Metade das construtoras já despediu devido a atrasos de pagamento do Estado

ABr

-

Quase metade das empresas de construção em Portugal já despediu trabalhadores para contornar os problemas financeiros resultantes dos atrasos nos pagamentos do setor público, que atingem os cinco meses.

Segundo as conclusões de um relatório com base no índice de pagamento europeu da Intrum Justitia 2014, 48% das empresas de construção inquiridas em Portugal “teve de despedir trabalhadores” devido à demora nos pagamentos por parte do Estado que, no setor, atinge os 149 dias.

Além da construção, surgem os setores dos media, utilities (como eletricidade e gás) e os serviços empresariais como os mais afetados pelos atrasos nos pagamentos, sendo que nas empresas de media estes chegam aos 144 dias, nas de serviços financeiros aos 137 dias e nas de utilities aos 93 dias.

Como resultado, 40% das empresas de serviços financeiros e 38% das empresas de serviços empresariais afirmam que tiveram de despedir trabalhadores para equilibrar as contas.

A nível europeu, a duração média de pagamento é de 58 dias, sendo as empresas de construção “as que mais sofrem com atrasos ou falta de pagamentos”.

De acordo com o white paper da Intrum Justitia, 53% das empresas europeias afirmam que estes atrasos têm “um grande impacto no risco de negócio da empresa” e 64% defendem que o não pagamento ou a demora em fazê-lo “impedem o seu crescimento”.

Revelando uma “forte correlação entre empregos e os atrasos de pagamentos”, o estudo destaca o impacto particularmente negativo nos setores da construção, educação e saúde, que “reconhecem que os atrasos nos pagamentos estão a ter um impacto negativo na sua capacidade de manter ou empregar pessoas”.

Metade das empresas de construção e do setor da educação na Europa referiram que, devido aos atrasos nos pagamentos, tiveram de cessar a contratação de novos colaboradores e “um número significativo” de empresas afirmou que este problema originou despedimentos (39% nas empresas de construção e 45% nas empresas do setor da educação).

“Numa situação ainda mais grave está o setor da saúde, igualmente dependente do setor público e que sofre com os atrasos de pagamento mais do que qualquer outro negócio, com um tempo médio de atraso de pagamento de 71 dias na Europa”, refere-se no relatório.

No caso da indústria da construção, a nível europeu apenas 51% das faturas são liquidadas no prazo de 30 dias, enquanto no setor da saúde só 59% das faturas são pagas no prazo de um mês.

“Estes setores dependem largamente do setor público, que paga mais tarde do que as empresas privadas e do que os consumidores. Acreditamos que esta é a principal causa dos problemas de liquidez nestes setores de atividade”, afirmou à agência Lusa o diretor geral da Intrum Justitia, Luís Salvaterra.

Segundo salientou, “na Europa a duração média de pagamento no setor público é de 58 dias, enquanto as empresas privadas pagam após 47 dias, em média, e os consumidores após 34 dias”.

Com os atrasos nos pagamentos a subirem atualmente “para níveis recorde”, a Intrum Justitia destaca as implicações diretas nos números do emprego e do investimento: “O nosso estudo conclui, por exemplo, que 40% dos empresários não prevê contratar novos funcionários nem fazer qualquer investimento em investigação e desenvolvimento”, refere Luis Salvaterra.

Como boa notícia, o diretor geral aponta o facto de os atrasos de pagamento estarem agora “na lista de prioridades dos governantes devido à introdução da diretiva relativa aos atrasos”.

“Espero ver resultados positivos a partir de agora, com a implementação da diretiva europeia em todos os países, de modo a contrariar os atuais números de desemprego nestes setores duramente afetados. A sua implementação é vital para o sucesso das empresas na Europa”, sustenta.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Índia regista mais de oito mil novos casos. Tem "uma longa batalha" pela frente

A Índia registou mais de oito mil novos casos de covid-19 num único dia, um novo recorde desde o início da pandemia no país, foi este domingo anunciado. O número de casos confirmados de covid-19 na …

Jovens bolivianos forçaram picada de viúva-negra. Queriam ser como o Homem-Aranha

Três irmãos bolivianos de 8, 10 e 12 anos acabaram hospitalizados depois de fazerem com que uma viúva negra os picasse para que ficassem com super-poderes como o Homem Aranha. "Pensando que a [picada] lhes …

Bloco exige retirada de norma "insultuosa" no apoio a recibos verdes

O Bloco de Esquerda (BE) exigiu este domingo ao Governo que retire do formulário de apoio para os trabalhadores independentes uma norma "insultuosa" que lhes exige o compromisso de retomarem a atividade no prazo de …

Espetada de porco 2.0. Novameat propõe carne impressa em 3D para o jantar

A Novameat, uma empresa espanhola de tecnologia alimentar, apresentou um novo produto: carne de porco à base de plantas impressa em 3D, a que batizaram de espetada de porco 2.0. A Novameat quer apoiar um sistema …

Uber acusada de exploração de trabalhadores em Itália

Um tribunal de Milão ordenou a nomeação de um administrador judicial para a Uber Itália durante um ano, após ter determinado que o serviço de entrega de refeições da empresa explorava os trabalhadores. De acordo com …

Pinto de Costa: "Se Rui Moreira tivesse avançado, não me candidatava"

Pinto da Costa revelou que não teria avançado para a recandidatura à presidência do FC Porto se o presidente da Câmara do Porto tivesse entrado na corrida. "Se o Rui Moreira se tivesse candidatado, embora …

"Ficamos chocados." Cientistas redescobrem abelha azul que pensavam estar extinta

Um tipo de abelha azul reapareceu recentemente na Florida, nos Estados Unidos, depois de ter sido vista pela última vez em 2016. Além de azul, a espécie é nova e extremamente rara. Os cientistas estavam convencidos …

Missão da Space X acoplou com sucesso. Astronautas da NASA já chegaram à EEI

A cápsula Dragon que transporta os astronautas da agência espacial norte-americana (NASA) já acoplou à Estação Espacial Internacional, após terem partido no primeiro voo privado rumo ao espaço, neste sábado. Foi às 15:17 (hora de Lisboa) …

Venezuela vai aliviar quarentena com método próprio

Nicolás Maduro anunciou que, a partir de segunda-feira, a Venezuela vai aplicar um modelo próprio de quarentena preventiva da covid-19, que combina cinco dias de flexibilização disciplinada com dez de confinamento obrigatório. “É o modelo cinco …

Uma escultura gigante de uma ave está a espalhar gargalhadas numa cidade da Austrália

Um escultor australiano aproveitou o tempo de quarentena devido à pandemia de covid-19 para construir uma kookaburra eletrónica com quase quatro metros de altura, que até faz os mesmos movimentos e barulhos que o famoso …