Possibilidade de melhoria de nota no secundário aprovada. Decisão do ano passado foi “injusta”

Marcos Santos / USP Imagens

Foram, esta quinta-feira, aprovados projetos que permitem a realização de exames para melhoria de nota para os alunos do ensino secundário. O PS absteve-se da votação.

De acordo com o Expresso, o Parlamento aprovou esta quinta-feira projetos que permitem a realização de exames para melhoria de nota. Todos os partidos votaram a favor das iniciativas do PSD, CDS e do PAN, exceto o PS e dois deputados socialistas – Miguel Costa Matos e Filipe Pacheco – que se abstiveram.

“Sejamos claros e diretos: esta limitação prejudica os alunos que pretendem realizar exames de melhoria com o objetivo de aumentar a nota do ensino secundário e subir a média de candidatura ao ensino superior”, afirmou o deputado do PSD Alexandre Poço.

Já para o líder da Juventude Social Democrata, que lamentou o facto de o Executivo não ter preparado melhor toda a logística dos exames em plena crise sanitária, era fundamental corrigir esta “injustiça”.

“O desnorte é tão grande que hoje mesmo o PS apresenta um projeto lei com o qual concordamos para permitir o acesso aos alunos do Ensino Superior a todas as fases de exames, mas de forma surpreendente o mesmo PS nega esse direito aos alunos do ensino secundário”, atirou.

As várias críticas ao Governo surgiram por ter sido decidido manter, neste ano letivo, o fim da contabilização dos exames finais do secundário para efeitos da avaliação interna – medida tomada no ano letivo passado, devido à pandemia de covid-19.

“O princípio é simples e tem que ver com a possibilidade que existia até ao final ano passado de quem entende que quer um esforço adicional para ter melhor resultados aumentar a possibilidade de acesso ao ensino superior”, argumentou Ana Rita Bessa, do CDS-PP, considerou que a decisão do Executivo no ano passado foi “errada”.

Bebiana Cunha, do PAN, lamentou ainda aquela que considera ter sido uma “decisão injusta” do Governo, que prejudica vários estudantes que têm feito um “esforço hercúleo” para acompanharem as aulas por via remota, escreve o semanário.

“É preciso resolver o problema de estudantes apanhados desprevenidos em plena crise sanitária de poderem ver ainda mais agravada a sua situação académica porque o Governo decidiu vedar-lhe a possibilidade de realização de exames para melhoria de nota interna”, acusou.

A deputada comunista Ana Mesquita alertou para as dificuldades sentidas pelos alunos do secundário e do ensino superior, que estão cada vez mais “desmotivados” e “cansados” do ensino à distância, mas a deputada do PS, Carla Sousa considerou que uma nova alteração de regras “só poderá ser motivo de mais ansiedade e insegurança”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Avião da TAP retido na Venezuela regressa a Lisboa hoje

O avião da TAP que ficou retido na Venezuela por causa de uma carga de cocaína regressa nesta quinta-feira a Lisboa, assim como a tripulação, disse à agência Lusa fonte oficial da empresa aérea portuguesa. Segundo …

Marcelo convida Ramalho Eanes para presidir comemorações dos 50 anos do 25 de Abril

O presidente da República em funções, Marcelo Rebelo de Sousa, convidou o ex-presidente da República Ramalho Eanes para presidir as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. O convite dirigido ao general Ramalho Eanes, um …

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve. Contudo, os especialistas têm dúvidas em relação à necessidade de vacinar os mais jovens. Atualmente há apenas uma vacina contra a covid-19, …

Netanyahu não conseguiu formar Governo em Israel. Segue-se Lapid

Esta quarta-feira, Reuven Rivlin, Presidente de Israel, chamou Yair Lapid, líder do partido Yesh Atid, para lhe entregar a responsabilidade de formar um Governo que consiga o apoio do Knesset (Parlamento). O partido de Yair Lapid, …

Almofada de prevenção contra a pandemia. Câmara de Lisboa quer pedir 20 milhões à banca

A Câmara Municipal de Lisboa quer contrair um empréstimo de 20 milhões de euros junto do BPI, uma almofada de prevenção para fazer face às despesas correntes emergentes do combate à pandemia de covid-19. O Público …

Resort Zmar

BES, falência e um fundo abutre. Resort Zmar "deve 60 milhões de euros ao Estado"

Os proprietários das casas privadas do empreendimento turístico Zmar, na Zambujeira do Mar, em Odemira, continuam a protestar contra o alojamento de imigrantes por causa da covid-19. Isto numa altura em que se revela que …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Deputado do Bloco acusado de violência doméstica avança com queixa em tribunal

Catarina Alves, ex-namorada do deputado Luís Monteiro, acusa-o de violência doméstica. O bloquista nega as acusações e diz que vai apresentar queixa no tribunal. Luís Monteiro vai apresentar queixa contra a ex-namorada que o acusou de …

Gestão do Novo Banco vai receber bónus de 3,9 milhões em 2022

A equipa de administração do Novo Banco tem à sua espera um bónus de 3,9 milhões de euros no próximo ano. O banco registou prejuízos de 1.329 milhões de euros no ano passado. O Novo Banco …

Ainda não há planos para vacinar voluntários com AstraZeneca e J&J (nem dados sobre combinação de vacinas)

A vacinação de voluntários com menos de 60 ou 50 anos que aceitem receber as vacinas da AstraZeneca ou da Johnson & Johnson ainda não tem planos ou datas para arrancar. A Comissão de vacinação …