Médica espanhola foi mãe aos 62 anos de idade

Uma médica espanhola conseguiu dar à luz uma menina saudável aos 62 anos de idade. A profissional defende que “é a natureza quem impõe os limites e não os ginecologistas”.

Lina Álvarez foi mãe, pela terceira vez, no passado dia 10 de outubro. Até aqui parece uma situação totalmente normal, não fosse o facto de ter 62 anos de idade.

Segundo a BBC, a espanhola, que é médica de profissão, decidiu submeter-se a um tratamento de fertilização in vitro.

A criança nasceu de cesariana, no hospital de Lugo, na Galiza, com cerca de 2,4 quilos. Chama-se Lina como a mãe e as duas tiveram alta uma semana depois.

Em declarações à emissora britânica, a espanhola defende que as mulheres mais velhas, sendo saudáveis, não devem ter medo de dar este passo.

“A natureza é muito sábia e é ela quem impõe os limites, não os ginecologistas. Foi uma gravidez normal, que progrediu naturalmente”, contou.

“Sou a prova de que se pode ter um filho nesta idade, o importante é ser saudável. Muitas mulheres querem ter um filho mas, por falta de informação, acabam por abandonar a ideia”, continua.

A médica já tinha um filho de 27 anos, que sofre de paralisia cerebral, e outro de 10 anos, que também nasceu com recurso à inseminação artificial.

A decisão de querer ter mais um filho, sobretudo com esta idade, gerou muitas críticas, inclusive de profissionais da área.

“Alguns dos meus colegas foram os primeiros a fazer acusações. É fácil falar da vida dos outros. É fácil falar sem saber, falar pelas costas, sem dar a cara”, afirmou ao jornal La Voz de Galicia.

Por outro lado, muitas outras pessoas aplaudem a atitude de Lina, que chegou a receber telefonemas de todo o mundo, com mulheres interessadas em saber a clínica onde fez o tratamento.

“Todas as pessoas que me conhecem dão-me os parabéns porque veem que estou muito feliz. Aproveitei plenamente a minha gravidez e insisto que estou totalmente capacitada física e mentalmente para criar os meus filhos”, disse ainda.

Além dela, também o médico que aceitou fazer esta técnica “foi alvo de críticas ferozes”, por isso, a espanhola, decidiu não divulgar a sua identidade em nenhum momento.

A lei espanhola, tal como em Portugal, não impõe qualquer limite etário para usar este método mas os especialistas desaconselham a sua aplicação em mulheres com mais de 50 anos, escreve o Público.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Espanta-me isto vir de uma médica. Não se trata de limites biológicos, alguém deveria explicar isso a esta senhora. Trata-se sim de as probabilidades desta criança perder a mãe antes sequer da adolescência serem grandes. E se a senhora tiver uma doença grave prolongada, uma criança irá ter de viver toda essa situação. Claro que isso pode acontecer em idades mais jovens, mas as probabilidades aumentam imenso com a idade. É de um profundo egoísmo pensar desta forma, mas cada um sabe de si.

RESPONDER

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

Adolfo Mesquita Nunes anunciou este domingo que não será candidato à liderança do CDS. A garantia foi deixada pelo próprio, na sua página pessoal de Facebook, depois de ter sido desafiado por António Pires de …

Afastado desde a noite eleitoral, Rui Rio volta para lançar suspeitas sobre a RTP

Afastado dos holofotes desde a noite eleitoral e sem dizer se se vai recandidatar à liderança do PSD, Rui Rio recorreu ao Twitter para comentar as suas suspeitas sobre a RTP. O líder social-democrata recorreu às …

Iniciativa Liberal vai votar contra programa de Costa

O deputado eleito do Iniciativa Liberal vai votar contra o Programa de Governo, e revela que as suas primeiras propostas serão de desagravamento fiscal perante um Parlamento onde se quer sentar ao meio, "o mais …