“Messi, dá-me a tua camisola e eu dou-te a minha mãe”

PSG - Paris Saint-Germain

Messi no PSG

Messi apresentado no Paris Saint-Germain.

Grande jogo em Paris, golo de André Silva, bis de Messi, mas uma criança também foi o centro das atenções.

Os nomes das equipas já prometiam espectáculo e houve mesmo: o Paris Saint-Germain ganhou em casa contra o Leipzig por 3-2, na terceira jornada do Grupo A da Liga dos Campeões. Nuno Mendes e André Silva foram titulares, Danilo entrou durante a segunda parte.

O Parque dos Príncipes vibrou logo aos oito minutos, graças ao golo de Mbappé. André Silva já tinha avisado duas vezes e empatou, perto da meia hora.

Empate ao intervalo e reviravolta aos 56 minutos, quando Mukiele fez o 1-2 (desta vez Christopher Nkunku não marcou qualquer golo). Lionel Messi, numa grande penalidade, voltou a igualar o duelo, aos 66′, e o mesmo Messi completou nova reviravolta e fechou o resultado oito minutos depois.

Ainda houve nova grande penalidade para o PSG, mas foi Mbappé a tentar o golo – e falhou. “É normal o Messi ter marcado o primeiro penálti. Chama-se respeito. Ele é o melhor do mundo. O segundo fui eu porque foi o Messi que quis dar-me essa oportunidade”, explicou Mbappé.

Cartaz invulgar

Entre Messi, Mbappé ou André Silva, quem centrou as atenções foi…uma criança. Um adepto do PSG:

“Messi, dá-me a tua camisola e eu dou-te a minha mãe”, lê-se no cartaz. E a criança, aparentemente, está à beira da sua mãe.

“Imaginem se o pai daquele rapaz estava a ver aquilo…”, escreveu um utilizador das redes sociais, ao reagir à imagem.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE