta segunda-feira que a decisão da Direção-Geral da Saúde sobre a vacinação dos jovens cria desigualdades e contribui para entropia no processo de vacinação, apelando a uma "rápida …

Repressão em Hong Kong. Cantor e ativista detido por "conduta corrupta"

O ativista pró-democracia e cantor Anthony Wong foi detido esta segunda-feira em Hong Kong, sob acusações de violar a lei ao atuar num comício, há três anos. O órgão anticorrupção de Hong Kong disse que, no …

Empresa de vestuário Dielmar sucumbiu à covid-19 e pediu insolvência

A empresa de vestuário Dielmar, com sede em Alcains, Castelo Branco, e cerca de 300 trabalhadores, pediu a insolvência ao fim de 56 anos de atividade, uma decisão que a administração atribui aos efeitos da …

Viajantes de UE e EUA vacinados isentos de quarentena em Inglaterra

Os viajantes oriundos da União Europeia e dos Estados Unidos com vacinação completa contra a covid-19 deixaram esta segunda-feira de ter de cumprir quarentena ao entrar em Inglaterra, Escócia e País de Gales. A medida entrou …

Israel ameaça "enviar uma mensagem" ao Irão após ataque contra petroleiro

O Governo de Israel ameaçou "enviar uma mensagem ao Irão" em resposta ao ataque contra um petroleiro de uma empresa israelita, na quinta-feira, na costa de Omã, no qual morreram um segurança britânico e um …

Primazia masculina nas autárquicas. Partidos cumprem lei da paridade "porque são obrigados"

O estudo "Eleitos locais em Portugal: os perfis e a questão de género", do CIES, ISCTE-IUL, analisou a questão de género nas eleições autárquicas de 1974 a 2017. O Diário de Notícias, que cita o estudo …