Médicos de família britânicos contestam declarações do ministro Manuel Heitor

José Sena Goulão / Lusa

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor

A Associação Médica Britânica veio contestar as declarações do ministro do Ensino Superior que, na semana passada, afirmou que o nível de formação de medicina familiar no Reino Unido é menos exigente do que em outras especialidades.

Em comunicado, a British Medical Association (BMA) considerou que as recentes declarações do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior português foram “completamente incorretas”.

Em causa as afirmações de Manuel Heitor, numa entrevista ao Diário de Notícias publicada na semana passada, em que disse que, no Reino Unido, o nível de formação de medicina familiar é menos exigente do que em outras especialidades.

“Vê-se que nós em Portugal, por opção das próprias instituições e também das ordens profissionais, formamos todos os médicos da mesma forma. Se for ao Reino Unido, o sistema está diversificado, sobretudo aquilo que é a medicina familiar, que tem um nível de formação menos exigente do que a formação de médicos especialistas”, afirmou.

Na nota publicada, Samira Anane, uma das responsáveis da BMA, afirmou que “é completamente incorreto descrever a formação de medicina familiar no Reino Unido como menos exigente do que a das outras especialidades médicas”, considerando que é uma opinião “que prejudica gravemente os médicos de família altamente formados em funções por todo o país”.

“Para praticar medicina geral no Reino Unido, os estudantes de medicina – que recebem a mesma formação universitária, independentemente do ramo da medicina que pretendem seguir – têm de completar dois anos de formação base“, explicou ainda, tendo depois de completar “um mínimo de três anos de especialidade de medicina geral, passar nos requisitos para se tornarem membros do Royal College of General Practitioners e ter um Certificado de Conclusão de Formação emitido pelo General Medical Council (GMC)”.

“O programa de formação da especialidade de medicina geral no Reino Unido é um programa de treino médico intelectualmente rigoroso“, de forma a que os médicos “ganhem competências e a experiência necessária para a sua enorme e vital contribuição para os serviços de saúde no Reino Unido, fornecendo tratamento especializado a milhões de pacientes”, destacou.

“Temos de reconhecer o campo altamente especializado da medicina familiar e rejeitar qualquer sugestão de que os especialistas de medicina geral sejam de alguma forma menos qualificados do que os seus colegas noutras áreas”, concluiu.

Na mesma entrevista ao DN, recorde-se, o ministro com a tutela do Ensino Superior avançou que o Governo pretende, até 2023, ver novas escolas de Medicina em Aveiro, Évora e Vila Real, o que levou o Conselho de Escolas Médicas Portuguesas e o bastonário da Ordem dos Médicos a criticar a medida.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …

Steve Bannon deve ser investigado por envolvimento no ataque ao Capitólio, indica Comissão responsável

Antigo conselheiro de Donald Trump foi aconselhado pelo antigo presidente e pela respetiva equipa de advogados a não colaborar com a comissão especial designada para investigar os ataque. A Comissão responsável por investigar o ataque ao …

Trânsito em Lisboa regista valores mais altos do que em pré-pandemia - e há uma razão para isso

O trânsito na capital tem registado valores que ultrapassaram os da pré-pandemia. O receio que as pessoas ainda têm de usar transportes públicos é visto como o principal fator. Se durante o período de confinamento circular …

Qualificações mais elevadas já não garantem salários altos aos jovens. Contratos a prazo triplicam face às gerações anteriores

Estudar mais anos em Portugal já não é representativo de remunerações mais elevadas. Esta é a principal conclusão de um estudo desenvolvido pela Fundação Calouste Gulbenkian, centrado nas diferenças e semelhanças entre as gerações de …

Ordem dos Médicos define equipas mínimas para urgências, mas números são "impraticáveis"

A Ordem dos Médicos (OM) decidiu avançar com uma uma proposta de regulamento que define a dimensão mínima das equipas que asseguram o funcionamento de serviços de urgência nos hospitais. Numa altura em que se prevê …

Turistas estão de volta, mas agora falta pessoal nos hotéis

Os turistas estão a voltar às cidades portugueses, nomeadamente a Lisboa, onde os hotéis se debatem agora com um novo problema, a falta de pessoal qualificado. Há responsáveis que já falam da necessidade de fazer …